A minha, a sua, a nossa Vaidade

.
Dorian Grey Ben Barnes

A vaidade é o pano de fundo do nosso cotidiano. 
Olhe à sua volta. A vaidade está nas ruas, na mídia, no trabalho, nos perfis em redes sociais, nas atualizações de status, nos blogs, nas fotos, na família, no círculo de amigos, nas relações amorosas...

No romance O Retrato de Dorian Gray,  Oscar Wilde retrata o lado mais obscuro da vaidade e como podemos ser levados à mais completa decadência por ceder aos seus caprichos... Vale a pena ler, é um dos meus favoritos.  O livro é sobre um jovem e belo rapaz que perde sua inocência e valores quando é seduzido pelo impacto que sua aparência causa. 
A partir de então, acredita que as únicas coisas valiosas na vida são a beleza e a juventude.  Vende sua alma para jamais envelhecer e assim todas as marcas do tempo e de seus atos ficam registradas apenas em um quadro com a sua imagem.

Passa a vida entregue aos prazeres mundanos, vícios, magoando e manipulando as pessoas, sempre mergulhado no êxtase de ser admirado por sua incrível beleza e ter todos os seus desejos atendidos.
Proclamou-se um Deus, que poderia cometer os atos mais terríveis sem manchar sua aparência e, para manter seu segredo, foi capaz de perversidades e crimes hediondos.
Nunca agiu com bondade, até mesmo quando queria mudar o rumo da sua vida ou ajudar alguém, o fazia por egoísmo e sem o real interesse pelo bem estar alheio.
Em certos momentos, Dorian considerava o mal como um simples meio de poder realizar a sua concepção do belo. (Trecho do Livro O Retrato de Dorian Gray)
.
Esta obra nos faz refletir sobre as coisas inimagináveis que somos capazes de fazer por simples vaidade.
Vivemos em uma sociedade onde somos estimulados desde cedo a alcançar uma posição de destaque e a possuir a aparência mais bela.
Acredito que, até certo ponto, isso é natural e benéfico, quando esta vaidade moderada serve de motivação para lutarmos por uma condição melhor. O problema está, como em tudo nesta vida, no exagero e descontrole.

Quando nos deixamos seduzir pela vaidade excessiva, não temos mais uma percepção clara da realidade que nos cerca. Nos fechamos para novos aprendizados e para os argumentos alheios. Queremos ganhar qualquer discussão, não pela razão, mas pela sensação de poder que a última palavra nos dá.
O vaidoso perde o discernimento para perceber que não é tão virtuoso como imagina. É incapaz de admitir seus erros, menospreza o mal que causa com suas atitudes e tem dificuldades em aceitar quando discordam de sua opinião. Para ele, tudo em sua vida é mais valoroso e inquestionável.
Se necessário, constrói um personagem porque está viciado em ser o centro das atenções e não medirá esforços para agir de forma que obtenha o destaque que julga merecer.

A vaidade anda de mãos dadas com a Inveja. O vaidoso não aceita as vitórias alheias, considera absurdo que pessoas "inferiores" a ele, alcancem o sucesso.
E nesta busca cada vez maior pela admiração, perde o bom senso, afunda-se em futilidades e esquece da importância do auto conhecimento e da sua evolução como Ser Humano.
Torna-se cada vez mais egoísta, exibicionista e pode até mesmo passar por cima de regras, valores e ética para conseguir estar novamente, por um momento que seja, sob os holofotes.


Quadro Dorian Gray

Uma pessoa vaidosa demais tem uma imagem ilusória de si mesma no mundo e nas relações. Os resultados podem ser desequilíbrios psicológicos gerados pela pressão e alta expectativa que ela própria criou e pela sua incapacidade de enxergar a realidade. 
A vaidade em excesso é um veneno tanto para individualidade quanto para a coletividade.
Quantas insanidades e até crimes vemos por aí, onde a única motivação é a vaidade? Infelizmente, muitos.
Não é a vaidade ferida mãe de todas as tragédias? Friedrich Nietzsche
.
Somos todos vaidosos, por isso é importante a constante análise do nosso comportamento e pensamentos.
Questione-se : Minhas atitudes são naturais, espontâneas e tem o propósito real de contribuir para um algo relevante ou são apenas uma forma de "aparecer" e ser admirado?
Se chegarmos à conclusão de que estamos perdendo o controle, é hora de tomar as rédeas da situação, ser mais humilde, enxergar nossa real importância, aprender com nossos erros e deixar o egoísmo de lado.
É muito fácil se deixar levar pela vaidade, afinal quem não gosta de ser admirado? O importante é mantermos sempre os pés no chão e a consciência do nosso real valor.

Acredito firmemente que estamos nesta vida para aprender e evoluir. Ninguém é perfeito, então não vamos perder nenhuma oportunidade de tentar ser uma pessoa melhor.
.
"O valor do homem é determinado, em primeira linha, pelo grau e pelo sentido em que se libertou do seu ego." - Albert Einstein

Lembrando que esta é minha opinião pessoal sobre o assunto :)
Beijos!

* Recomendo a coluna do Psiquiatra Dr. Flávio Gikovate no site Vya Estelar - Vaidade como Vício

e Vaidade excessiva pode ser um transtorno psicológico - Somos Todos Um
autora Autora

Mineira morando em Sp, geminiana, casada. Apaixonada por atividades físicas, já pratiquei natação, Taekwondo, Muay Thai, Kick Boxing, atualmente treino musculação e sou aprendiz de corredora :) Blogueira por amor. Este espaço foi criado com a intenção de interação e diversão, seja muito bem vindo(a)!

Recomendados

Novidades 2296686624418404631

133 comentáriosBlogger

  1. OLá Sam.
    Adorei ler o seu texto. Concordo plenamente quando diz que a vaidade em excesso é um veneno. Não li o livro mas fiquei curiosa.
    Beijinhos grandes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lena como vai ? :)

      Fico feliz em saber que gostou do tema :) Realmente a vaidade, como tudo nesta vida em excesso, acaba sendo nociva para nós e para os que nos cercam.
      O livro é maravilhoso, recomendo, se preferir também tem o filme, é de 2009 se não me engano com Ben Barnes e o Colin Firth :)

      Obrigada pela presença e participação,
      Grande beijooo e bom Domingo !! :)

      Excluir
  2. Olá Sam,

    Acredito que em alguns casos específicos, a própria sociedade é culpada por alguns "transtornos" da vaidade, um exemplo prático é a Anorexia. A sociedade "dita" que mulheres magras são mais bonitas, tem mais oportunidades, etc, etc.

    Outro exemplo, a riqueza (ganância), onde você "precisa" ter tudo, pois você "precisa" do novo carro X, você "precisa" daquele aparelho Y, etc, etc.

    Realmente a vaidade é algo complicado. A pessoa tem que ter a cabeça muito no lugar, para conseguir "sobreviver" e filtrar o que a socidade quer impor como algo correto.

    Reflexão muito interessante. Parabéns pelo artigo!

    Uma sugestão apenas na questão dos comentários. Eu senti falta da opção comentar com "NOME/URL".

    Abraço e sucesso!

    Matheus - Informática Inteligente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Matheus, tudo bem? :)

      Perfeitas suas colocações, concordo contigo que muito desta vaidade excessiva que vemos hoje é fruto de cobranças indevidas da sociedade em que vivemos. O que acaba gerando problemas graves como os que mencionou, os distúrbios alimentares, problemas psicológicos e uma ganância e materialismo exagerados e prejudiciais para uma vida saudável...
      Todos nós somos vaidosos, o importante, como você disse, é tentar manter a cabeça no lugar e não perder o senso de realidade.:)

      Agradeço muito sua sugestão, eu tenho deixado a opção Nome-Url aberta durante o período que fico on line, mas quando saio ou vou dormir, retiro. Não modero os comentários e já teve casos de eu me ausentar e quando retorno, meus leitores estão expostos a comentários grosseiros e ofensivos...
      Já quando estou on line, se chegam, logo excluo :)
      valeu pelo toque, vou experimentar deixar aberto sempre, e ver se as coisas fluem bem :)

      Obrigado pela presença e participação !
      Grande abraço e bom Domingo :D

      Excluir
  3. Oi amiga, eu não costumo ser vaidoso, mas procuro ficar em alerta ,afinal temos que nos valorizar ,mas não exagerar, como todo bom escorpiano, temos um ego enorme e excesso de confiança e nos amamos muito...então temos que ter cuidado...valeu...excelente texto...fuiii

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querido amigo, como vai? :)

      Verdade o que disse, é importante nos valorizarmos, estarmos com a auto estima em dia, mas sempre atentos para o nosso real valor sem nos deixarmos contaminar por uma vaidade nociva e exagerada :)
      Ter a consciência disso, é algo louvável, parabéns :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      Fiquei super feliz em vê-lo por aqui,
      Grande abraço e bom Domingo pra você e sua família :)

      Excluir
  4. Sam, que excelente reflexão. Li o livro e vi a primeira versão do filme ainda na adolescência. E já naquela época me questionava acerca desse pecado capital que é a vaidade. Sou vaidosa, no sentido de querer me ver bonita e bem. Mas rejeito a forma perversa da vaidade que beira a inveja e a arrogância.
    Como vc disse, vivemos num mundo onde a vaidade é estimulada em todos os setores, e muitas vezes perdemos a medida, nos tornando excessivamente competitivos, sobretudo no ambiente de trabalho.
    Mas fica a lição do Dorian pra todo mundo se policiar.
    Um super beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paty querida, que bom vê-la participando na blogosfera, espero que esteja se recuperando bem :) Li seu novo artigo, logo vou participar, parabéns pela coragem e força que tem :)

      Eu vi os 2 filmes, o antigo e o novo e li o livro, sempre fico encantada e intrigada com a riqueza dos diálogos. Esta obra nos mostra muito bem até onde somos capazes de chegar quando nos deixamos dominar pela vaidade...
      Também sou vaidosa como você de querer uma boa aparência, etc, mas creio ser algo normal e saudável, o importante é termos consciência dos limites, como você disse, para não cairmos nesta armadilha.

      Obrigadíssimo por ter vindo participar, fiquei feliz em vê-la por aqui :)
      Grande beijo e que seu Domingo e semana sejam de paz e alegrias :)

      Excluir
  5. Ei Sam...

    Excelente reflexão..

    Dizem que pra tudo na vida há os prós e os contra não é verdade? a vaidade é algo que ainda não encontrei benefícios , pessoas vaidosas são amantes de sim mesmo, digo no sentido amplo da palavra ,vivem em prol de alimentar seu ego e se destacar em tudo aquilo que se realiza, esquece do aprender, do conhecer , do aprimorar , e sempre estão a mercê da própria visão e da aparente estabilidade interior.Concordo quando diz que ela anda de mãos dadas com a inveja pois o vaidosa sempre quer ser superior, não só em sabedoria mas em aparência também sabia? Não admite errar e nem saber que há alguém além dele, que se destaca mais, que chama mais atenção , que tem brilho próprio. O vaidoso é um mascarado em busca de sucesso anulando outros. Registro em meu coração o fina do seu texto em assumirmos que somos vaidosos e precisamos sim fazer uma auto análise e nos reencontrarmos nesta área, tendo o discernimento do que realmente esta em nós e do que não é nosso e sim um capricho sem fundamento nos tirando a visão do nosso verdadeiro eu....."Se eu for pensar tenho muito a mudar em mim":).....

    Beijos e linda semana pra ti....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida Cecília! Como vai ? :)

      Sabe amiga, quando paramos para olhar em volta, chega a ser assustador a quantidade de pessoas que se deixam envenenar pela vaidade e perdem o senso de realidade... Constantemente vejo a discórdia que isso causa, muitos discutindo por motivos banais, apenas querendo se impor ou prejudicando pessoas para chegar onde deseja...
      Sua descrição está perfeita, aqueles que se deixaram contaminar vivem em função do próprio ego e param no tempo da evolução pessoal, pois acreditam que já estão evoluídos o bastante. E nisso não procuram mais aprender, crescer e nem aceitam sua própria imperfeição...
      Acredito que todos somos vaidosos, o importante é ter os pés no chão, humildade para saber que ninguém é perfeito e que evoluir é nossa missão aqui :)
      Sou bastante vaidosa e tenho um ego grande, confesso, mas dou o meu melhor e me esforço para ser humilde e realista, e assim vou seguindo :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      Um mega beijooo e que seu Domingo e semana sejam ótimos :)

      Excluir
  6. Olá Sam tudo bom com você ?
    Ahhhhh a vaidade, um de meus pecados preferidos - Com essa frase o "diabo" encerra o filme "O Advogado do Diabo", Sua postagem me lembrou esse filme, e é interessante ver como a vaidade é mesmo perigosa para o vaidoso.
    Jesus também não deixou de mencionar a vaidade quando disse como descrito no evangelho de Mateus capítulo 6
    Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Mateus 6:2
    E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Mateus 6:5
    E, quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram os seus rostos, para que aos homens pareça que jejuam. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.
    > invocam o nome de Deus apenas para promover sua vaidade.
    Enfim creio que ninguém também pode negar como é gostoso ter o ego afagado e se sentir a "última coca cola do deserto", mas é muito bom estar sempre atento ao preço disso, mesmo que merecida as homenagens devem ser vistas como a "faca de dois gumes" porque na mesma proporção que nos deixa felizes, também nos ameaça pelo perigo de se tornar "dependente" e acabar perdendo a noção do seu preço.
    Grande abraço amiga, um tema maravilhoso e muito bem colocado por você, aliás como sempre :)
    beijão e um ótimo domingo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sérgio ! ;) Tudo bem sim, espero que contigo também :) Que bom que veio participar :)

      Eu queria muuuito incluir uma passagem do Advogado do Diabo também , pois escrevendo o texto não tinha como não me lembrar desta passagem e todo o desenrolar do filme que gira muito em torno da Vaidade! Mas o artigo já estava tão "imenso" que não deu hehehe Realmente a frase exemplifica bem este tema e nos leva a refletir.

      Perfeitos os complementos que nos trouxe sobre o que Jesus disse, é assim mesmo, pois precisamos estar atentos, alguns fazem o bem não com a real intenção de ajudar, mas sim para ser admirado... E geralmente estes são os que anunciam seus atos de "bondade" a torto e a direito no intuito de mostrar como é generoso.
      A frase : invocam o nome de Deus apenas para promover a sua vaidade se encaixa muito bem no que estamos conversando. Quantos vemos por aí agindo desta forma e deturpando algo tão grandioso e sagrado em nome apenas de ser reconhecido? Infelizmente, muita gente...

      Concordo contigo, todos queremos reconhecimento, é ótimo ter um retorno positivo, sermos admirados pelo que somos e fazemos, o importante é manter os pés no chão e não sucumbir à arrogância e perder assim o senso de realidade.

      Amigo, obrigadíssimo pela presença e por enriquecer a postagem com suas colocações, adorei !
      Grande abraço e que seu Domingo e semana sejam ótimos !! :D

      Excluir
  7. Oi, Sam, como vai? Curioso, é o segundo blog que visito hoje que cita esse livro. Irei lê-lo, com certeza.
    Sam, acho lamentável que o mundo venere tanto a vaidade, seja física ou por status e poder. Convivemos diariamente com pessoas fúteis que esquecem de cultivar bons valores em nome da vaidade, ou que esquecem que o verdadeiro sentido da vida está muito além do que a aparência, um cargo ou bens materiais podem oferecer.
    Como disse, todos temos vaidades. A minha é em relação à inteligência. Sei que sou uma pessoa inteligente, com uma percepção além do normal, mas procuro sempre me policiar para usá-la sem que se torne arrogância ou sinal de superioridade. Quando alguém busca minha ajuda, procura ajudá-la sem que pareça torná-la incapaz, porque se for para usar meu dom assim, ele com certeza perde sua utilidade e beleza.
    Também por isso sou contra comportamentos que estimulem padrões, como os relacionados à beleza. A vaidade excessiva não faz bem a ninguém.
    Um abraço, linda semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida Bia, tudo bem e contigo ? :)

      Este livro é incrível, apesar de ser fininho, praticamente todos os diálogos são muito impactantes e nos fazem refletir o tempo todo! Recomendo :)
      Pois é amiga, também fico triste em perceber o quanto a sociedade ainda valoriza a futilidade e deixa de dar importância ao que é mais importante, como você bem disse, o real sentido da vida, nossa evolução e melhoramento pessoal...
      Achei super legal você admitir qual é a sua maior vaidade, isso sem dúvidas mostra como é uma pessoa com bom senso e consciência das armadilhas que a vaidade nos apresenta. Mais bonita ainda é sua atitude de oferecer o dom que lhe foi dado com generosidade e sempre com o cuidado de usá-lo com humildade. Na minha opinião este é o caminho. Sabermos o nosso real valor e mesmo assim não perder de vista que temos ainda muito a aprender :) parabéns !
      Como você sou contra regras e padrões, hoje mesmo fiquei chocada ao ler um artigo de moda onde a autora praticamente proibia certas roupas para determinadas idades... Um absurdo! Se tenho 37 anos e me sinto bem com tal roupa, agora não posso mais usá-la ? Tô fora disso...

      Obrigada pela presença e participação :)
      Um super beijoooo e que seu Domingo e semana sejam ótimos ! :)

      Excluir
  8. Oi Sam,
    Mais um excelente post!
    Esses dias ouvi falar desse livro e fiquei interessada em lê-lo,agora então,fiquei interessadíssima,vai para a minha lista de livros futuros,rs.Adoro ler,gosto dos mais variados estilos e boas leituras sempre acrescentam à nossa bagagem cultural.
    E quanto ao texto,muitas vezes fazemos algo levando mais em conta a opinião de alguém,o mundo grita aos quatro cantos o poder da beleza,da aparência perfeita,da juventude e etc.
    Eu mesma,já me deixei abalar pelos comentários alheios,e vejo o veneno que há em se alimentar disso.
    A vaidade não quer o bem,quer apenas "ser" ou "mostrar" algo(muitas vezes falso)e caminha ao lado da inveja,por não admitir que os que estão bem consigo mesmo estejam realmente assim,pois para o vaidoso excessivo tudo gira em torno de si e os outros que se adaptem ao seu comportamento egoísta.
    Claro que devemos nos cuidar,mas vejo que muita gente não faz isso pelo seu bem-estar e sim para mostrar ao outro o que tem de melhor e isso é muito chato,afinal de que vale tanta beleza e vaidade,se os sentimentos nem sempre são nobres?!
    Parabéns pelas indicações e cada vez mais sucesso ao blog,você é uma das queridas amigas que encontrei pela blogosfera e fico muito feliz com isso.
    Uma semana cheia de luz e alegria e um megaaaa abraço,=)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiiii Suu, que bom que chegou para conversarmos um pouco :)

      Amiga, eu super recomendo este livro e também o filme. Como eu disse pra Bia, todos os diálogos são muito impactantes e nos fazem refletir sobre diversas questões do comportamento humano e nosso limites. Já li o livro várias vezes e vi o filme mais vezes ainda rsrss e toda vez fico intrigada e encantada com a forma como Oscar Wilde percebia todo este nosso lado sombrio e vaidoso.

      Concordo contigo nas suas colocações, até porque eu mesma em muitas situações fiquei à mercê da opinião alheia e isso só atrapalha nossa vida...
      Gosto sim de me cuidar, de estar bonita, todos gostamos de ser apreciados e reconhecidos, vejo isso como normal, mas quando passamos dos limites, começamos a ficar cegos para a realidade e daí para fazer algo ruim... é um pulinho!
      Perfeita sua colocação : a vaidade não quer o bem, quer apenas ser ou mostrar, isso exemplifica bem os casos de quem faz algo de bom, mas não por ser generoso e sim para ser apreciado pela sua imensa "bondade", etc...

      Amiga, quero aproveitar e agradecer sua presença sempre aqui, prestigiando o blog, pelo carinho e amizade virtual, não tenho palavras que mostrem minha gratidão por tudo que recebo de vocês :)

      Obrigada pela presença e por complementar a postagem com sua experiência e vivências nesta questão :)
      Grande beijooooooooooooooo e que seu Domingo e semana sejam ótimos !! :D

      Excluir
  9. Sam, boa tarde, querida.!
    A vaidade quando exagerada é um grande problema! O lado positivo dela é o amar-se, cuidar-se e sentir-mos bem! Porém o mais importante é o lado espiritual, termos Deus sempre conosco! Isso sim, é a essência da vida!

    Beijos e um bom domingo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida Maria Adeladia, como vai? :)

      Pois é amiga, tudo nesta vida quando ultrapassa limites e descamba pro excesso acaba sendo prejudicial, e o que é pior, além de ser ruim para nós, acaba afetando os que nos cercam... Concordo contigo, o mais importante é nosso lado espiritual, nossa evolução como ser humano.

      Obriagdíssimo pela presença e participação!
      Super beijooo e que sua semana seja ótima !! ;D

      Excluir
  10. Oi Sam, infelizmente hoje as mulheres de uma maneira "quase geral", acreditam que a vaidade é mais importante do que tudo. Basta sairmos na rua para observarmos que a identidade individual passou a ser coletiva, com todas usando o mesmo tipo de corte e cor de cabelo, só para dar um exemplo. O que nos torna as pessoas que somos nada tem a ver na verdade com a vaidade externa e sim com a interna.
    Beijos e ótima semana para você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida Solange tudo bem? :)

      Grande verdade o que disse, hoje em dia vemos que a vaidade é supervalorizada e assim futilidades ficam acima de valores mais importantes como nosso crescimento e evolução pessoal... Quando escrevi o texto me peguei pensando no que mencionou, quando olhamos por aí, seja nas ruas ou até nas fotos compartilhadas em redes, podemos ver um comportamento e visual padrão, muitas vezes que beira o ridículo, porque as pessoas adotam sem nem questionar muito se gostam ou se é adequado... tudo em nome da vaidade de ser admirado ou visto...
      Sua frase final fechou com chave de ouro seu comentário, concordo contigo :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação!
      Grande beijo e que seu Domingo e semana sejam ótimos :D

      Excluir
  11. Olá, Sam!

    Como sempre, um ótimo texto! Vale a pena esperar cada um de seus novos artigos, pois eles são sempre importantes e também aplicáveis a nossas vidas.

    Gostei de você ter focado como sendo um problema a vaidade em excesso. Quando moderada, ela é realmente importante: faz parte de nossas vidas e até nos ajuda a ter a auto estima em equilíbrio. Mas, quando ela é exagerada, os problemas que ela causa são enormes!

    E isso se aplica a tudo: em nossa vida pessoal, em nosso trabalho e até mesmo em nossos blogs. Afinal, quem é que gosta daquele autor que se acha o máximo, não está nem aí para quem o visita e só pensa em fazer as coisas para seu próprio benefício? Você mesma já abordou este tema em outro artigo, e acredito que este seja um ótimo complemento.

    Para terminar, mais um elogio merecido a você: adoro a forma como você constrói os seus textos, mesclando sua opinião pessoal, obras literárias e frases de grandes pensadores! O resultado é sempre um texto fantástico!

    Um abraço e ótimo domingo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adelson, como vai? :)

      Fico extremamente feliz em saber que apreciou a postagem! Este é um tema muito rico, dá pra fazer uma série com ele, então procurei pegar os pontos que considero mais importantes :)

      Acredito que vaidade é bom em alguns aspectos desde que seja moderada e sirva para nos impulsionar ao melhoramento e nos dar mais "garra" para conseguirmos nossos objetivos. O problema é sempre o excesso, a falta de controle, como em tudo nesta vida, quando passamos dos limites do saudável, a coisa começa a ficar complicada...

      O exemplo que nos trouxe é algo que me incomoda muito. Alguns autores sequer disfarçam sua arrogância e vaidade desmedida, perderam totalmente a humildade e a noção de realidade. Navego muito por aí, e posso afirmar com certeza, tem Dolly se achando Coca-cola importada. Não tem mais noção do ridículo.
      Eu particularmente quando me deparo com alguém assim, desvio e sigo meu caminho, não vou compactuar com uma pessoa destas que nem tem interesse em mudar ou evoluir. Pena que muitos continuem alimentando o ego destas pessoas...

      Obrigado pelo elogio, gosto de complementar os texto com frases e citações que encontro nas pesquisas e que dêem um "tchan" na leitura :) Fico feliz que goste, sua opinião é super importante pra mim :)

      Agradeço muito sua presença e participação,
      Um abraçãoooo e que sua semana seja ótima :D

      Excluir
  12. Sammy,

    As pessoas que sofrem de baixa-estima perderam o ponto da vaidade.
    Ela se faz necessária, em dose humilde, para levantar os animos. Acreditar em si, no que é, como é e o que é capaz de fazer, por si e por todos. Desprezo os exageros cometidos por pessoas que passam do limite e até, muitas vezes, se destroem.

    A vaidade não é apenas a apresentação pessoal, física, mas tambem profissional. Outra questão delicada, porque quem não sabe lidar com o sucesso, além de afastar as pessoas mais queridas, é alvo de inveja, risos, desconfianças e tédio por se tornar um chato.

    Adorei o tema.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá bela Fadinha de ouro, tudo bem? :)

      Adorei suas colocações, tocou em pontos que eu não tinha pensando e gostei muito. Perfeita sua frase : a vaidade se faz necessária em dose humilde para levantar os ânimos. Sem dúvidas ela nos dá forças e motivação para conseguirmos alcançar nossos objetivos, só não podemos perder o controle da coisa, porque como bem disse, todo excesso é prejudicial.

      Vejo que lidar com o sucesso é algo muito complicado para a maioria das pessoas. Muitas o almejam tanto e depois que conseguem, se perdem e até sentem-se infelizes, ou mudam de conduta tornando-se arrogantes e pedantes... Já outros não conseguem engolir o sucesso alheio e tornam-se amargos... Somos complexos, por isso é sempre bom ficar de olho no que se passa em nosso íntimo e a quantas andam nossas atitudes :)

      Fadinha, obrigada pela presença e participação !
      Um beijãooooooooo e que sua semana seja ótima :)

      Excluir
  13. UM TRECHO D0 SEU TEXTO ME CHAMOU A ATENÇÃO: "A PARTE QUE DIZ QUE QUEREMOS GANHAS SEMPRE AS DISCUSSÕES COM OS OUTROS", É VERDADE, TODOS QUEREMOS SER OS DONOS DA RAZÃO BEM LÁ NO FUNDO, ALGUNS DIZEM O QUE PENSAM E OUTROS DEIXAM OS SENTIMENTOS DENTRO DE SI, ISTO GERALMENTE DIFICULTA A ANÁLISE DE SABER QUEM REALMENTE É UMA PESSOA HUMILDE E QUEM ESTÁ ESCONDENDO O SENTIMENTO, PORÉM PONDERAR NOSSAS ATITUDES E REVER OS CONCEITOS, NOS FAZEM MEDITAR E ANALISAR ONDE ESTAMOS FALHANDO COMO SERES HUMANOS, POSSO DIZER COM CERTEZA QUE AQUILO QUE VOCÊ FALOU SOBRE ESTÁ AQUI NESTE PLANETA POR UM DETERMINADO MOTIVOS É, DO MEU PONTO DE VISTA A PURA VERDADE, CREIO QUE NASCEMOS AQUI COM OBJETIVO DE TER UM REFINAMENTO, CLARO QUE EU, OBVIAMENTE NÃO PERTENÇO A NENHUMA DENOMINAÇÃO, MAS QUALQUER REFLEXÃO PROFUNDA NOS LEVA A VER QUE É POR AI QUE ESTÁ ORQUESTRA REGIDA POR DEUS TOCA. NÃO ESTOU AQUI PARA APONTAR O DEDO NA CARA DE NINGUÉM, PORÉM COMPREENDO QUE MUITOS DE NÓS TEM QUE SE REFINAR MUITO NESTE SENTINDO, DEIXANDO AQUELA VELHA DEMAGOGIA BARATA QUE NOS FAZEM FALSEAR AS COISAS. SOMOS TODOS SERES HUMANOS E QUEREMOS TODOS NÓS SERMOS FELIZES, E A SUPREMA FELICIDADE QUE POSSAMOS ALCANÇAR É NOS AMAR, NÃO UM AMOR IMORAL, MAS O AMOR PURO AO QUAL IRMÃO TERRESTRE AJUDA E RESPEITA O OUTRO, DIGO COM TODA A CERTEZA QUE ISTO NÃO DÁ PARA FAZER COM ARROGÂNCIA, ORGULHO E FALTA DE HUMILDADE E PRINCIPALMENTE O QUE VOCÊ MOSTROU NO TEXTO A DROGA DA VAIDADE.

    NÃO PRECISO ELOGIAR SEU TEXTO, ELE POR SI SÓ LHE DÁ O MÉRITO. PARABÉNS.

    DE SEU AMIGO EDUARDO TARGA BLOG : WWW.VARIEDADES1.COM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querido amigo, que bom que veio participar :)

      Em todas as pesquisas e leituras que fiz para elaborar o texto, esta era a parte que mais e repetia, esta nossa necessidade de impor nosso ponto de vista, ou de ganhar alguma discussão nem sempre por estarmos certos, mas sim, pela sensação de poder que "vencer" ou ter a última palavra nos dá...
      A vaidade é algo complicado, algumas pessoas fazem o bem apena para ser admirado e não por uma bondade genuína... na verdade nem estão interessados na outra pessoa, querem apenas que digam como é generoso, por isso mesmo não ajudam nos "bastidores" só se mostram solícitos se for em público, para que todos vejam como é bondoso...
      Acho que por mais que pareça banal, muitos de nós praticamente parecem esquecer que ninguém é perfeito e que estamos aqui para aprender e evoluir, temos todos os dias oportunidades para sermos alguém melhor, basta estarmos abertos e aproveitarmos isso.
      O problema é que auto conhecimento e melhoramento pessoal dá trabalho, e isso muita gente não quer ter... Preferem ignorar esta verdade.

      Fico felis que tenha gostado do texto, obrigado pela presença :)

      Grande abraço e que sua semana seja ótima :D

      Excluir
  14. Sam, boa noite!
    Muito bem escrito e colocado o seu pensamento sobre a vaidade, bem assim mesmo, tudo o que se excede é prejudicial!
    Abraços!
    Ivone

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida Ivone, boa noite :)

      Que bom que gostou do tema e da postagem, este é um tema muito rico e que sempre quis escrever por aqui :)
      Penso como você, tudo que é em excesso acaba sendo prejudicial para nós e consequentemente para os que nos cercam...

      Muito obrigada pela presença e participação !
      Grande beijo e que sua semana seja ótima :)

      Excluir
  15. Bela reflexão Sam. Boa leitura.
    Livre arbítrio em crenças e escolhas. O ego, este nosso fiel inimigo, é vaidoso por programação/memória ancestral escravista. É por aí que nos agrilhoam, os exploradores escravagista no alto da pirâmide que nos oprime, abusa e explora, aos remos das galés neste labirinto do nada onde perdemos a noção de nossa essência divina e perfeita neste amoroso orgônico campo quantico de infinitas possibilidades para o nosso bem e o bem de todos. O divino em nós, não julga nem pune, é o amor incondicional.
    Foi bom conhece-la, voltarei mais vezes. Sou grato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aldo, como vai? :)

      Que bom que apreciou a leitura. este é um tema muito complexo e rico, procurei não me estender muito e focar mais na essência da questão :)
      Concordo contigo, nosso ego pode ser traiçoeiro se não estivermos atentos às armadilhas da vaidade que tão facilmente nos envolvem...
      Como você sabiamente disse, o divino em nós não julga, nem pune, é amor incondicional que está acima destas futilidades sempre presentes na vaidade exagerada :)

      Obrigado pela presença e participação, seja sempre muito bem vindo :)
      Grande abraço e boa semana ! :D

      Excluir
  16. Olá! A frase que mais me chamou a atenção é onde você diz que "a vaidade é um veneno para a individualidade e para a coletividade". No que diz respeito à coletividade, acho que a vaidade leva a um comportamento coletivo competitivo e egoísta: neste caso, vaidade e egoísmo andando de mãos dadas. Boa reflexão e obrigada por me lembrar deste livro que já li e reli, mas há alguns anos que não releio. Vou reler. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Hannah, como vai? :)

      Pesquisando sobre o assunto li um artigo que focava bastante nesta questão da vaidade ser prejudicial tanto para a pessoa quanto para os que a cercam, e achei muito providencial citar este ponto importante :)
      Concordo contigo, o vaidoso dificilmente vai conseguir harmonia em ambientes ou atividades visto que seu egoísmo e uma deturpada visão da realidade por si só já prejudicam qualquer interação...

      Eu adoro este livro, já li e reli e vi o filme inúmeras vezes e sempre fico intrigada e encantada com a profundidade desta obra :)

      Obrigada pela presença e participação!
      Grande beijo e boa semana :D

      Excluir
  17. Oi Samantha,

    gostei do seu texto. Acho que é um tema muito interessante pra se discutir e refletir a respeito. A vaidade nos influencia silenciosamente e é importante termos consciência de sua existência (por mais abstrato que seja o conceito).

    Pra quem gosta de discutir e pensar a respeito da influência e papel da vaidade nas pessoas e na sociedade, uma sugestão são os livros e textos do Flávio Gikovate. Ele disserta bastante sobre o tema.

    Um abraço e uma ótima semana.

    Claudio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cláudio, bom dia! :)

      Que bom que apreciou a postagem :)Concordo contigo é um tema muito rico e também complexo, que rende boas conversas e reflexões.
      Como você sabiamente disse, é muito importante ter esta consciência para não cairmos nas armadilhas do nosso próprio ego.
      Não li os livros do Flávio, mas gosto muito da coluna dele no Portal Vya Estelar que indiquei no final do texto : A vaidade como vício, são artigos curtos mas muito ricos em informação, estou acompanhando :D
      Obrigada pela dica ! Vou procurar um dos livros dele para conferir :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação!
      Grande abraço e boa semana :D

      Excluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. "Vaidade de vaidades, tudo é vaidade." - Ecl. A vaidade, para alguns sendo o mesmo que a soberba e o orgulho, é considerada um pecado capital merecedor de atenção especial segundo os teólogos cristãos. Do ponto de vista budista ou hinduísta é ao mesmo tempo produto e alimento do ego e também um obstáculo para a libertação do ser. Gostei do post, ilustrado por interessantes citações e tendo como fundo um clássico da literatura.

    Grande abraço e boa semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo, que surpresa boa vê-lo por aqui! :)

      Fico feliz em saber que apreciou da postagem, gostei muito dos complementos que nos trouxe. Realmente a vaidade atravanca nossa libertação e nos deixa estagnados no caminho rumo à evolução, visto que os vaidosos acreditam que não precisam de aperfeiçoamento. Precisamos estar atentos para não cair nesta armadilha :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação,
      Um enorme abraço e que sua semana seja ótima :D

      Excluir
  20. Samanta! Bom dia querida!
    Mais um texto impactante e que nos conduz a uma série de reflexões!

    A vaidade é um dos sete pecados capitais e de tão complexo pode ramificar-se também na ira e na luxúria. Vemos exemplos constantes espalhados em todos os lugares e o ambiente de trabalho, ao meu ver, é um dos locais onde a vaidade mais impera vai de encontro à competência e aos respeito profissional pelo colega. Muitos sentem-se(em seu íntimo) melhor dos que os outros, achando-se mais inteligentes e mais perspicazes do que a maioria que os cerca. Alguns até percebem o mal que estão cometendo,mas, muitas vezes, quando enxergam o que causaram, já é tarde demais para consertar ou voltar atrás!

    Um texto sempre rico para nos fazer refletir amiga! Eu simplesmente não sei como consegue tirar exemplos assim tão incríveis para nos abrir os olhos!
    Adorei como sempre e sempre!
    Mil beijos e uma semana espetacular!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dri querida, bom dia Flor! :D

      Realmente amiga este é um tema muito rico e complexo, tanto que a postagem ficou imensa e mesmo assim deixei muita coisa de lado, dá pra fazer uma série em cima disso :)
      Concordo contigo, um dos ambientes mais agressivos e repletos de manifestações da vaidade é o nosso local de trabalho... Muitos perdem a noção de seu próprio valor e buscam a qualquer custo uma posição de destaque. Acredito que ambição pode até ser saudável e nos impulsionar para conseguirmos uma condição melhor, mas quando a vaidade passa dos limites, algumas pessoas começam a prejudicar os outros e aí é que a coisa fica feia mesmo.
      É importante termos uma boa auto estima e valorizar nossas conquistas, mas sempre atentos e com os pés no chão para não viajar na maionese hehehe

      Amiga, agradeço muito seu carinho e presença, é sempre uma alegria recebê-la :)
      Muitos beijos e que sua semana seja maravilhosa :D

      Excluir
  21. Oi Sam! É interessante como a gente não se dá conta da vaidade até nos questionarmos não é?! Senti isso agora, ao terminar de ler e vê como está minha vaidade, que até há alguns instantes nem acreditava que tinha. kkk
    Texto interessante e provocador. Muito legal!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida, tudo bem? :)

      Concordo contigo, confesso que também era meio "desligada" para o meu nível de vaidade, mas desde que li este livro e vi o filme, procuro constantemente analisar a quantas anda minha vaidade e atitudes. É muito fácil cair nestas armadilhas, afinal todos gostamos de ser reconhecidos e apreciados, então é importante manter os pés no chão :)

      Que bom que gostou :)
      Obrigadíssimo pela presença e participação,
      Grande beijoooo e boa semana :D

      Excluir
  22. Sim, a vaidade , a inveja e o orgulho , andam juntos e são ingredientes de um veneno mortal para a alma e que tantas feridas profundas causam e fazem com que nós vivamos em função dos que os outros pensam de nós, anulando nos a nós mesmos.
    E isso consequentemente , faz com que esqueçamos de nós mesmos , nos abandonamos e nos colocamos nas mãos das pessoas , do que acham de nós, do que aprovam ou não em nós , supervalorizamos as opiniões alheias esquecemos das nossas necessidades mais íntimas , porquê para o vaidoso o que importa é o que os outros pensam de nós

    Sabotamos nossa própria vida em função da vaidade , orgulho e inveja , desejando ser admirados por coisas tão efêmeras e que possuem seu valor , mas na medida certa , não como em nossas ilusões supervalorizando as.
    Esquecemos dos verdadeiros valores do espírito , a bondade , a amor, a humildade, a simplicidade e a nobreza de espírito que permanecem pela eternidade e que promovem o nosso progresso espiritual nos elevando como seres eternos que somos. Por isso a vida sempre trará a dor e o sofrimento em espíritos que cultivam tais sentimentos e valores como a vaidade , orgulho e a inveja , pois jogam contra a vida e a vida não joga para perder , jamais!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luciano, como vai? :)

      Maravilhosas suas colocações! Concordo contigo, quando nos deixamos controlar pela vaidade, nos colocamos nas mãos dos outros e passamos a viver nesta dependência de admiração, muitas vezes perdendo valores e a ética na forma de agir. E assim, como sabiamente disse, deixamos de lado nossa evolução pessoal, nossa essência e nossa busca por um melhoramento íntimo.
      Quando mergulhamos demais neste mundo da vaidade invertem-se os valores e as futilidades tomam conta do cenário turvando nossa percepção para o que realmente importa em nossas vidas.
      É importante não cairmos nestas armadilhas e manter o bom senso e uma visão realista do nosso valor para desfrutarmos de uma vida plena e relações saudáveis :)

      Obrigadíssimo pela presença e pela participação que tanto enriqueceu a postagem, seja sempre muito bem vindo :)
      Grande abraço e boa semana :D

      Excluir
  23. Concordo: "A vaidade anda de mãos dadas com a inveja"...
    Por isso, é preciso cuidado e saber separar as coisas, para que não façamos da vaidade uma arma contra a vida alheia e nossas próprias vidas.
    Excelente texto.
    Bjão e bom dia amiga.
    Adorei!
    Bjs
    Eloy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querido amigo, tudo bem? :)

      A vaidade está sempre lado a lado com a inveja, o vaidoso não tem mais uma percepção real do que lhe cerca ou de seu valor e acaba cego para as qualidades alheias e rancoroso quanto a isso.
      Por isso é tão importante saber separar as coisas como você disse para não vivermos em uma ilusão e prejudicar a nós mesmos e aos que nos cercam :)

      Fico feliz que tenha gostado, obrigado pela presença !
      Grande abraço e que sua semana seja ótima ! :D

      Excluir
  24. As nossas virtudes mostramos no peito, os nossos defeitos carregamos nas costas só nós que não vemos!Na verdade todo homem é vaidade e vazia toda sua intensão.A firmeza que demosntra é aparente,pois confia em seu falho coração.Na verdade está a procura da verdade pra tomar um rumo,uma direção pois a vida é um oceano de incertezas,necessita urgente de solução.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alfeu, tudo bem contigo? :)

      Adorei o verso que nos trouxe, descreve bem como a vaidade excessiva é prejudicial e pode facilmente nos corromper.
      É preciso estarmos atentos ao nosso real valor e às armadilhas do egoísmo e da soberba :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação,
      Um enorme abraço e boa semana :D

      Excluir
  25. Olá Sam, já faz um tempo que não participo na blogosfera. Decidi que era altura de regressar e fiquei imensamente surpreendida e feliz com as mudanças no teu blog. Penso que não foi só a nível estético que mudou, mas também sinto que evoluiste bastante a nível de escrita. Por isso quero dar-te os meus parabéns. Prometo passar por cá mais vezes.

    A vaidade é um problema actual. Alimentado pela cultura do facebook e pelo excesso de horas que dedicamos a navegar pela internet.

    Acredito que muitas vezes não caímos na armadilha da vaidade por vontade própria. Porque é tão difícil deixar de ouvir o nosso ego quando todos à nossa volta se esforçam tanto para nos ferir e nos mostrar a sua superioridade.

    A vaidade é um dilema na verdade. Leva-nos a exaltar o nosso físico e as nossas posses rebaixando os outros. Mas a vaidade também precisa de um público. E é por isso que permanece um dilema sem solução.

    Meditar e investir nos nossos sonhos (os verdadeiros), pode ser a única solução. Pelo menos, é a minha solução. Porque num mundo de estrelas precisamos de ouvir a nossa própria voz para sair do eterno dilema do ego.

    Um grande abraço e até breve

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana!! Que surpresa boa revê-la por aqui e saber que está de volta à blogosfera! Todos nós só temos a ganhar com seu regresso, pois seu espaço é de altíssima qualidade :)

      Fico muito feliz em saber que notou progressos, estou me esforçando bastante para melhorar sempre e oferecer textos de qualidade por aqui :) Blogando e aprendendo né rsrs

      Concordo contigo, muitas vezes caímos nas tentações da vaidade sem ao menos perceber, porque é fácil nos deixarmos levar pelos apelos do nosso ego.
      Acredito que sempre seremos vaidosos, o que podemos fazer é estarmos sempre atentos e com os pés no chão para sabermos do nosso real valor para não viver uma ilusão e nem prejudicar as pessoas e até nós mesmos nesta busca desenfreada por adulação :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      Um beijo enormeeeeeeeeee e que sua semana seja ótima !! :D

      Excluir
  26. Quem não é vaidoso?
    Acho que quando a pessoa não tem vaidade alguma existe algo de errado. Ou ela tem uma alto-estima muito foram do com e baixíssima ou algum problema de outro tipo.
    As pessoas vivem sim nesse mundo de vaidade, como você disse a vaidade mora tanto on como off line na vida de quase todos. Só precisamos aprender a dosar, não deixar que isso faça de nós escravos.
    Ainda somos seres extremamente imperfeito!

    Beijo grande Sam, como sempre arrasou no post =))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vanda querida, como vai? :)

      Todos somos vaidosos e sempre seremos, de certo modo até acredito que isso algumas vezes nos impulsione nos motive a procurarmos ser alguém melhor, a ter uma condição mais favorável etc. A coisa descamba mesmo quando passamos dos limites e perdemos o senso de realidade acreditando que somos deuses e melhores do que o resto dos mortais...
      Infelizmente vemos por aí os atos mais absurdos e nocivos nesta busca pela visibilidade ou para estarmos sempre no topo das situações, o que é impossível.
      É preciso estarmos de olho em nosso comportamento para ter uma consciência realista do nosso valor e ter uma vida saudável :)

      Fico muito feliz em saber que gostou da postagem,
      Um super mega beijooooooooooo e que sua semana seja ótima !! :D

      Excluir
  27. A vaidade em excesso é sintoma de psicopatia em menor ou maior grau e nunca está atrelada a elevada auto estima, o contrário, o querer provar para as pessoas a perfeição, a manipulação, a sede de "aparecer" e ter o controle das situações. Gosto muito dessa frase de Albert Einstein - nela ele resume o grau de conhecimento de nós mesmos e o equilíbrio que devemos conquistar. Boa semana!! Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luma, é um grande prazer recebê-la por aqui :)

      Também achei incrível esta frase de Albert Einstein, a encontrei quando pesquisava sobre o assunto e a achei muito providencial para fechar o texto :)
      Todos estamos suscetíveis às armadilhas da vaidade, por isso acho tão importante um exercício constante de auto conhecimento e busca pela evolução pessoal :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação, seja sempre muito bem vinda !
      Grande beijooo e boa semana :D

      Excluir
  28. Oi Sam,
    Somos humanos, e por isso, estamos sujeitos a todo o tipo de sentimentos.
    Natural...

    O que não deve ser encarado com naturalidade é o excesso.
    Excesso...
    Que transforma o humano em uma fera capaz de liquidar o seu semelhante, aniquilando-o por completo.

    Que o seu texto seja um sinal de alerta para que não consegue enxergar que a beleza reside no simples, e a vida é efêmera.

    Beijo minha querida.
    Uma excelente semana para nós!
    Fui!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Beth querida, como vai? :)

      Pois é minha amiga quando temos clara esta consciência de que não somos perfeitos, ficamos mais fortes diante das armadilhas da vaidade e do egoísmo, pois esta percepção nos desperta a vontade de buscar um melhoramento pessoal, coisa que os vaidosos não admitem necessitar.
      Como bem disse, tudo na vida descamba quando cedemos aos excessos, isso acaba deturpando valores e nossa visão da realidade...
      Concordo contigo, que consigamos enxergar a beleza da simplicidade e nos livremos de supervalorizar as futilidades :)

      Obrigadísssimo pela presença e participação!
      Super beijoooo e que sua semana seja ótima ! :)

      Excluir
  29. Olá, Samanta.

    Mais uma magnifica chamada para a reflexão. Vivemos encontrando inimigos, externos, adversários ao nosso derredor. Quando na verdade, nossos mais perigosos antagonistas estão dentro de nós mesmos. A vaidade é uma dessas feras vorazes, que pode nos consumir. A vaidade. Ela “anda de mãos dadas com a Inveja”, que juntamente com o orgulho e o egoísmo, formam uma turma da pesada. Humildade e simplicidade nunca são demais e “vacinam” o ego, fortalecendo o caráter.

    Aproveito para te parabenizar pela indicação do Adelson do Gerenciando Blog. Assino embaixo.

    Um abração e boa semana..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querido amigo, antes de mais nada quero aproveitar a oportunidade para lhe agradecer por estar sempre aqui prestigiando os artigos e ter se tornado um dos meus 3 top comentaristas ! Muito obrigado mesmo :)

      Pois é meu amigo, assino embaixo das suas colocações, o maior inimigo está dentro de nós mesmos, por isso estou sempre em busca de um melhoramento pessoal e de me conhecer melhor para tentar evitar tais armadilhas. Creio que é o que posso fazer para conseguir ser uma pessoa melhor. Quando buscamos a humildade e a simplicidade, como bem disse ficamos mais fortes e menos suscetíveis aos caprichos do nosso ego :)

      Agradeço pelos parabéns, tudo isso não seria possível sem o apoio e presença de vocês :) Agradeço de coração :)
      Grande abraço e boa semana :D

      Excluir
  30. Oi Sam

    Todos nós somos vaidosos, só os muito virtuosos, os muito humildes e sábios não o são, mas o homem comum se move pela vaidade, e, ela não é tão prejudicial se dentro da normalidade, se não o fizer perder o senso, como o personagem do livro perdeu ou desativar todos os freios que o bom senso impõe, tornando o vaidoso um escravo da própria vaidade. É preciso sempre estar atento e refrear os impulsos de excessiva vaidade ela é altamente destrutiva para quem a sente.

    Conheço gente que perdeu tudo por vaidade, para se manter em colunas sociais e sendo aclamado poderoso em um meio que chegou a um ponto não lhe cabia mais no bolso, perdeu tudo, tudo foi gasto em festas, viagens, luxos e exibicionismos materiais absurdos. Conheço muito mais de uma pessoa que passou por isto, muitos também devem conhecer vaidosos assim que não perceberam ou perceberam e não conseguiram evitar que a vaidade os levasse à ruína.

    Existe vaidade de toda natureza, a material, a física, a intelectual, enfim, os pavões andam por aí se exibindo sem perceber que estão perdendo as penas da cauda a cada exibição.

    Esta questão da beleza física retratada no livro que você cita, às vezes tem um efeito contrário, as vezes atrapalha e faz sofrer tanto quanto pode parecer que ajuda, daí até provocar atitudes de fuga da beleza ou o não fazer dela uma âncora, um ímã, ao tentar que ela passe despercebida, que se perceba a pessoa pelo seu real valor, pois beleza não é um valor, é apenas uma aparência que não gratifica ninguém quando o sucesso é decorrente apenas dela.

    Acho pesado carregar uma carcaça bonita, se é cobrado por isso, não se permitem falhas aos bonitos, sobre eles há sempre expectativa maior do que sobre os outros. Você já viu alguém dizer assim: "Tão feia tão burra" ou "tão feia e tão mal educada", não existe, mas aos bonitos se diz sempre: "Tão bonita e tão burra" ou "tão bonita e tão mal educada". Isto é só um sintoma sobre a cobrança dos que receberam de graça sem mérito algum, uma aparência considerada a mais desejada, contra eles tem inúmeros outros preconceitos e cobranças que não são tão conhecidos pois ninguém fala nisto, se falar ainda é criticado, "recebe tudo isso de graça e ainda acha pouco, ainda reclama", só isso já demonstra que não é fácil aos menos superficiais carregarem este rótulo, sem contar a inveja com a qual precisam lidar sempre.

    Só os fúteis e os insensatos que se apegam exclusivamente à beleza é que se dão totalmente bem com ela. Porque não sabem que beleza é fugaz e tem prazo de validade, um dia ela vai embora e se pessoa não tiver construído outra coisa em si, com o que ficará?

    As vezes é preciso a alguns ocultarem um pouco a beleza para que outros olhares possam se desenvolver sobre quem deseja obter conquistas por seu valor e não por sua casca.

    O sabor da fruta está na polpa não em sua casca.

    Um beijo e parabéns, este texto está espetacular, alias é difícil até qualificar seus textos, são todos excelentes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida Van, como vai ? :)

      Verdade amiga, todos somos vaidosos e como mencionei, também acredito que uma dose saudável de vaidade pode nos servir de impulso e motivação para buscarmos uma condição melhor de vida etc. Mas como você bem disse, tudo dentro da normalidade sem ceder aos excessos como Dorian que ignorou todos os valores e passou a vida cultuando sua a beleza, a juventude e as futilidades sem nunca ter conseguido evoluir como ser humano apesar de ter vivido muitos anos...

      Basta olharmos em volta e vamos ver os exemplos que citou, diariamente nos deparamos com as notícias e atitudes mais absurdas e se analisarmos bem, qual é a motivação dominante ? A vaidade... Vemos pessoas perdendo seus bens, criando personagens, deixando de lado a dignidade...
      O vaidoso perde mesmo a noção da realidade e com ela o senso de ridículo, a ética e os valores importantes da vida.

      O que disse realmente é algo muito importante, já vi casos onde a beleza atrapalha em certas situações gerando até preconceitos e a pessoa acaba passando a vida tentando reverter esta situação e tentar se livrar deste fardo que para alguns pode parecer o céu, mas para muitos é um inferno...

      Já trabalhei em lugares onde a maioria das pessoas eram lindíssimas, todos os dias eu ficava embasbacada olhando para tanta beleza, e portanto confirmo o que disse, isso também tem seu preço... sempre me pego refletindo quando ouço as frases que você citou : nossa, tão linda e burra, nossa, tão lindo e morreu, coitado... Simples frases que deixam bem claros os preconceitos...
      Apesar de não ser nenhuma Miss, fui uma jovem bonita e sei bem como é ser discriminada e sofrer ataques por causa de inveja ou preconceitos, tipo, é bonita, então deve ser burra, ou nossa, é bonita então não deve saber fazer isso ou aquilo, já ouvi de profissionais do meio me diendo, ah ela só vende tanto assim porque é bonita etc... isso dói muito.

      Amiga, seu comentário está incrível, acrescentou muito à postagem, adorei conversar contigo sobre isso :)
      Muito obrigada pelo carinho e presença, viu :)

      Grande beijoooo e boa semana !! :D

      Excluir
  31. Li esse livro quando ainda adolescente e imediatamente fiquei fã do Oscar Wilde, pois já então eu admirava pessoas inteligentes e o achei o máximo.
    Com a chegada da maturidade e reflexão, mudei minha opinião sobre Wilde (não como autor, é brilhante, mas como pessoa). Era um cínico e não admiro isso. Sei que ele tinha suas razões, mas...
    Acho que vaidade é fruto da insegurança que todo ser humano tem. Uns mais, outros menos. Tem a ver também com autoestima, a vaidade seria uma compensação ou válvula de escape, sei lá...
    Mais um brilhante texto.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Atena, é um prazer recebê-la :)

      Me encantei com o livro, não li outras obras dele, mas todos os diálogos do livro me levaram a muitas reflexões. Claro que se formos seguir o que ele diz e considerar como correta sua forma de pensar, acabaremos todos como Dorian. Oscar Wilde teve muitos conflitos em sua vida que o deixaram muito agressivo em suas convicções, creio que era uma forma dele justificar seus atos. Mas o Retrato nos mostra de forma bem crua e realista o que muitos de nós faria caso tivessem a oportunidade de Dorian, creio que a maioria de nós agiria da mesma forma, e isso é triste...
      É fácil sermos levados pelos caprichos da vaidade, não condeno ninguém por isso,a final quem não gosta de ser reconhecido né :) Só acho importante mantermos os pés no chão para não nos enfiarmos em mais uma fria :)

      Fico feliz que tenha gostado,
      Muuuito obrigada pela presença e participação!
      Grande beijoooo e boa semana :D

      Excluir
  32. <<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<< ######################

    De súbito começou a cair uma chuva torrencial naquela
    cidadezinha. Foi um loucura, literalmente, com pessoas
    correndo para todos os lados para salvar suas vidas, famí
    lia e tudo mais que fisesse parte do seu mundo.
    Um cara mais que depressa subiu para o telhado de uma
    igreja com a esposa e filhos,sempre dizendo que tinha mui
    ta fé,cheio de grandes virtudes,vgente boaRepleto de um
    narcismo doentio.
    Todos gritando "sai daí,vamos bater em retirada,isso não
    vai funcionar".Ele dizia:,"ah ,que se explodam todos.Sou
    um cara de muita fé,Jesus há de arrumar um modo de me
    tirar dessa paradinha bizarra".
    A chuva não parava nem a pau. Tome-lhe chuva.Uma coi
    sa medonha, assustadora.Dado momento, mesmo vendo
    a ingrejinha na eminência de sar totalmente coberta pelas
    águas,o cara continuava com sua cantilena, seu disco ar
    ranhado,de que Jesus, baseado em sua fe ,lhes salvaria.
    Ocorreu que em poucas horas todos morreram afogados,
    de forma tão trágica,triste. Toda morte é triste,mais..pen
    do bem,de certa forma, poderia ter sido avitada.
    Bem,o cara já chegou no céu com a família pagando a
    maior geral para Jesus Cristo."pô,mestre, caramba! Eu
    naquele sufoco,putz,você nem para ir lá me salvar.Sou
    um cara tão fiel?"
    Cristo disse:"incrível,não é?Lhe mandei um barco,você
    não quis,lhe mandei um batalhão do corpo de bombe
    iros,idem.Lhe mandei um helicóptero, nada.Então lhe
    faltou humildade bastante para aceitar de bom grado às
    ajudas que lhe ofereceram.Trocando em miúdos: lhe
    faltou humildade".
    Janio,boj beijoka ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨)))))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Janinho, como vai? :)

      Adorei a história que nos trouxe, descreve bem como quando somos vaidosos e arrogantes acabamos perdendo a noção da realidade, não enxergamos mais nada a não ser nosso próprio umbigo. Perdemos oportunidades de crescimento, de alegrias, de evolução.
      Quando nos deixamos controlar pela vaidade excessiva, ficamos cegos para o que não nos convém e até mesmo para a verdade. E se não nos dermos conta disso, vamos ser como o rapaz da Igreja, a vida vai passar e perdemos todo o tempo focados em futilidades e sem ver um palmo à frente do nariz :)

      Obrigado pela presença e participação,
      Um abraçãooooooooooooo e boa semana :D

      Excluir
    2. Valeu,sammy,você é mesmo minha gurua para assuntos de filosofilidades bloguianas cotidianas e parmegianas.kk
      Fuuuuuuuuuuuuuui,quer dizer:solongue féééélll uééélllll.

      Excluir
    3. Janinho, filosofilidades bloguianas, cotidianas e principalmente parmegianas, é comigo mesmo kkkkkk
      abraçossssssssssssss :D

      Excluir
  33. Olá Sam! Boa noite! Tudo bem?

    Mais excelente trabalho minha amiga!
    É como aquele velho ditado: "tudo que é demais é prejudicial!" Isso vale para todas as áreas das nossas vidas. A vaidade excessiva é um maiores males desde o final do século passado até os dias de hoje. Pessoas excessivamente vaidosas, realmente, muitas vezes perdem a percepção da realidade, assim como você citou muito bem.

    Peguemos por exemplo, os casos de modelos que já são magérrimas, e mesmo assim, continuam achando que estão gordas. Consequentemente, muitas delas morrem por problemas de aronexia, e infelizmente, muitas ainda morrerão!

    Outro exemplo, são pessoas que têm corpos lindíssimos, e ainda assim, recorrem às cirurgias de lipoaspiração nas quais muitas morrem! Acredito que é necessário que nos aceitemos como somos, que procuremos ser mais humildes, que ponderemos as situações, e que aprendamos a analisar os prós e os contras nas decisões que tomanos em nossas vidas, pois caso contrário, poderemos trilhar um caminho sem volta!

    Parabéns pela excelente abordagem e citações!

    Abraço e uma ótima semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elizeu meu querido amigo, como vai? Por aqui tudo bem graças Deus :)

      É exatamente isso, se analisarmos bem, tudo em excesso acaba não resultando em boa coisa e no caso da vaidade, o risco de estragos é enorme, tanto para nós mesmos quanto para os que nos cercam...

      os exemplos que nos trouxe mostram bem como é nocivo se deixar levar pelos caprichos e futilidades da vaidade excessiva... Pessoas sofrem, adoecem e até se mutilam em nome da vaidade física, comprometendo sua saúde e correndo risco de vida em muitos casos. Outro dia vi um documentário sobre uma moça com distúrbios alimentares que aos 20 e poucos anos, já não tinha mais nem os dentes de tão desnutrida que estava, sempre buscando ainda mais magreza... morreu jovem, de falência dos orgãos. Ela chegou a tentar se recuperar, mas o corpo já estava tão debilitado que não teve volta...
      Vaidade é da nossa natureza, mas é algo ardiloso e perigoso... precisamos mesmo valorizar o que realmente importa e ficar atentos para não passar dos limites. :)

      Fico feliz que tenha gostado :)
      Obrigadíssimo pela presença e por enriquecer a postagem com suas colocações,
      Grande abraço e uma ótima semana para você e sua família :)

      Excluir
  34. Oiiii Querida!!!
    Como sempre nossa querida e inteligente amiga abordando mais um polêmico e interessante tema,tudo o que é demais não é bom inclusive a vaidade,ela nos cega e nos deixa totalmente sem noção sobre o certo ou errado,mudamos o foco,deixamos nossos interesses tomarem conta de nós deixamos de lado os verdadeiros valores que nos levam a verdadeiro aprendizado,existe algo mais lindo que unir a beleza,simpatia e elegância e o mais importante a humildade,muitas vezes a beleza afasta as pessoas,mas se conseguir reunir ótimas qualidades a beleza interior vai ser amais notada e marcante!!Beijão querida!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá querido amigo! Puxa que legal vê-lo por aqui! :D

      É isso mesmo meu amigo, excessos nunca são benéficos e ainda mais quando se trata de vaidade, pois nosso ego é sensível e suscetível a cair nestas armadilhas. Como você sabiamente disse, quando nos deixamos levar pela vaidade exagerada perdemos o foco, ficamos cegos para as coisas que realmente importam e começamos a dar muito valor a futilidades e também a avaliar mal nossa própria importância no mundo e nas relações... Daí pra frente é um passo para o egoísmo e atitudes sem noção para conseguir a tão almejada admiração o tempo todo.
      A verdadeira beleza está no ser humano que somos, e isso é muito mais do que uma simples característica física ou bens materiais :)

      Amigo, valeu mesmo pela presença, adorei conversar contigo :)
      Grande abraço e boa semana ! :D

      Excluir
  35. conheci seu blog atraves de um email do Gerenciando Blog, ja de cara amei ao ler esse texo que fala de vaidade , eu sou novo nesse universo do blog, estou tentando aos poucos pegar jeito ,estou pesquisando a dias uma forma de mudar a cara do meu blog deixando-o mais arrojado ,com um painel rotativo, personlizar para ficar mais interessante de ser visto e claro fazer com que os visitantes o leiam ....
    se for possivel queria poder contar a sua ajuda...bjs e ate!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernando, seja muito bem vindo! :) Coincidência, temos o mesmo sobrenome, Fernandes :)

      Fico feliz em saber que gostou do blog, desejo-lhe muito sucesso e alegrias na blogosfera. Particularmente é um meio que eu adoro :)
      Eu guardo os links de todos os tutoriais que usei ou acho interessantes, de repente podem lhe ser úteis, se quiser entrar em contato, meu e-mail é : samantamodesto@hotmail.com

      Obrigado pela presença e participação,
      Grande abraço e boa semana :D

      Excluir
  36. Oi Samanta! Concordo plenamente, mais uma excelente colocação em um ótimo texto. E ao lado da vaidade, além da inveja, vem a arrogância. A pessoa se acha acima do bem e do mal, isso tanto na internet quanto na vida social. Aliás, muitas vezes são duas vidas distintas, com personalidades diferentes, mas com a vaidade idêntica! Beijão e boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querido amigo, bom dia! :)

      Concordo contigo também, sem dúvidas a vaidade sempre está acompanhada da inveja e também da arrogância, pois os vaidosos acabam perdendo a noção da realidade e acreditam ser superiores a tudo e a todos... Como bem disse, podemos encontrá-los em todos os meios e até mesmo nós estamos muito suscetíveis aos caprichos do ego, por isso é bom ficarmos de olho ;)

      Obrigadíssimo pela presença e participação!
      Grande abraço e boa semana :D

      Excluir
  37. Verdade, acompanhamos nossa evolução.
    Beijinhos Sam e linda semana pra você também =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lindona, achei super legal saber que você também não edita os textos antigos :) acho até divertido quando leio os meus hehehe tem cada coisa ;p
      Foi ótimo passar lá pelo Planeta, beijosssssssssss

      Excluir
  38. Sam,

    Que maravilhoso texto, eu sempre pensei que a vaidade fosse um dos piores males contra nós mesmos, e como é.
    O livro me parece bem instigante em relação a essa realidade que transforma pessoas com a intenção de serem superiores, agora te pergunto a que? Ou a quem?
    Que acha a vaidade exagerada algo bom, se engana pois você se torna egoísta diante do mundo, se vê como alguém que não pode ser batido e quando é faz de tudo para ver a destruição do próximo.
    O pior é o quanto de sentimentos ruins se englobam na vaidade, egoísmo, superioridade, desrespeito, inveja, que só alimentam um caráter vazio e sem compaixão.
    Necessitamos dela, sim, mas como apenas uma adição a nossas características, mas não como uma arma para ferir ou outros.

    Parabéns pelo texto Sam querida, obrigada pelas visitas no meu blog.

    Um grande beijo e um ótimo resto de semana a você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida Clarice, como vai? :)

      Fico feliz que tenha gostado do texto, obrigada :D
      O livro é ótimo, é bem fininho mas todos os diálogos são muito reflexivos e nos fazem pensar em como agiríamos se tivéssemos a mesma oportunidade de Dorian... Acredito que muitos de nós agiria da mesma forma egoísta...
      O vaidoso em excesso perde a noção da realidade e começa a acreditar que tem um valor que na verdade não tem e isso bagunça tudo, tanto a vida da pessoa quanto suas relações e de forma muito nociva, infelizmente.
      Como você bem disse a vaidade exagerada geralmente vem acompanhada de outras mazelas humanas como o desrespeito, a inveja e arrogância...
      Acredito também que uma dose saudável de vaidade é normal e faz parte do que somos, pode servir como motivação para melhoras pessoais, mas quando passamos do limites com certeza os estragos vão ser grandes.

      Amiga, agradeço muito sua presença e participação :)
      Gosto muito de passar em seu espaço, é sempre um momento de beleza e suavidade, delícia :D

      Um beijãooooo e bom restinho de semana pra você também :)

      Excluir
  39. É legal ter um pouquinho de vaidade, o suficiente para se produzir, ficar mais bonita, elevar o amor próprio. Mas essa vaidade passa a ser peçonhenta quando exagerada. Difícil é saber onde está a linha divisória entre o saudável e o doentio, aí é onde mora o perigo...
    bjs minha querida, adorei seu texto, como sempre aliás.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Telma querida, bom dia! :)

      Pois é amiga, também acho válido uma vaidade saudável onde a usamos como motivação para nos cuidarmos e lutarmos por uma condição melhor :)
      Realmente acho difícil saber os limites, ainda mais porque o vaidoso em excesso perde a noção de realidade supervalorizando tudo que é relacionado a ele... Creio que o mais acertado é estarmos sempre atentos ao nosso comportamento e com os pés no chão ;)

      Fico feliz em saber que gostou do texto,
      Obrigada pela presença e participação,
      Grande beijooo e bom restinho de semana :D

      Excluir
  40. samanta!!!quanto tempo não apareço por aqui!!!
    O que falar dassa sensacão que todos nós sentimos!!!A questão é:se é doentia ou não!!!Ter vaidade,não significa que somos ruins,mas ter vaidade excessiva a ponto de pensar apenas em si,e não no sucesso do outro,é doentio extremamente!!!!Adorei a parte que diz,que precisamos nos questionar...Isso é algo que precisamos fazer em todas ocasiões quando achamos que não estamos sendo coesos com a vida!!!
    Abraço forte pra ti!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Victor! Que prazer recebê-lo :D

      Concordo contigo, na minha opinião somos todos vaidosos, o problema está, no que você mencionou, os excessos. Quando passamos dos limites, vem o egoísmo exacerbado, a inveja, a arrogância e ficamos cegos para as necessidades e até para as qualidades das outras pessoas.
      Como a Telma disse, é difícil sabermos quando estamos extrapolando, então acho que uma boa maneira de não cair nesta armadilha é sempre questionando e observando nosso próprio comportamento :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação,
      Um enorme abraço e bom restinho de semana :D

      Excluir
  41. Parabéns Samanta ! Mais um magnífico e excelente texto !
    Sobre o tema vou deixar uma frase de Helena Blavatsky; " Sê humilde se queres adquirir sabedoria; sê mais ainda, quando a tiveres adquirido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tadeu, como vai? Fico feliz em vê-lo retornando ao blog :)

      Perfeita a frase que nos trouxe para complementar a postagem! Creio que se estivermos sempre atentos ao nosso comportamento e levarmos conosco esta consciência da humildade, não cairemos nas armadilhas de nosso próprio ego :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação!
      Grande abraço e bom restinho de semana :D

      Excluir
  42. a vaidade é um mal
    dos seculos.
    linda noite bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida, como vai? ;)

      Concordo contigo, desde os primórdios a vaidade excessiva é a motivação de atitudes nocivas e até crimes...

      Obrigada pela presença e participação,
      Grande beijo e bom restinho de semana! :D

      Excluir
  43. Bom Dia, Samanta!

    Adoro seu nome!!!
    Seus textos são fantásticos! Claros e objetivos!
    Os temas que você aborda são ótimos! Estamos todos precisando olhar o mundo, olhar o outro com mais pureza e encantamento!
    Estamos precisando de "olhares" tais como os seus!
    Tenha um lindo dia!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jossara querida, bom dia! :)

      Puxa que legal saber disso, sabe que uma vez li em algum lugar que meu nome significa : A ouvinte, achei muito interessante porque realmente é algo que gosto de fazer, ouvir as pessoas, aprendo muito com isso :)

      Concordo contigo, vejo mesmo uma necessidade de mudarmos nossa visão diante do mundo, precisamos de mais leveza, mais interiorização, está tudo tão frio e superficial ultimamente... Que bom que compartilhamos da mesma opinião sobre isso :D

      Obrigadíssimo pela presença, participação e carinho!
      Um beijãoooo e bom finalzinho de semana :D

      Excluir
  44. Olá, Sam!
    É bom estar aqui de novo, sempre vale a pena - mesmo estando atrasado!kkkkkk
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querido amigo Rike, como vai? :D

      Que bom vê-lo por aqui! E n]ao esquenta com tempo, os amigos são bem vindos a qualquer hora viu!

      Obrigado pela presença e participação!
      Grande abraçoooo e bom finalzinho de semana :D

      Excluir
  45. Anônimo23/8/12

    Parabéns pelo excelente artigo, também adoro "O Retrato de Dorian Gray", é o tipo de literatura que faz pensar e é inesquecível. Muito bom ler algo escrito por alguém que conhece os clássicos, obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, como vai?

      Que bom conversar com alguém que conhece a obra, também fiquei encantada com o livro e assisti o filme várias vezes e sempre me pego refletindo sobre esta questão da vaidade excessiva :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação :)
      Grande abraço e bom restinho de semana!

      Excluir
  46. Oi Sam!

    Quanto tempo. Estava mesmo atrás de dica de livros, já leu O Silmarillion? Estou a-man-do, simplesmente demais. Mas quem sabe esse seja o próximo, não tem nada como ler.

    Acho a vaidade realmente uma armadilha perigosa, se cairmos esquecemos do resto do mundo; e o universo não gira ao redor de ninguém.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amiga, tudo bem? :)

      Faz tempo mesmo que não nos falamos, que bom que veio participar :D
      Não o Silmarillion, mas algumas pessoas próximas a mim já leram e também fizeram muito elogios, vou aproveitar sua dica :D
      O Retrato é um livro bem fininho mas muito rico, cada diálogo é um convite à uma reflexão, eu particularmente adorei!

      Concordo contigo, o ego tem suas armadilhas, por isso é importante estarmos atentos para não ficarmos cegos e alienados para o resto do mundo, como bem disse :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação!
      Um super beijooo e bom fim de semana :D

      Excluir
  47. Grande Sam! =)

    Grande texto e ótimas colocações!
    Como você nos fala, o exagero é o limitador. Vaidade até certo ponto é benéfico, assim como a falta de vaidade também evidencia problemas e acarreta baixa autoestima, dentre outras coisas.
    Mas o texto fala do exagero e que terrível é o homem/mulher dominado pela sombra da vaidade! O vaidoso carrega consigo outras más tendências como a inveja, o egoísmo, Orgulho. Colocando-se sem condição sempre superior, ele não enxerga nada além da materialidade das coisas, tem a visão retida na superficialidade, impossibilitado de ver além dele mesmo e dos outros.
    Que tristeza deve ser a vida dessas pessoas! Estão adoecidas, enganadas e muito infelizes. Carregam uma máscara petrificada de dor. Sim, porque elas podem até parecer maravilhosas e poderosas, mas por dentro existe sombra e muita solidão. Sabem, na verdade, que estão cercadas de pessoas iguais a elas. Realmente Sam, é uma tristeza.
    Amei, amiga, refletir junto de você neste tema. Acredito que a sociedade precisa ler artigos como esse. Precisa despertar do sono do desconhecimento de si. Diria até que é urgente esse despertar.

    Um grande abraço e parabéns! Você arrasou, como sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hello Lidiane querida, bom dia! :D

      Perfeitas suas colocações, gostei de mencionar a falta de vaidade também coisa que não abordei na postagem, realmente a falta dela também demonstra que algo está errado em nosso íntimo. E este ponto confirma que a vaidade pode ser benéfica se for em uma dose saudável, que nos motive e inspire para lutar por uma condição melhor ou nos cuidarmos mais fisicamente.
      O problema vem sempre é com o desequilíbrio, o exagero... Como você bem disse, a vaidade exagerada nos faz perder a noção da realidade, não conseguimos mais enxergar além do nosso próprio umbigo e com isso perdemos de vista o nosso real valor.
      Concordo contigo, acredito que quando nos deixamos levar pelas armadilhas do ego, acabamos infelizes porque o caos interno se instala e com ele vem junto muitos sentimentos negativos que fazem mal para nós e para os que nos cercam...
      Por isso considero tão importante estarmos sempre atentos e nos auto avaliando :)

      Fico muito feliz que tenha gostado do artigo :)
      Obrigada pela presença, participação e por complementar a postagem com seu belo comentário :)
      Grande beijoooooooooooo e bom fim de semana :D

      Excluir
  48. Oi parceiro (a)
    Passei pra deixar um beijo, te desejar um lindo final de semana!!


    Planeta da Blogueira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhhhhh Vanda querida, só você mesmo para vir no blog dos amigos deixar este mimo carinhoso :) Obrigada amiga! :)
      Um super beijo pra você também e que seu fim de semana seja ótimo! :D

      Excluir
  49. Oi Sam!
    Eu to bem.

    Ótima indicação de livro, quando tiver oportunidade vou procurar na livraria, parece ser bom. Pois é a vaidade faz parte dos sete pecados capitais, assim dizem, é com certeza deve ser ruim ficar a mercê dessa conduta, vira um vício que só vai aumentando. Como você disse todos nós somos vaidosos, pelo menos um pouquinho, no entanto alguns extrapolam o bom senso se achando a perfeição é isso não existe, sempre teremos algum defeito físico, muitos vezes iremos querer concertar a qualquer custo, mas que pelo menos essas atitudes não machuquem ninguém, beleza não é tudo e nem compra a ética é moral muito menos dignidade. Conheço pessoas da forma como você descreveu é egoísta é ainda faz questão de humilhar, rebaixar os outros por se acharem os gostosões (a) da fez, todavia sei o quando de dinheiro foi gasto pra chegar num resultado tão belo, é realmente as pessoas ainda acreditam que uma boa imagem artificial compra a boa companhia. Não vou mentir já fiz algumas loucuras pra manter meu corpo bonito, mas isso nunca me fez sair que nem uma besta por ai apontando pra um é para outro dizendo que a pessoa é inferior a mim e também não deixo essas coisas subir pra cabeça. E bom sim quando nós cuidamos, dar valor a si mesmo pra que amanhã não se arrependa, mas é mais legal ainda quando faz isso pra si, não pra demonstrar para os outros, seja feliz primeiramente pra você mesmo. E poxa podemos sim ser admirados claro por coisas boas que fazemos na vida, sem passar por cima dos valores corretos é sem magoar ninguém, conseguir crescer na vida com esforços é luta, aprender a lidar com o lado humano é deixar a mesquinhez de lado, isso nunca ajudara o mundo a evoluir. A conduta é bem estar esta nas mãos de cada um, temos que valorizar o que realmente importa hoje em dia, não na mídia, pois essa só quer construir um mundinho perfeito é garantir o seu.

    Aplausos, prá você amiga. Adorei o tema da semana, ainda bem que você tem esses pensamentos é variedade não te falta, muito menos assunto. E ótimo saber que existe uma pessoa como você proliferando bons pensamentos na net.

    Obrigada pela dica do site, vou visitar sim mesmo não entendo quase nada de inglês, vou fazer que nem você e manter o tradutor so lado...rsrs
    Obrigada mesmo pelo apoio.

    Beijões e tenha um lindo final de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amiga :D Que bom que chegou ;)

      Acredito que você vai gostar do livro, ele é fininho, mas todos os diálogos são incríveis e nos fazem refletir muito sobre várias questões, não só a da vaidade, como outros comportamentos. :)
      Como você disse, se nos deixarmos cair nesta armadilha, fica difícil sair dela e a tendência creio que é mesmo aumentar cada vez mais, pois vamos nos afundando no egoísmo, etc.
      Acho vaidade super legal na medida certa, adoro me arrumar, faço meus regimes doidos, gosto de me cuidar, ir ao salão, comprar roupas, sapatos etc. Acho isso normal e uma vaidade saudável pode nos tornar competitivos a um ponto interessante de nos motivar a queremos e lutarmos por condições melhores no trabalho, etc. O perigo mesmo é quando extrapolamos os limites do aceitável e saudável.
      Concordo contigo, é maravilhoso sermos admirados, reconhecidos pelo que fazemos e como você sabiamente disse, isso é totalmente possível respeitando os outros e mantendo nosso valores e ética :)
      Um dos grandes problemas desta conduta é realmente a mesquinhez que vai crescendo dentro de nós, esta inveja quando nos deparamos com o sucesso alheio e esta visão deturpada de que somos superiores, sendo que sabemos que sempre vai existir alguém melhor do que nós, viver assim só vai nos trazer frustrações e dissabores...
      Assino embaixo da sua última colocação, o bem estar está em nossas mãos, aceitando nossos defeitos, procurando melhorar no que for possível e vivendo plenamente sem nos deixar levar por este exagero que a mídia nos empurra garganta abaixo muitas vezes e que nem sempre condiz com a realidade :)

      Fico feliz que tenha gostado amiga, eu adoro este livro, o filme então, já um monte de vezes e queria escrever algo sobre as impressões que tive :)
      Aqui eu uso o Chrome e ele já traduz automaticamente qualquer texto em outro idioma, é uma beleza :)
      Você vai gostar do site, tem dicas ótimas e uns frufrus que deixam a gente doidinha querendo usar tudo hehehe

      Obrigadíssimo pela presença, participação e carinho!
      Um mega beijãoooooooooo e que seu fim de semana seja ótimo :D

      Excluir
  50. Olá Samanta! Quanto tempo! Estive um tempo ausente por ter muitas coisas para fazer fora da internet, mas agora retornei e posso visitar todos os blogs dos amigos! ;)

    Gostei muito do seu post, pois ele fala de algo muito comum hoje em dia: A vaidade exagerada de algumas pessoas. O problema, não está na vaidade em si, mas no exagero e descontrole de algumas pessoas, transformando-a em algo nocivo e muito perigoso.

    'O vaidoso exagerado' (vou chamar assim, rs) se vê como o centro do universo e não enxerga a possibilidade e ver outra pessoa ter sucesso. Se vê como um Deus, e acredita que todos os outros com quem convive são inferiores.

    Sem dúvidas a vaidade cega as pessoas que não tem uma mente forte, e se deixam levar pelo vício que ela se torna quando não se tem com senso. Cabe as pessoas, se avaliarem e tentarem reconhecer se estão agindo com exagero, pois ninguém é perfeito, e quando isso se torna uma obsessão pode virar algo muito prejudicial.

    Muito bom post Samanta!
    Grande abraço e ótima semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Arthur! Que bom vê-lo por aqui! :)

      Complicado né amigo, às vezes nos falta tempo para conseguirmos conciliar nossas responsabilidades e afazeres com esta atividade, mas vamos que vamos :) seja bem vindo a qualquer hora, viu :)

      A vaidade é mesmo um assunto muito atual, apesar de estar presente desde sempre no mundo, acho que hoje em dia a coisa está saindo do nosso controle... Como você bem disse, vaidade é saudável, creio que até nos ajuda em ocasiões onde precisamos ser competitivos, nos cuidar etc, o problema, como em tudo na vida está sempre no desequilíbrio.

      Um dos grandes problemas é mesmo esta visão deturpada da realidade e a inveja que acaba surgindo, pois o vaidoso exagerado não consegue entender como os outros, que considera inferiores tem sucesso... E aí começa também a se sentir frustrado...

      É fácil cairmos neste erro, afinal todos gostamos de ser apreciados e reconhecidos, mas se nos deixarmos dominar pelo ego além de perder o bom senso, não teremos mais uma consciência realista do nosso valor, fora outros sentimentos nocivos que vem de "brinde" como o egoísmo, etc...
      por isso é tão importante uma constante auto avaliação, para não perdermos de vista a realidade e mantermos os pés no chão :)

      Amigo, fico feliz que tenha gostado, obrigado pela presença e participação ;)
      Grande abraço e bom fim de semana :D

      Excluir
  51. Oi Samanta. Como vai? Tudo bem?
    Tive um tempinho e não podia deixar de comentar um artigo tão interessante, importante e atual.
    De fato, se olharmos à nossa volta e pensarmos um bocadinho, chegamos à conclusão de que o mundo está "semeado" de pessoas vaidosas. Estou totalmente de acordo quando diz "somos todos vaidosos, por isso é importante a constante análise do nosso comportamento e pensamentos."
    Porém,o vaidoso assumido, na minha opinião, não pára, sequer, um segundo para se questionar se está agindo bem ou mal. Age assim e,se alguém chama a sua atenção para a sua maneira de agir e de se comportar perante a sociedade, ele/ela, simplesmente ignora ou, pior do que isso, sente-se ofendido porque alguém pôs em causa a sua superioridade. Falo com conhecimento de causa.
    A outra frase - é difícil escolher a melhor entre tantas - "A vaidade em excesso é um veneno tanto para a individualidade quanto para a coletividade."
    Eu penso que a colectividade é mais afetada do que a individualidade. Todo o seu artigo põe em destaque o comportamento do individuo vaidoso com o qual eu concordo plenamente. Porém, fazer entender a uma pessoa que vive, apenas, para cultivar essa maneira de estar na vida, É UMA MISSÃO IMPOSSÍVEL. Porque se a pessoa põe na sua mente que é superior e a melhor em tudo, ninguém, por mais argumentos válidos que apresente, consegue fazer-lhe entender que ela está errada. E,nesse caso,é capaz de "virar o mundo do avesso."
    De fato, este artigo está muito bem observado, muito bem descrito e atualizado pois, todos os dias, somos confrontados com esse género de pessoas. São tão vaidosas que se julgam superiores a tudo e a todos. E, no meu caso, quando me deparo com essas pessoas tento, simplesmente, ignorar. Há um provérbio português que diz, e muito bem: "A melhor arma é o desprezo."
    Tenho na tela, diante dos meus olhos, o comentário do Arthur Oliveira, cujo último parágrafo vai ao encontro do que citei.
    Seria muito simples se a pessoa meditasse e reconhecesse que não age de acordo com a ética. Porém, antes de tudo, seria necessário que essa pessoa mudasse a sua mentalidade. E essa sim! É A PARTE MAIS DIFÍCIL.
    Em situações específicas, um pouco de vaidade pode até ser benéfica. Por exemplo, quando fazemos o nosso melhor em benefício dos outros. Aí podemos sentir-nos um pouco vaidosos por termos dado o nosso melhor em beneficio de alguém em particular ou duma comunidade em geral. Neste caso não seria tanto a "vaidade" mas um pontinha de "orgulho" por termos contribuído para uma causa ou para um bem comum.
    Esta é a minha opinião.
    Bom final de semana e beijo Grande.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida MaryLane, como vai? Que bom que veio participar! Por aqui tudo bem sim, tem feito dias muito bonitos, ontem animei para fazer uma faxina por aqui, e a casa está cheirosa huummm :)

      Pois é amiga, creio que somos todos vaidosos em maior ou menor grau, depende de como utilizamos esta característica e se nos mantemos no nível do saudável :)
      Concordo contigo, uma vez mergulhada na vaidade excessiva, a pessoa perde o bom senso e já não consegue mais ter uma visão realista de seu valor no mundo e nas relações e para sair daí fica difícil, pois passa a acreditar que realmente é superior e mehor do que os outros. E então acontece como você disse, o vaidoso não vê motivos para se questionar, afinal ele é algo próximo da perfeição, porque teria que mudar? E segue assim num círculo vicioso...
      Eu mesma já me vi agindo assim, sem dar crédito a críticas e ainda levar para o lado pessoal... foi quando me dei conta de que estava sendo arrogante e comecei a tentar mudar...
      Procuro agir como você e ser cuidadosa ao lidar com um vaidoso em excesso, porque é difícil argumentar com pessoas assim, às vezes isso só nos causa um desgaste enorme e não adianta nada...
      Realmente uma das coisas mais complicadas é quando o vaidoso já está neste estágio de acreditar firmemente que é superior, e então uma auto análise de seu comportamento se torna algo descartável para ele, não faz sentido querer mudar o que em sua visão está perfeitamente em ordem e o mundo é que está errado...
      Por isso acho importante estarmos atentos ao nosso comportamento, constantemente, assim podemos evitar que este sentimento cresça demais a ponto de não conseguirmos mais reverter o quadro. Quando chega a este ponto já vamos estar tomados pela vaidade e consequentemente pelo egoísmo, arrogância, inveja...
      Assim como você acredito que a vaidade ou outros sentimentos podem ser benéficos, só depende de nós, dos limites que impomos e da forma como usamos isso em nossas vidas. Se a vaidade nos leva a fazer o bem ou nos motiva a lutar por uma condição de vida melhor, acredito que seja bom tanto para nós quanto para os que nos cercam.
      Como tudo nesta vida, os problemas acontecem quando caímos nos exagero, gerando assim um desequilíbrio com inúmeras e perigosas consequências...

      Amiga, obrigadíssimo por vir participar, adorei conversar contigo sobre este assunto. A tempos li o livro e vi várias vezes o filme e estava muito ansiosa para postar algo sobre as impressões que tive da obra e o que penso deste tema :)
      Um beijãooooooooo e que seu domingo e semana sejam ótimos! :)

      Excluir
  52. Sam, isso fez-me lembrar de um ótimo filme que estreiou no cinema há, um tempo e eu ainda não vi, bem... acho que ele já está nas locadoras agora, o nome é "A Fera", ele conta a história de um jovem bem sucedido, cobiçado pelas mulheres e que defende a aparência em tudo, contudo, um dia ele humilha uma jovem que lança um feitiço nele e esse feitiço só é quebrado, se ele conseguir provar que é "belo" interiormente para uma garota. Parabéns pela postagem! beijos e lindo final de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida Barbie, como vai? :)

      Puxa eu não sabia deste filme, vou procurar para assistir, pelo seu resumo parece ser muito interessante!
      Eu adorei esta obra de Oscar Wilde, li o livro e assisti o filme várias vezes e como disse a alguns amigos acima, estava ansiosa para compartilhar com vocês minha impressões sobre o tema e saber o que pensam a respeito :)
      Fico feliz que tenha gostado, valeu pela dica do filme :)

      Obrigada pela presença e participação,
      Um beijãooooooooo e boa semana :D

      Excluir
  53. Oi Samanta. Como vai?
    Hoje é só mesmo para dizer que tenho esse livro mas nunca o li. Mas o seu artigo deixou-me curiosa. Quando tiver um tempinho vou ler.
    E mais uma vez parabéns.Para mim é muito agradável ler os seus artigos sempre atuais, sobre os quais, possivelmente, ninguém pensa e que se prestam a verdadeiros debates. É só olhar e ler os comentários.
    Beijo Grande e boa semana.
    PS. Apesar de bastante ocupada, saí um tempinho da cozinha para vir ler e não estou arrependida. Foi uma pausa entre tachos, panelas, limpezas, etc. Sabe como é.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida amiga! Tudo bem por aqui, espero que contigo também esteja tudo ótimo! :)

      Eu recomendo este livro, já li várias vezes e também assisti ao filme, mas como sempre o livro é sempre mais rico em detalhes :) Apesar de fininho, todos os diálogos são convites a uma reflexão sobre diversos comportamentos humanos, eu adorei :)

      Que gentileza a sua vir participar novamente mesmo ocupada, sei bem como estes afazeres nos tomam energia e tempo. Não sou muito fã de lavar louças, mas não tem jeito né rsrs Não podemos nos livrar desta tarefa rsrs

      Obrigada pelo carinho, desejo-lhe igualmente uma belíssima semana!

      Excluir
  54. Parabéns pelo blog. cheguei a ele pela lista de parceiros do "Preguiça Mental". Além da qualidade dos textos, vejo que você manja bastante de layout. Eu ainda chego lá...rs

    http://www.em-tempo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Francisco, seja muito bem vindo! :) É um prazer receber os leitores do Isaias por aqui ;)

      Fico feliz que tenha gostado do conteúdo e do layout, tudo que fiz aqui aprendi em tutoriais por aí, devagarinho a gente vai aprendendo e deixando o blog com a nossa cara, não é mesmo, eu adoro mexer nisso :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação!
      Grande abraço e boa semana :D

      Excluir
  55. Que beleza de reflexão com ilustrações perfeitas.
    Lindo Samanta.
    É precisot olhos atentos para não cair na arapuca da vaidade.
    Aplausos amiga.
    Meu terno abraço mineiro de flor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querido amigo mineirinho, como vai? :)

      Fico muito feliz em saber que apreciou a postagem, como você sabiamente disse, precisamos estar atentos para não cair nas armadilhas da nossa vaidade :)

      Obrigadíssimo pela presença, carinho e participação!
      Um enorme abraço e boa semana :D

      Excluir
  56. Obrigado, Sam! boa semana por aí também.

    quando puder, esteja convidada para passar pelo meu blog. Fiz um post com números interessantes sobre a Blogosfera.

    http://em-tempo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Francisco, obrigado pelo retorno :)

      Esta semana está um pouco enrolada no trabalho, mas no Sábado vou passar a tarde visitando os amigos e lendo as novidades :) Agradeço muito o convite :)

      Grande abraçooo e bom restinho de semana :)

      Excluir
  57. Boa noite, Sam. Saudades de você. Parabéns pela bela reflexão.
    Eu acredito que a vaidade exista em todo o ser humano, mas não pode chegar ao extremo de prejudicar o nosso próximo.
    Gostamos de admiração pelo que fazemos, respeito, elogios, acho tudo isso normal e muito saudável, as pessoas são importantes e precisam saber que o que produzem também são.
    Acredito que a inveja que mencionou no início exista mesmo e em alto grau.
    Penso que podemos admirar uma pessoa, gostar do trabalho dela, de sua popularidade sem ficarmos viciantes nessa condição.
    Sei que existem pessoas que tem um dom melhor, se posso dizer assim, com as palavras, que escrevem o que gostaríamos de ter escrito, mas que nem por isso o certo é invejá-la.
    Quando nos inspiramos em tais pessoas aprendemos, crescemos.
    Agora, se tais pessoas são vaidosas a ponto de menosprezar o outro ou o seu trabalho, para mim, sua arte passa a ser um lixo.
    Quem é simples, humilde, tem a concepção de que todos são importantes aqui no Planeta, que cada qual tem a sua participação.
    É verdade que nos pegamos pensando às vezes, na nossa opinião, como uma pessoa, por exemplo, que não escreve tão bem(isso é relativo), consegue uma legião de fãs, digamos assim.
    Talvez a resposta esteja em sua simpatia ou missão mesmo, predestinação.
    Bem, a vaidade sem excesso faz um bem imenso ao ego, e isso é saudável, sentir-se bem querido!
    Nada de atrapalhar a vida de alguém, de magoar, para conseguir os seus objetivos.
    Que não sejamos assim, nunca. Que eu não seja assim, em nada parecido com o personagem, Deus me livre e nos livre, mas infelizmente é o que muito existe. Tem um poema meu chamado "VAIDADE", que fala sobre isso um pouquinho.

    "O MEU MOVER NÃO PODE SER ALIMENTADO SEM ESCRÚPULOS PELO MEU EGO
    PRECISO TÊ-LO A FIM DE SENTIR-ME BEM, PORÉM INCAPAZ PARA FERIR ALGUÉM"

    Essa é uma parte do poema, que penso ser assim que devemos agir!

    Parabéns, mais uma vez! Fique com Deus!
    Beijos na alma! Paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá querida Patrícia!!! Tudo bem? Estava com saudades de você também ! Ontem mesmo estava pensando, este sábado vou visitar os amigos e passar lá na Patrícia para ver as novidades :)

      Pois é amiga, acho que todos somos vaidosos, o importante é sempre tentar manter um equilíbrio. Um pouco de vaidade pode ser bom, nos motiva a lutar por condições melhores, a nos cuidar, etc.
      É muito gostoso ser reconhecido pelo que fazemos, receber elogios etc, todos gostamos só não podemos deixar "subir à cabeça" :)
      Como você sabiamente disse, sempre vão existir pessoas melhores do que nós, se formos vaidosos em excesso, esta consciência vai nos trazer muitas frustrações, porque o vaidoso não consegue admirar ou aceitar isso.
      O legal é como você disse, usarmos esta admiração para aprendermos, tentarmos mudar, evoluir, etc, aí sim estamos usando de forma saudável estes sentimentos para um fim que é construtivo e não prejudica ninguém :)
      O exemplo que nos deu me fez pensar em mim mesma, meus textos mais antigos na verdade são uma bela porcaria se analisados pela questão de português, técnicas, etc, mas os escrevi com a alma. Optei por deixá-los como são, para que os amigos e leitores possam ver claramente minhas mudanças e o que eu sentia naquele momento. Talvez tenham feito sucesso porque eram sinceros e simples. Isso é mesmo muito relativo. Mas algumas pessoas vaidosas já me julgaram muito por isso, porque não aceitam e não entendem porque estes textos são apreciados :)
      Sempre que leio este livro fico intrigada com as questões apresentadas, pois sabemos que se não estivermos atentos ao nosso comportamento constantemente, podemos sucumbir às armadilhas do ego...
      Amei a frase do seu poema, vou lá conferir :D

      Amiga, agradeço muito sua presença e carinho :)
      Um mega beijãoooooooooooooo e que seu fim de semana seja ótimo :)

      Excluir
  58. Olá, Samanta.

    Passando para agradecer a visita e retribuir as felicitações pelo dia do Blog. Blogar é para mim uma arte que aproxima pessoas criando pontes de amizades nesse mundo já não tão virtual onde blogueiros de verdade procuram dar um novo significado a esse espaço fantástico da internet.

    Um abração e um bom final de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá meu querido amigo! Obrigado pela gentileza! desejo-lhe novamente um belo Dia do Blog, uma data super especial para todos nós que amamos esta atividade :)
      Assino embaixo e compartilho do seu sentimento quanto à blogosfera, para mim o valor de um amigo virtual é o mesmo de um amigo presencial, afinal, amizade é amizade e pronto :)

      Obrigado por tudo! Grande abraço e bom fim de semana :D

      Excluir
  59. Oi Samanta, tudo bem?
    Acredito que esse romance tenha sido escrito, levando em conta nossa bela e boa mitologia grega. Pelo seu relato, me fez lembrar do mito de Narciso que ao contemplar e tentar abraçar sua bela imagem, refletida na água, acabou morrendo.

    Realmente a vaidade está em toda parte, e principalmente em salas de cirurgias plásticas. Como tem gente tentando esconder a sua verdadeira imagem! E como tem cirurgiões faturando alto! Basta olhar principalmente no meio artísticos, mulheres e homens com seus setentões, com rostinho que mais parecem "bunda de bebê", chega ser ridículo.
    Alimentam a ilusão de que a juventude é eterna e acreditam que estão com tudo, no maior abafo.

    Na medida em que o tempo passa, tenho orgulho de suas marcas que ficam em mim. Sei também que a alma jamais envelhece.

    Abração, bom fim de semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nestor, como vai? Por qui tudo bem :)

      Realmente o mito de Narciso é perfeito para nos fazer refletir sobre a questão da vaidade, tão presente em nossos dias.
      Concordo contigo, todos os dias vemos notícias de pessoas que estão ultrapassando os limites do saudável para mudar a aparência, numa busca desenfreada e fútil que creio ser um caminho rápido para mais uma frustração...
      Quase ninguém aceita a idade que tem, acredito que isso seja porque deixaram de lado o mais importante, a evolução íntima, o auto conhecimento e a busca pelo equilíbrio. Coisas que nos fortalecem e nos deixam mais serenos diante das mudanças físicas inevitáveis.
      Linda sua frases final, também penso assim, a alma não envelhece :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação,
      Um enorme abraço e bom fim de semana pra você e sua família :D

      Excluir
  60. Samanta
    belo texto, tudo de bom neste dia amiga estava com saudades.
    você é muito linda, bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida Lúcia, que alegria recebê-la por aqui!

      Que bom que gostou, eu também estava com saudades de suas visitas :)
      Obrigada pela presença e carinho!

      Grande beijoooooooo e que seu fim de semana seja ótimo! :)

      Excluir
  61. Oi, Samanta!
    Amei o texto, além de ter-me identificado com ele em alguns aspectos. Vou explicar: sou cantora desde menina, amo a música desde sempre e ela é meu oxigênio. Quando estou no palco, a sensação de poder é inacreditavelmente forte, é gigante e sinto como se fosse realmente capaz de tudo! Me revigora estar ali cantando, enquanto percebo os olhares de admiração e, até mesmo, de querer estar ali, em meu lugar. É feio dizer isso? Well, não posso esconder o que eu sinto, porém sou capaz de jurar que nunca deixei que minha vaidade ultrapassasse os limites de outra pessoa. O que quero dizer é que nunca pisei em alguém por ter esste dom. Não sei se concorda, mas acredito ser necessário dicernimento e equilibrio para "julgar" o jeito de ser de alguém e, sempre percebi que, a grande maioria das pessoas, confunde minha personalidade forte com uma vaidade da qual só tiro proveito quando estou no palco, entende? Afinal, não creio que seria justo não curtir nenhuma lasquinha disso tudo de vez em quando,rs!
    Super beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Louh querida, tudo bem? :)

      Que bom que gostou da postagem, eu adoro este livro e estava doida para postar algo relacionado a ele e ao tema :)
      Entendo suas colocações, meu irmão é vocalista em uma banda e meu marido é guitarrista em outra, então estou "por dentro" desta sensação maravilhosa que vocês sentem :) rsrs Eu sou a favor das pessoas "se acharem" até já escrevi sobre isso, auto estima ajuda muito em uma vida mais prazerosa e plena. Eu mesma "me acho" em certos aspectos, creio que uma vaidade realista é saudável pois nos faz ter consciência do nosso valor e também nos motiva a lutar e ter mais ânimo para nossos objetivos.
      O que não é legal, é quando esta vaidade é ilusória, ou seja, digamos que eu acredite que sou a mais linda do mundo, isso não é verdade, então se eu me comportar achando isso, provavelmente vou pagar um baita mico, magoar pessoas e agir com arrogância. Aí é que o bicho pega e nosso comportamento vai para "o lado negro da força" rsrs
      Tudo na vida é uma questão de equilíbrio e bom senso, pelo que relatou, creio que sua vaidade é saudável, lhe faz bem, é bem clara quanto à sua realidade e não prejudica as pessoas :) Então está tudo certinho :D

      Muuuuito obrigada pela presença e participação!
      Grande beijooooo

      Excluir
  62. Olá Sam , para mim tudo isso acontece porque as pessoas pensam que tudo se resume na beleza, e na verdade não é só isso. A beleza não é o único caminho para o sucesso, para a realização pessoal e felicidade ela imagina que todos os seus problemas são atribuídos à beleza.
    Porém, a aparência não é tudo. Afinal, quem nunca encontrou uma pessoa FEIA e, à medida que você foi conhecendo-a melhor, passou a achá-la bonita? Nunca se esqueça de que a verdadeira beleza vem de dentro. Ela nasce do coração da pessoa e, se de fato existe, dificilmente se acaba,
    independente da idade da pessoa, também acho que a vaidade consiste em uma estima exagerada de si mesmo, uma afirmação esnobe da própria identidade, e também como você disse que a vaidade anda em mãos dadas concordo com isso e também achei interessante que você falou que a vaidade é muito importante, também acho isso pois sou muito vaidosa e gosto de ser elegante, então acho que todas as pessoas tem um lado vaidoso, Parabéns pois você é uma excelente escritora e uma ótima blogueira ...

    Sam eu adoro os seus textos e aprendo muito com eles você tem uma criatividade e um desenvolvimento muito bom , continue assim Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rayra, querida, como vai? :)

      Muito importante sua colocação, realmente vemos uma super valorização da beleza física hoje em dia por toda parte, o que acredito que influencia negativamente todos nós, em maior ou menor grau, mas sempre afeta de alguma forma...
      Como você disse, existem pessoas fora dos padrões de beleza que com o passar do tempo nos conquistam mais e mais e nos fazem admirá-las por possuírem qualidades muito mais importantes do que um aspecto físico e permanece independente da idade.
      Ótima sua frases que diz que esta vaidade é uma afirmação esnobe da própria identidade!
      Creio que tudo na vida depende muito de equilíbrio e quando passamos do limite, começa a ser prejudicial. Uma vaidade saudável nos faz cuidar de nós mesmos, melhorarmos como pessoas, nos arrumarmos e até nos dão um ânimo maior para alcançar nossos objetivos :)
      Também sou vaidosa, adoro maquiagem, saltos altos, cosméticos, quero estar sempre bonita, mas combino isso com uma vontade diária de querer ser um ser humano melhor :)

      Que bom que gosta das postagens, fico muito feliz em saber que os temas são interessantes, gostei muito de conversar contigo :)
      Um grande beijoooo, seja sempre muito bem vinda :D

      Excluir
  63. Acredito que tudo em exagero acaba se voltando para o ruim. Vaidade em exagero torna a pessoa em um boneco dela mesma. Conheci uma pessoa que chegou a esse ponto, mas que soube pedir ajuda. Para desfazer tudo o que tinha construído sobre si, foi sofrido.

    Beijo, Sam =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcelo, tudo bem? :)

      Que bom que veio prestigiar este artigo, é um dos meus favoritos pois sempre quis escrever algo sobre este assunto e aproveitando o tema do livro, que também gosto muito :)
      Gostei muito das suas colocações, concordo contigo que tudo em excesso acaba sendo prejudicial, e quanto à vaidade, é preciso estarmos atentos para não cair em suas armadilhas, que geralmente são sutis e estão presentes em nosso cotidiano, constantemente.
      Bom exemplo da pessoa que você conheceu, apesar de ter-se deixado levar, pediu ajuda quando percebeu sua condição, é assim que melhoramos como seres humanos :)

      Obrigado pela presença e participação!
      Grande abraço :)

      Excluir
  64. mais que beleza de template Sam parabéns... quem sabe esse ano ainda não encomendo a vcs um template profissional como esse seu.um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tonyrson, como vai? :smile:

      Mil perdões pela demora na resposta, estou um pouco ausente da blogosfera devido ao trabalho :)

      Fiquei muito feliz em saber que gostou do novo layout, escolhi e personalizei com muito carinho para recebê-los!!!
      Muito obrigado pelo elogio e participação!
      Grande abraço e boa semana ;)

      Excluir
  65. Saudades de vir aqui, Samanta. Adorei a postagem sobre vaidade e o vaidoso. E isso muitas vezes faz perder o discernimento mesmo. E ainda pedirei pra vc dar uma mexida no meu blog, só me falta coragem. rs bjsssss

    ResponderExcluir
  66. Ola Sam,
    Procurando por amizades virtuais com conteúdo na net, achei o seu blog, que conteúdos maravilhosos. E amo ler os comentários, pois enriquecem o tema proposto e dissertado no texto. Sobre o tema vaidade é tão fácil cair nessa armadilha, pois tudo neste mundo nos impulsiona a vaidade, mais a moderação serve para tudo. Vou continuar lendo seus textos...

    ResponderExcluir
  67. Estou a tentar visitar todos os seguidores do Peregrino E Servo, e verifiquei que eu estava a seguir sem foto, por motivo de uma acção do google, tive de voltar a seguir, com outra foto. Aproveito para deixar um fraterno abraço.
    António Jesus Batalha.

    ResponderExcluir
  68. Ah com certeza a juventude não é a fase mais importante, eu era tão boba, mas tão idiota quando nova que relembrar só me faz rir mesmo kkkk.
    Um livro para abrir os olhos mesmo. Amei seu cantinho, maravilhoso blog. Beijos!

    ResponderExcluir

Obrigado pela presença! É a sua participação que abrilhanta este espaço! Sinta-se em casa :)

emo-but-icon

Autora do Blog

Sobre a autora e o Blog Facebook Instagram Google Plus Twitter Image Map

Novas

Comentários

SERVIÇOS

Ebook Gratuito - Blog Sucesso a Jato

Ebook Gratuito - Blog Sucesso a Jato
11 dicas p/ você começar a ter Sucesso Online

No Vrsam

  • &hellip;

    Postagens
  • &hellip;

    Comentários

Feed-se

Icon Icon

Google+

Facebook :)

Facebook

Instagram

Amigos

Recomendação de leitura

Destaques do Mês

item