Transtorno de Personalidade Anti-Social - O Sociopata pode estar ao seu lado... Cuidado!

Conheceremos um pouco mais sobre Transtorno de Personalidade.
Meu interesse neste assunto surgiu por constatar que estamos cercados ou inseridos neste grupo, portanto toda auto-observação ou prudência com as pessoas, é recomendada e bem vinda.
(Este não é um texto médico e sim fruto de algumas pesquisas superficiais e leituras)


Homem com máscara

Transtorno de Personalidade Anti-Social ou Sociopatia
.
O Transtorno de Personalidade Anti-Social, é também conhecido como Sociopatia, uma forma um pouco mais branda de Psicopatia.

É caracterizado por um comportamento exageradamente impulsivo e egocêntrico, uma aversão às regras sociais, indiferença total para com os sentimentos alheios, ou seja, ausência de culpa e remorso perante as infrações cometidas, baixa tolerância diante das frustrações e uma agressividade latente, que pode se manifestar ao mínimo motivo ou contrariedade.
As estatísticas são de que em cada 100 pessoas, 1 é Sociopata  em maior ou menor escala.
.
Não se engane pensando que sociopatas são pessoas antipáticas no meio social, muito pelo contrário, são extremamente envolventes, simpáticas e que se mostram perfeitas no contexto que irá agradar seu interlocutor e, também costumam usar a máscara de "coitadinho(a)" para despertar nas pessoas a solidariedade e compaixão, sugando-lhes assim tudo que podem enquanto lhes convier.

Pode ser aquele Príncipe Encantado que faz as mulheres acreditarem que encontraram o homem da sua vida mas que, após um tempo, dá sinais claros de egoísmo ou violência. Aquela amiga que se mostra frágil e dependente, mas está sempre se aproveitando da sua boa vontade, o(a) colega de trabalho que nos bastidores acaba com a sua carreira, mas se mostra tão confiável que nem mesmo você suspeita, um político de má índole, mas que é popular e adorado por milhares, enfim, exemplos não faltam...

É preciso estar atento a este tipo de comportamento porque podemos ser vítimas destas pessoas em nosso dia a dia, sem ao menos perceber e os resultados são catastróficos.
São pessoas manipuladoras, com inteligência acima da média e usam estes artifícios para envolver, seduzir e tirar proveito de qualquer um a fim de realizar seus desejos ou demonstrar poder, mas não são explícitos quanto à sua condição, mostram-se afetuosos(as), benevolentes, quase um modelo de perfeição se adequando às situações.

Manipulam parentes, amigos, colegas de trabalho, mentem, trapaceiam, cometem pequenos delitos, são irresponsáveis, incapazes de se curar e, justamente por este motivo é prudente manter distância destas pessoas charmosas e sedutoras mas com emoções superficiais e, na maioria das vezes, até mesmo com a ausência de sentimentos e  empatia, vivendo somente para ludibriar os que lhe cercam em busca de alguma forma de prazer pessoal.
O comportamento oscila entre afetuosidade e crueldade de acordo com os seus objetivos, podendo até mesmo demonstrar um falso remorso ou culpa, caso lhe seja conveniente.
Este tipo de transtorno geralmente é desencadeado por vários fatores em conjunto, incluindo predisposição genética, problemas sociopsicológicos e disfunções cerebrais. 

Todo cuidado é pouco e a melhor maneira de não ser vítima de uma pessoa sociopata é, ao constatar estas características, se afastar o máximo possível, preservando-se assim de um estresse emocional e na maioria das vezes, também de perdas financeiras.

Recomendo o Livro Mentes Perigosas - Ana Beatriz Barbosa Silva, que explica maravilhosamente os aspectos deste transtorno, dá mais dicas para termos cuidado e também contém explicações técnicas e científicas. Uma excelente leitura!


Lembrando que somente um diagnóstico médico pode confirmar o Transtorno.
O assunto é bem mais complexo e abrangente, esta postagem é apenas uma fonte de informação para leigos (como eu). Fica o Alerta.

Fontes de pesquisa : PsiqwebWikipédia 
autora Autora

Mineira morando em Sp, geminiana, casada. Trabalhando no agregador de notícias Dihitt e em parceria com o Gerenciando Blog em serviços de personalização de blogs. Apaixonada por atividades físicas, já pratiquei natação, Taekwondo, Muay Thai, Kick Boxing, atualmente treino musculação e sou aprendiz de corredora :) Blogueira por amor. Este espaço foi criado com a intenção de interação e diversão, seja muito bem vindo(a)!

Recomendados

comportamento 1607662429809577698

106 comentáriosBlogger

  1. Olá minha amiga.
    Excelente post, aliás, tenho todos os livros da Ana Beatriz B. Silva. Gosto muito de Psicologia e Psiquiatria, então, vivo investigando e lendo sobre esses assuntos.
    Eu tenho certeza de que já convivi com um sociopata e realmente não é fácil identificar um, é preciso muita investigação e observação, paguei o preço na ocasião, rs.
    Menina, estamos falando de assuntos sérios em nossos Blogs, na coluna No Divã do meu Blog, o assunto hoje é "Suicídio". Cruzes...é um assunto pesado, mas é preciso informar e esclarecer as pessoas sobre esses comportamentos.
    Beijos,
    Mari

    ResponderExcluir
  2. @Mari Martins
    Olá queridíssima Mari !!!

    Pois é amiga, eu não conhecia esta escritora, mas me interesso muito pelo assunto e depois que li Mentes Perigosas, gostei muito da maneira que ela escreve, sem dúvidas lerei outros :)

    Então, eu também já fui vítima de vários sociopatas, pois eles estão por aí, aos montes, e se não estivermos atentos a estes sinais, fica difícil se precaver.. por isso decidi escrever sobre o assunto, talvez se eu tivesse pelo menos estes conhecimentos, talvez não teria me magoado tanto, ou pelo menos questionado certas atitudes...
    Fui lá no seu blog e já comentei a respeito do suicídio, fiquei estarrecida com as estatísticas !! Muito bom o artigo ! é difícil, mas este tipo de informação é sempre válida, afinal estes assuntos fazem parte do nosso dia a dia.

    Obrigadíssimo pela presença !!
    um super beijooo

    ResponderExcluir
  3. Ola minha Ninja,

    muito bom teu post!!!
    acho que tenho uma colega de classe assim, sempre simpática, sorridente, brinca com todos, poem apelidos; mas por tras desta simpatia toda tem uma manipuladora de primeira, depois de ganhar a confiança dos colegas ela consegue que os mesmos assinem as listas de presença para ela (assim não precisa frequentar as aulas, copiar a matéria? rsrs...nem pensar, tem sempre alguém que copiou e empresta pra ela tirar cópia, fazer os exercicios, outra coisa desnecessaria, alguem que fez passa por email, porque ela não teve tempo, estava trabalhando, a avo ficou doente, o namorado quebrou o braço.. rssrs e por ai vai a lista de desculpas).
    No começo achei que ela era carente; mas aos poucos fui percebendo que ela manipula as pessoas para conseguir vantagens e se não consegue passa a ser grosseira e desagradável.

    rsrs vou indicar teu link para vários amigos de lá.

    Parabéns por mais esta abordagem.

    beijos

    ResponderExcluir
  4. @Kassya Mendonça
    OLáá minha querida e gatíssima amiga !!!

    Simplesmente adorei o exemplo que você deu, é exatamente este tipo de pessoa, que povoa nosso cotidiano, mas com intenções totalmente egoístas que mencionei aqui !
    Sua colega exemplifica bem as características do Transtorno, pois é envolvente e consegue o que quer, usando as pessoas de boa fé para fazer a parte trabalhosa pra ela e se alguém se recusa, logo é tomada por uma atitude agressiva com as pessoas...
    Fora o fato de possivelmente inventar tantas desculpas só para atingir seu objetivo.
    Arrasou, complementou maravilhosamente a postagem !!

    OBrigadíssimo pela presença e participação !!
    Um super beijooo e boa semana !!

    ResponderExcluir
  5. João Bosco Guimarães Mafra26/4/11

    Devido a este seu desvio HÉTERO-PERSONALÍSTICO ( HUMRR??), O SOCIOPATA nada mais é que um elemento frustrado, que não conseguiu atingir seus objetivos e usa de subterfúgios para a sua devida abordagem e automaticamente se faz de companheiro de suas vítimas..

    ResponderExcluir
  6. Olá querida amiga Sam.
    Eu já li o Livro inteiro, é excelente!
    Até indiquei no meu Meme Literário!
    Considero que é um dos comportamentos, que são atípicos de identificar logo nos primeiros contatos.
    Pois estes seres são ultra capacitado para manobras e disfarces de sua variada personalidade!
    É um assunto que merece toda nossa atenção, e requer muita leitura do mesmo, para sabermos com quem estamos lidando!
    Pois estes indivíduos são altamente perigosos.
    É bom sempre estarmos bem informados neste assunto.
    Samanta é muito bom você estar publicando este assunto.
    Acredito que muitos não fazem a mínima idéia do comportamento sociopata!
    Parabéns por abordar um tema de suma importância!
    Beijos marciais no core

    ResponderExcluir
  7. Oi minha flor Sam.... parabéns por abordar um assunto tão importante!
    Amiga... acho que convivi com um exemplar destes há pouco tempo.... e estou pagando o preço.... e ele é alto!
    Beijo no coração

    ResponderExcluir
  8. @João Bosco Guimarães Mafra
    OLá João !!

    Interessante a nomenclatura que você apresentou, esta eu não conhecia :)
    Uma grande verdade o que você mencionou, sem dúvidas o sociopata se faz de amigo e desta maneira consegue mais facilmente seus objetivos.
    OBrigadíssimo pela presença e participação !
    Um abraço e boa semana !

    ResponderExcluir
  9. Oi amiga linda!!!

    Vishhhh, nem me fale em sociopata, odeio tudo que termina em "pata" kkkkkkkkkk!!!

    Mas, infelizmente eles estão entre nós, owww povinho chato!

    Mas, ultimamente tenho achado tão cômico alguns comportamentos, kkkkkkkkkkkkkk!!!

    Antes eu acreditava que estes seres eram bem raros, hj em dia vejo que eles estão se multiplicando mt, que isso meu Deus???1 em cada 100?

    O esquema é manter mesmo a distância, nada de dar ibope e nem intimidade, não sabem viver muito menos conviver.

    Coisa triste demais!

    Eu tenho que ler este livro, para me interar das coisas, até porque é um assunto que querendo ou não, é interessante!!!

    Enquanto isso, vou lendo teus ótimos textos!

    Super beijo, minha amiga lindona que atura minhas chatices kkkkkk!!!

    =**

    ResponderExcluir
  10. @Arte e Café
    Olá minha queridíssima amiga Alba !!

    Também adorei o livro, aliás eu adoro o assunto, ontem mesmo, fiquei vendo meu seriado favorito, Criminal Minds e depois um documentário semanal na Discovery, Mulheres Assassinas, creio que este meu interessa surgiu mesmo depois que eu tive ao meu lado um sociopata, e passei a prestar mais atenção ao comportamento humano.
    Com certeza não é fácil identificá-los, afinal são tão envolventes e charmosos, sempre dizendo a coisa certa, mas é sempre bom estar atento aos sinais, mesmo que sutis de que algo está fora do lugar.
    Resolvi publicar justamente para alertar as pessoas, pois se eu tivesse estas informações, talvez não tivesse sido atingida.
    Fico feliz que tenha gostado !!

    Obrigadíssimo pela presença, amiga !
    Um super beijo marcial !!

    ResponderExcluir
  11. @Valéria Braz
    OLá bela Valéria !!!

    Amiga, creio que todos nós já tivemos ou teremos alguém deste "naipe" em nossas vidas, pois é difícil identificar que por trás de um comportamento amável existem más intenções e falta de sentimentos e consideração com as pessoas... e o que é pior, a maioria tem mesmo um problema cerebral que não tem cura, portanto jamais vão conseguir sentir empatia ou remorso, por isso é melhor se afastar, ao invés de termos esperança que o quadro seja revertido...
    O preço realmente é alto, também já paguei...

    Obrigada querida pela presença e participação !
    Um super beijo e boa semana !

    ResponderExcluir
  12. Ótima postagem essa, ainda mais nos tempos atuais. Parece que cada vez mais estamos descobrindo personalidades assim perto de nós, ou do vizinho. Ou o vizinho.
    Enfim, eu já vivi com um, sim acredite.
    Vivi por 5 anos, como se um quebra cabeça de fechasse. No final. Denunciei na delegacia por duas vezes. Naquela época a lei Maria da Penha ainda era muito nova e difícil de ser aplicada. Nada demais aconteceu com ele, somente sua máscara caindo.
    Hoje sei quem ele é. Posso dizer que com essa experiência , ainda é difícil reconhecer tais personalidades. Realmente funciona como um quebra cabeça, pois só ao longo do tempo e convivendo com um temperamento complicado é que vamos nos dar conta desses , a princípio traços. É por isso que geralmente quando acontece algo mais grave, as pessoas conhecidas do sociopata, certamente irão dizer que é impossível que fulano tenha feito tal coisa, ele não parecia ser assim e assado.

    forte abraço.

    ResponderExcluir
  13. @Deny
    Oi Denyyyy, nossa quanto tempo né kkkkkkk faz uns 10 minutos que não nos falamos huiahuia

    Amiga, concordo contigo, chatos e quando nos damos conta de que são pessoas assim, muitas atitudes acabam mesmo se tornando cômicas ! Mas o pior é quando somos enganados pela falsa personalidade... aí os resultados são terríveis !
    Quanto mais me aprofundo no assunto, mais vejo que estas pessoas existem em grandes quantidades e estão presentes em nosso cotidiano, por isso é tão importante estar alerta !

    Manter a distância é o melhor a se fazer sim, pois como mencionei pra Val, muitos não tem cura e nunca sentirão empatia nem culpa...
    Leia o livro sim, é muito interessante e nos descreve bem com exemplos os tipos clássicos de sociopatas e dá ótimas dicas de como lidar com eles !

    Amiga, que chatices ?? eu não vi nenhuma ainda :) você é um amor !!
    Um mega beijo da amiga que te adora !! smack !

    ResponderExcluir
  14. Amiga,
    Boa tarde.
    Apesar de ser extremamente sério o assunto, e que a abordagem do texto que você postou foi excelente, tenho um colega de trabalho que sempre brinca que tem pavor de mim e de um outro colega, pois do modo que nós dois somos meio loucos (quase psicopatas...KKKKK), ele tem medo de nós termos um tenha um acesso e faça um ato igual ao do filme UM DIA DE FÚRIA...kkkk
    Agora, brincadeira a parte, parabéns pelo excelente alerta e postagem.
    Abs.,

    Glauco

    ResponderExcluir
  15. Geórgia Freitas26/4/11

    Verdade, amiga. As sociopatias são tão presentes e a gente mal percebe. Algumas estatísticas apontam que de 10, 2 são sociopatas. E acho que são estatísticas para sociopatas diagnosticados. Imagina aqueles que ainda não passaram pela diagnose. #uau.

    ResponderExcluir
  16. @Carla
    Olá Carla !!!

    Fico feliz que tenha gostado, pois embora eu tenha conhecimento de poucas informações, acredito que qualquer ajuda e conhecimento é bem vindo para que possamos nos proteger destas pessoas, por isso resolvi postar.

    Pois eu também já vivi com um quase o mesmo tempo que você e no fim, ele se tornou mesmo um psicopata !
    Também procurei a polícia, mas nada foi feito, fazem muitos anos e este tipo de coisa não era levada muito a sério mesmo, como você mencionou.
    Sem dúvidas é bem difícil saber quando conhecemos alguém que esta pessoa é desequilibrada, ainda mais quando nos deixamos envolver, mas é sempre bom estar atenta a certos comportamentos contraditórios, para a nossa própria segurança.

    E como você colocou, eles disfarçam tão bem sua condição que muitos nunca verão quem ele é realmente !!

    Obrigadíssimo pela sua presença e participação, seja sempre bem vinda !!
    Beijos e boa semana !

    ResponderExcluir
  17. @Glauco Marchezin
    Olá meu querido amigo !!!

    Fico aqui imaginando o que você e este seu amigo aprontam pra passar uma imagem destas !!! kkkk coitados dos colegas de trabalho de vocês hahaha

    Mas amigo, agora falando sério, o que diferencia as pessoas neste caso é a presença de sentimentos, empatia e consideração para com o seu próximo e isso você tem de sobra, um coração enorme !!

    Obrigada pela presença !!
    Um enorme abraço e beijos pra Princesas !

    ResponderExcluir
  18. Sam.
    Pela primeira vez vou falar muito sério, em um comentário.
    Existem mais sociopatas a nossa volta do que imaginamos. A frieza, a certeza, a negação de que é uma pessoa doente e a ausência total de compaixão por toda e qualquer pessoa, ou ser vivo, impressionam, nesses casos.
    O pior é que a maioria das pessoas que são assim, não estão nem presas, nem se tratando e, o que é pior "servem de exemplo de conduta". Você está certa, o afastamento é inevitável e, sinceramente, aconselhável.
    Bjks!

    ResponderExcluir
  19. @Geórgia Freitas
    Olá querida !!!

    Pois é amiga, depois de me informar sobre o assunto, fiquei estarrecida com as estatísticas !! estamos mesmo cercados destas pessoas, por isso todo cuidado é bem vindo :)

    Obrigada pela participação !
    Um super beijoo e boa semana !!!

    ResponderExcluir
  20. Olá, Menina Sorriso, minha querida amiga!


    Assunto complexo, não haja dúvida...
    A coisa mais difícil é detectarmos esses tipos porque, no início, tudo são flores, e como desconfiaremos de pessoas bondosas, que estão sempre nos ajudando de alguma forma?
    Só o tempo nos faz ficar alertas...
    Por isso que desconfio da 'perfeição', pessoas que sempre concordam conosco, têm sempre um conselho 'perfeito' a dar, são sempre tão amigas que parecem até que não existem!
    Adoro pessoas comuns, aquelas que criticam e ajudam; amigos verdadeiros têm virtudes e defeitos!

    Querida, um bom tema você nos trouxe!
    Obrigada por compartilhar esse assunto!

    Um beijo grande!
    Te adoro e você sabe!

    Mary:)

    ResponderExcluir
  21. João Bosco Guimarães Mafra26/4/11

    @SamantaOlá, Samanta!

    As vezes os SOCIOPATAS SÃO TÃO DISFARÇADOS QUE NÓS OS NOMEAMOS PARA SIMPLES IDENTIFICAÇÃO.
    EU TAMBÉM GOSTEI DO HETERO-PERSONALÍSTICO, define bem e distingui também quem assim agem desta maneira.

    ResponderExcluir
  22. @Gy Camargo
    Oi amiga !!

    Pois foi justamente depois de me informar e constatar que estas pessoas são mais comuns ao nosso redor do que imaginamos que resolvi postar, realmente as estatísticas são assombrosas e mostram que com certeza existe alguém deste tipo no nosso cotidiano.
    Amiga, perfeita a sua colocação, pois por ter como característica esta frieza emocional, para eles está tudo sempre bom, não existe empatia, culpa ou remorso e desta forma, dificilmente procurarão ajuda profissional.
    Neste livro diz, que quem procura auxílio, é sempre a pessoa que sofreu na mão de um sociopata...
    E é isso mesmo, elas não cometem crimes hediondos como os psicopatas, mas são capazes de fazer enormes estragos quando nos envolvem !
    Por isso mesmo amiga, como a maioria não tem cura, o melhor mesmo é manter a distância quando possível e evitar maiores problemas ( para nós !)

    Gata, obrigadíssimo pela presença !!
    Um super beijo e boa semana !

    ResponderExcluir
  23. @Mary Miranda
    Olááá Mary, minha amiga e Musa da Escrita !!

    Isso é uma grande verdade amiga, não podemos sair por aí desconfiando de todos e em relação aos sociopatas, tudo é tão cor de rosa, que acabamos baixando as defesas...
    Magnífica a sua colocação sobre as pessoas perfeitas ! Também fico meio com o pé atrás quando alguém é só beleza e virtudes, porque isso não existe ! então provavelmente é um artifício para seduzir os demais e conseguir seus objetivos.

    Fico feliz que tenha gostado !!
    Obrigadíssimo pela presença, carinho e participação !!
    Também te adoro mulher !
    Beijocasss e boa semana !

    ResponderExcluir
  24. @João Bosco Guimarães Mafra
    Verdade meu amigo, os sociopatas conseguem nos enganar se utilizando da máscara mais adequada para cada situação, e nós de bom coração acabamos baixando as defesas... Concordo contigo que é preciso usar termos para definir este tipo de comportamento nocivo !
    Um enorme abraço !!

    ResponderExcluir
  25. Oi Samanta no caso aqui não é o de um serial serial killers,srsrs. Acredito que existem também os casos mais leve que convivemos no dia-a-dia que podemos dar nome de EGOÍSTA NATO, aquele que só busca o seu próprio interesse, que é capaz de passar por cima de qualquer para obter o que desejar e não sente nada depois- O egoísmo nada mais é do que o meio de a tudo converter em utilidade exclusiva." (Jean de La Bruyère)

    Amiga uma boa noite!!

    ResponderExcluir
  26. @Vivendo pela Palavra de Deus!!!
    Olá minha querida amiga !!

    Pois é os serial Killers são psicopatas, mas a Sociopatia é uma forma mais branda de manifestação, onde estas pessoas são desprovidas de empatia, e usam sua inteligência para alcançar seus objetivos usando as pessoas, as envolvendo com seu charme fabricado, sem se importar com as consequências e os estragos que causam na vida alheia.
    Justamente por este tipo ser mais comum é que precisamos estar alertas, pois estão presentes em nosso cotidiano.
    Gostei de os chamarmos também de egoísta nato como mencionou, sem dúvidas é uma ótima descrição também !!

    Obrigadíssimo pela presença !
    Um super beijo e boa semana !!!

    ResponderExcluir
  27. Excelente artigo! Temos que nos afastar deste tipo de pessoa perigosa!

    ResponderExcluir
  28. @Blogmania
    Olá querida, fico feliz que tenha gostado !
    Sem dúvidas, a melhor maneira de lidar com este tipo de pessoa é mantendo a distância, evitando assim problemas que certamente virão...
    Obrigadíssimo pela presença !!

    Beijos e boa semana !!!

    ResponderExcluir
  29. Olá, Sam!
    Na verdade nunca conseguimos conhecer o outro verdadeiramente nem de perto, quanto mais só de olhar! O ser humano é surpreendente, tanto pra baixo quanto pra cima!
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  30. @Rike
    Olá meu querido amigo !!!

    Isso é uma grande verdade, nunca poderemos saber ao certo com quem estamos lidando, mas é sempre bom ficar de olho nas atitudes controversas, assim podemos tentar não nos deixar envolver por este tipo de pessoa que sem dúvidas, nos fará mal.
    Obrigadíssimo pela presença !!

    Um abração e boa semana !!!

    ResponderExcluir
  31. Olá amiga,muito importante seu tema abordado no post,que isso nos sirva de alerta para ficarmos de olhos bem abertos,confesso que uma vez passei por isso por causa de um simples cargo no trabalho,o cara fazia de tudo para me agradar até minha casa frequentava e olha o estrago foi enorme mentindo muito para meu supervisor ganhou o bendito cargo,mas isso é passado e ficou para trás,mas é muito cinismo e anti-ético,acredito que no virtual não seja muito diferente,devido a humildade que muitos de nós temos no coração essa raça pode tirar muito proveito disso.
    bjssss!!

    ResponderExcluir
  32. @mundo virtual
    Olá querido amigo, que bom que veio participar !

    Li um pouco sobre o assunto e achei interessante divulgar os poucos conhecimentos que adquiri para justamente alertar as pessoas sobre este tipo de comportamento, pois é mais comum do que imaginamos e muito perigoso !
    O exemplo que você citou é mesmo um indício do transtorno, possivelmente, mas infelizmente, como você disse, nós que temos um bom coração, acabamos baixando as defesas e sofremos as consequências pela boa fé... Mas acredito que seja melhor passar por isso e depois aprender algo do que ser desprovido de sentimentos como estas pessoas :)

    Obrigadíssimo pela presença e por complementar a postagem com sua experiência !!
    Um enorme abraço e que sua semana seja ótima !!!

    ResponderExcluir
  33. Olá minha amada e querida miga Sam!
    Acho ótimo tratar desses assuntos que envolvem o comportamento humano! Aliás, você sabe, falar sobre o comportamento humano, me fascina!
    Ainda não tive a oportunidade (e nem o tempo) para ler esse livro que você já havia me recomendado e que, quanto mais informações tenho, parece fantástico! Já tive o desprazer de conhecer sociopatas! Envolventes, sedutores, voz modulada... Acima de qualquer suspeita, confiamos neles os nossos medos e segredos e assim abrimos as portas que eles precisam para entrar e começar a destruição. O sadismo é tamanho que eles assistem a todo o nosso sofrimento, com caras preocupadas e compadecidas, e se divertem no íntimo do pérfido ser. Muitas vezes, quando percebemos (ou as fichas caem) o estrago já está feito!
    Quem, lamentavelmente, passa por essa experiência passa a ficar atento aos sinais e a se precaver. Falamos recentemente sobre desconfianças exageradas, mas, nesse caso, é prudência mesmo!
    E, tenho certeza, estamos rodeados por pessoas que sofrem desse desequilíbrio! No mundo "virtual" se elas usam o computador como arma para ataque, nós usamos como defesa (escondendo e desconfiando cada vez mais) o que acaba sendo triste para as relações humanas.
    Grande beijo, minha linda! Adorei o tema, o texto, o alerta... ADOREI TUDO!!!
    Jackie

    ResponderExcluir
  34. Anônimo27/4/11

    AMIGOS, ESTE É O DEPOIMENTO REAL DE UMA AMIGA, PARA A QUAL EU SUGERI ANONIMATO, POIS A HISTÓRIA É RICA EM DETALHES. ELA GENTILMENTE DECIDIU CONTAR SOBRE SUAS EXPERIÊNCIAS COM SOCIOPATAS NA TENTATIVA DE ALERTAR E AJUDAR OS QUE AQUI VIEREM. SERÁ DIVIDIDO , POIS O BLOGGER NÃO ESTÁ ACEITANDO O TEXTO COMPLETO NUM SÓ COMENTS :

    "Oi Sam querida,

    Estou mandando um depoimento sobre sociopatia, coisas vividas por minha própria experiência. Eu vi o link do seu post no Twitter e esses assuntos sempre me interessam, há anos eu leio e me interesso em estudar por conta própria as psicopatologias, até porque eu tenho alguns familiares com transtornos mentais, e eu desconfio que meu pai seja sociopata (infelizmente)... antigamente ele fazia tratamento psiquiátrico, mas parou e só pega receita de remédios com clínicos gerais. Eu e minha mãe só descobrimos que ele não se consultava mais com o psiquiatra porque um dia por acaso vimos a data de sua última consulta no cartão do posto médico, há 6 anos atrás!...

    ResponderExcluir
  35. Anônimo27/4/11

    ...Quando ele ia ao psiquiatra mascarava o transtorno, nunca revelava a verdadeira personalidade perversa que tem dentro de casa, afinal, ele não gosta que sua máscara caia diante de pessoas estranhas, que não são da família. Com as pessoas que não o conhecem ele é educado, simpático, agradável... mas dentro de casa ele é grosso, egoísta e insensível com a minha mãe, e só puxa o saco dela quando lhe interessa que ela faça algo em favor dele. Quando eu o questionava sobre o porquê dele ser assim (duas caras), ele invertia as coisas e dizia que a culpa era da minha mãe, que a ruim era ela e não ele, gostava de "envenenar" a minha cabeça contra a minha mãe, tentava me manipular pra criar inimizade entre mim e minha irmã mais velha (ele não gostava dela), e já chegou a apontar uma arma pra ela na minha frente e na frente da minha mãe. Naquele tempo eu era só uma criança e gostava dele, mas depois que cresci e comecei a enxergar quem ele é de verdade, me tornei mais arredia com ele, e passei sempre a desconfiar de suas intenções por trás de cada gesto de bondade comigo. Não consigo ter um relacionamento de pai e filha com ele, não confio nele de jeito nenhum, nunca conto meus segredos e pensamentos mais íntimos à ele com receio de que algum dia ele possa usar isso contra mim ou contra minha mãe, a fim de nos prejudicar. Eu sou uma pessoa muito reservada e de pouca conversa com ele. Ele já fez armações muito cruéis e perversas contra minha mãe no passado, escondia as coisas e colocava a culpa nela, a fim de fazê-la pensar que estava ficando louca e assim manipulá-la como bem quisesse, só que graças a Deus ela sempre soube se defender muito bem dele. Quando minha mãe conta pras pessoas quem ele é, as pessoas praticamente ficam chocadas e não acreditam, pois afinal, diante dos outros "ele parece tão calmo e bonzinho". Ele sempre foi muito dissimulado. Eu hoje em dia faço tratamento psiquiátrico devido aos traumas que ele me causou, e minha irmã também, pois por causa das coisas que ele fez minha irmã desenvolveu Transtorno Bipolar e eu desenvolvi Transtorno de Personalidade Borderline, e tomo dois tipos de antidepressivos...

    ResponderExcluir
  36. Anônimo27/4/11

    ...Hoje ele ajuda a minha irmã financeiramente, mas nós todas já sabemos muito bem que ele só faz isso motivado por um FALSO ARREPENDIMENTO, já que sempre deixa claro que precisará ficar na casa dela quando for pra São Paulo fazer alguma coisa por lá. Minha mãe percebe que ele só quer "limpar a barra" com ela por puro interesse próprio. Sociopatas são assim, só "ajudam" e agradam os outros quando percebem que os outros podem lhe ser úteis para atingir seus objetivos. Enxergam as pessoas como coisas.

    Já tive também um amigo que conheci na internet cujo comportamento mostrava que ele era um sociopata, pois era extremamente interesseiro, simpático, sedutor, tinha lábia pra convencer e só me procurava no messenger quando lhe convinha, ele mentia muito, quando eu brigava com ele e demonstrava estar magoada com as mancadas dele, ele fingia estar arrependido e me prometia não fazer mais aquilo de novo (mas claro que sempre voltava a dar mancadas outras vezes), inventava histórias pra me engambelar e etc. Mas eu sempre fui esperta com ele e me afastei definitivamente, nem emails dele eu respondo mais. Também já fui traída por uma "amiga" dos tempos de faculdade que eu praticamente considerava como minha segunda mãe (já que ela me dizia que me via como uma filha). Ela sempre era amável comigo, me dava presentes, comprava lanches pra mim com seu próprio dinheiro sem eu pedir nada, me agradava de todas as formas, uma vez ela até me fez companhia na enfermaria da faculdade quando eu tive febre e quase desmaiei (ela fazia faculdade de enfermagem). Mas aos poucos eu abri os olhos por meio de minha própria mãe, a qual ela nunca conseguiu enganar: ela era amável na minha frente, mas pelas costas fazia a minha caveira com os outros colegas no ônibus que nos levava para a faculdade, colocava as pessoas contra mim, roubando as minhas outras amizades em seguida. E depois de algum tempo ela passou a ficar mais seca comigo, mais distante, passou a só me procurava pra conversar quando queria que eu lhe fizesse algum favor. Ela sempre se aproximava de mim pra conseguir favores, por isso ela sempre me dava presentes e me fazia agrados, e eu só percebi isso depois, quando eu passei a não ser mais tão útil pra ela...

    ResponderExcluir
  37. Anônimo27/4/11

    Ela tentava fazer a minha cabeça contra os outros no ônibus, manipulava todo mundo, enganava, prometia e não cumpria, até me confessou que já pensou em trair o marido e ir embora com o amante e largar os filhos. Não tem amor por ninguém, nem por seus próprios filhos. Sempre os deixava sozinhos em casa pra trabalhar e estudar à noite, e não parecia se preocupar com eles. Vivia como se fosse solteira, como se não tivesse marido e filhos pra criar, quando saía mais cedo da faculdade, em vez de ir direto pra casa ficar com os filhos, ela ia passear e fazer compras no shopping com colegas e ia pra outros lugares que não ela me contava, obiviamente... eu fico horrorizada com a tamanha frieza dela. E eu percebia o mesmo comportamento dela com outras pessoas: ela "grudava" em alguém por algum tempo, e quando esse alguém não tinha mais nada a lhe oferecer, ela largava aquela pessoa de lado e "grudava" em outra pessoa. Esse comportamento de parasita é muito comum nos sociopatas, Sam. Quando ela me via sendo hostilizada pelos outros dentro do ônibus, fingia ser solidária comigo e demonstrava uma comoção que não tinha. Quando pisava na bola comigo, fingia se sentir mal por isso e demonstrava um arrependimento que não sentia, visto que depois do pedido de desculpas voltava a falhar comigo de novo e de novo. Me decepcionei muito com ela.

    E por uma incrível ironia do destino, minha irmã viveu 8 anos com um sociopata, quando ela o conheceu ela sabia que ele fazia tratamento psiquiátrico e tomava calmantes, mas pensava que era por causa de traumas de infância sofridos por culpa do pai dele, que era uma peste. Ele nunca contou pra ela sobre seu principal transtorno. Enquanto eles só namoravam ele ela gentil e simpático tanto com ela quanto comigo e com minha mãe... mas ela descobriu seu lado perverso e manipulador depois que os dois passaram a morar juntos. Ele a torturava psicologicamente, já tentou matá-la sufocando-a enquanto ela dormia, a sorte dela foi que ela acordou enquanto ele tentava sufocá-la e meteu a mão na cara dele...

    ResponderExcluir
  38. Anônimo27/4/11

    ...Desde então ela passou a viver com receio dele e já não dormiam juntos mais. Ele a traía com prostitutas e chegava em casa bêbado e drogado de madrugada. Um dia minha irmã o encheu de porradas e depois tentou o suicídio, ficou internada em um sanatório por quase uma semana, por conta das traições dele com garotas de programa. Só depois de muito tempo é que ela descobriu que ele era um sociopata. Diante de mim e de minha mãe ele era um doce de pessoa, mas quando estava sozinho com ela era cruel e cheio de armações pra torturá-la psicologicamente. Nós só soubemos do que ele era capaz depois que ela se separou dele e nos contou. Ela teve que sair de casa praticamente como uma fugitiva e levando poucas coisas, sem dar endereço de seu paradeiro pra que ele nunca mais a encontrasse. Só nós sabíamos onde ela foi morar. Nunca mais tivemos notícias dele, e nem queremos saber. O importante é que hoje minha irmã está bem e reconstruindo sua vida, graças à Deus!

    Desculpe o desabafo enorme Sam, mas achei que seria bom contar isso aqui, a fim de ajudar outras pessoas a desmascararem esses seres desumanos que odeiam seres humanos. Eles são um câncer na sociedade. Com pai sociopata, amigos sociopatas e cunhado sociopata eu estava bem servida mesmo! Não preciso de mais sociopatas em minha vida, chega, quero distância dessa raça.

    Grande beijo amiga!"

    ResponderExcluir
  39. Olá Querida Amiga !!

    Finalmente consegui comentar um post seu próximo da data de publicação rs.

    Bem falar sobre sociopatia é muito complicado, principalmente para uma pessoa que apesar de curiosa sobre o assunto é leiga como é o meu caso, então é muito perigoso a gente acabar fazendo uma avaliação errada e achar que todo mundo é sociopata, normalmente a gente confunde uma pessoa falsa ou que age de má fé com a gente com um psicopata ou sociopata , o que não é necessariamente a verdade, para ser um sociopata tem que ter mais algumas características e infelizmente identifica –los é tão difícil que eles normalmente acabam conseguindo chegar a grandes cargos, assim fica mais fácil entender como alguém é capaz de desviar dinheiro de hospitais sem o menor remorso entre outras coisas absurdas que vemos no dia dia.

    Além do livro que você mencionou que é muito bom, também recomendo a revista Super interessante, edição 228 Psicopata – Cuidado tem algum do seu lado, que fala como é comum e assustador o tema.

    Beijão e tenha uma boa semana.

    ResponderExcluir
  40. @Jackie Freitas
    Olá minha amada amiga !!!

    Eu também adoro comportamento humano, e depois desta fase internética rsrs intensa, pude acompanhar mais ainda certas atitudes perigosas, por isso resolvi postar um pouco sobre o assunto a fim de alertar e ajudar quem não tem conhecimento desta patologia.
    Quando puder, leia o livro, você vai ver como estamos mais cercados de sociopatas do que imaginamos e tem ótimas dicas de como lidar com isso.
    É exatamente como mencionou, amiga, eles vem charmosos e sedutores e quando vemos, já fomos envolvidos e aí vem os estragos... Esta falta de empatia, lhes permite fazer um teatro com perfeição, pois 1 minuto depois de causar os danos, continuam seu caminho como se nada tivesse acontecido, e felizes por conseguirem seu momento de satisfação e prazer mórbido.
    Claro que não devemos sair por aí desconfiando de todos, mas é sempre bom analisar com cuidado certas atitudes alheias, para se precaver do mal que pode ocorrer futuramente.
    Perfeita a sua colocação, na net, eles usam mesmo este ferramenta a seu favor, causando ainda mais tristezas por onde passam, desestruturando as pessoas... e acaba neste círculo que mencionou, por causa de uns, às vezes, acabamos sendo arredios demais com quem não merece... Mas faz parte né miga !! :)
    Fico feliz que tenha gostado !!
    Achei engraçado ontem, pois enquanto eu escrevia um e-mail, você comentava aqui, estávamos na telepatia hehehe

    Obrigadíssimo amiga, pela presença e participação maravilhosa como sempre !!
    mil beijosss ái lóvi iúuu

    ResponderExcluir
  41. @Anônimo
    Minha querida amiga,

    Primeiro quero lhe agradecer a generosidade em contar para nós suas experiências, tenho certeza de que irá servir de alerta e ajudará a muitos quanto a se proteger e também a conhecer mais as situação do nosso cotidiano a respeito deste assunto.
    Seus relatos descrevem com perfeição as atitudes dos sociopatas em situações corriqueiras, e até mesmo dentro da nossa própria casa, mostrando assim, como é difícil reconhecê-los, e como este comportamento egoísta causa estragos enormes em quem está envolvido com eles.
    Mostra também as variações de comportamento forjadas para conseguir seus objetivos, sem nunca se importar com o mal que está causando nas pessoas, e pelo que li, muitos não tem cura, trazendo assim um desânimo quanto à esperança de um dia poder ter uma vida normal ao lado destas pessoas.
    Lamento muito que tenha passado e ainda sofra com isso, mas acredito que seu conhecimento hoje lhe auxilia a ter mais percepção e não se deixar envolver por outras pessoas que possam tentar lhe ferir. Tudo na vida é aprendizado, e seu relato irá, sem dúvidas ensinar isso às pessoas que aqui vierem.
    Mais uma vez lhe agradeço pelo depoimento, apesar de triste a história, é preciso divulgar e alertar a todos, evitando assim que estas pessoas espalhem por aí, mais dores.

    Um super beijo no coração !!

    ResponderExcluir
  42. @machoemcrise
    Olá meu querido amigo Moacir !!

    Sua presença é bem vinda em qualquer tempo, fico feliz que venha participar !

    Eu também sou leiga sobre o assunto, esta postagem contém uma pequena quantidade de informações, frutos de pesquisa, mas creio que qualquer ajuda é bem vinda para lidar com este tipo de pessoa.
    Com certeza, não podemos sair por aí achando que toda mulher de TPM ou toda pessoa numa má fase é um sociopata, o importante é não se deixar envolver por aqueles que apresentam um comportamento controverso e dão sinais de que podem ser este tipo de pessoa com ausência de sentimentos. Pra falar a verdade, só mesmo um especialista para saber com certeza, mas é sempre bom se precaver de alguma maneira evitando assim, estragos futuros :)
    Seu exemplo sobre os hospitais realmente caiu bem para ilustrar o transtorno !
    Obrigada pela dica do artigo !! Vou ler com certeza !!!

    Valeu amigo, por vir participar !!
    Um abraçãooooooo e boa semana !!!

    ResponderExcluir
  43. Oi Sam!
    Eu conheço uma pessoa assim! E ela é muito simpática, suas estórias convencem qualquer um, do jeitinho que você postou aí!
    Ela inventou estórias e pegou dinheiro de um monte de gente aqui em Belo Horizonte, mas antes já tinha passado por Montes Claros, Janaúba e sabe-se lá mais quantas cidades.... Ela age como um gafanhoto. Quando as pessoas começam a descobrir suas mentiras, ela vai para outra cidade.
    Acho que ela está em Curitiba agora. Fugiu de BH depois de ter roubado a própria mãe!!!
    BJO, Sam!

    ResponderExcluir
  44. Olá querida amiga Sam!

    O assunto é realmente envolvente e esse tipo de conhecimento nos alerta a tomar cuidado ou até mesmo ajudar quem necessita desse apoio.

    Já tinham me comentado desse livro, vou lê-lo com certeza.

    Parabéns pelo post, muito bom mesmo!

    Bjokas
    Gisele

    ResponderExcluir
  45. Ja parafraseava Caetano, que de perto ninguém é normal, claro que você descreveu a doença, entretanto algumas destas características sempre trazemos dentro do nosso DNA e as vezes sem mais nem menos um gatilho dispara, e podemos até não ser, mas, podemos até ficar ...

    ResponderExcluir
  46. @Cata
    Olá querida !!!

    O exemplo que você citou, sem dúvidas se encaixa perfeitamente no Transtorno ! Uma pessoa que utiliza sua inteligência e sedução para conseguir bens materiais sem sequer importar-se com o caminho de estragos que deixa atrás de si !
    E sempre existirão pessoas de bom coração que se deixam levar por este tipo de teatro, afinal, não é nada fácil saber quando estamos sendo enganados por alguém tão esperto, não é mesmo !
    Mas vamos ao menos tentar questionar certos comportamentos, quem sabe assim, nos livremos disso.
    Obrigadíssimo pela presença !
    Um super beijoo

    ResponderExcluir
  47. @Gisele Munhoz
    Olááá Gi querida !!!

    Pois é amiga, acho que o caso mesmo é mais estarmos alertas e nos afastar caso consigamos perceber que a pessoa é assim, pois muitos tem mesmo um problema cerebral irreversível que não permite que sintam empatia, remorso ou culpa.
    Se puder leia o livro sim, é ótimo e mostra exemplos destas pessoas no nosso cotidiano e também dá ótimas dicas de como lidar com esta situação :)

    Obrigadíssimo pela presença, fico feliz que tenha gostado !!
    Um super beijooooooo

    ResponderExcluir
  48. @joselito bortolotto
    Olá meu querido Joselito !!! Sem dúvidas amigo, todos temos nossas esquisitices e cometemos maldades ao longo da vida, mas a diferença entre os malucos beleza e os sociopatas é que os últimos tem problemas irreversíveis como uma falha genética que não permite que sintam, remorso, culpa ou empatia, portanto, não são como nós que nos arrependemos, aprendemos e seguimos em frente, eles simplesmente não sentem. Podemos até ficar birutas e ausentes sentimentalmente, mas aí são problemas psicológicos que podem ser tratados, felizmente :)

    Obrigada pela presença !!
    Um beijãooo

    ResponderExcluir
  49. Oi, Sammy querida!
    Eu já tinha lido esse livro da Ana Beatriz e o achei interessantíssimo. É incrível como a gente começa a fazer uma retrospectiva mental e se lembrar de sociopatas que já estiveram por perto.
    Assim, quando percebermos alguém que seja legal demais e "bonzinho" demais, sem demonstrar sentimento de culpa ou remorso, melhor nos afastarmos!
    Parabéns pelo excelente post!
    Beijocas,
    Erica

    ResponderExcluir
  50. Sam, achei muito importante você ressaltar a diferença entre a Sociopatia (Transtorno de Personalidade Anti-Social) e Psicopatia (Personalidade Psicopática), ou seja, podemos dizer que a Sociopatia é "prima" da Psicopatia.

    Sociopatas não nascem assim (embora possam ter uma pré-disposição genética), eles "aprendem" a ser assim conforme as experiências que vivenciaram desde a infância e adolescência, tendo como exemplos parentes mais velhos que têm desvios de caráter. Há pais que têm sérios transtornos de conduta e educam seus filhos de maneira semelhante, "passam a mão na cabeça deles" em casos de pichação de muros, vandalismos e brigas de rua, estimulando-os assim a fazer cada vez mais coisas erradas e desonestas , criando assim uma nova geração de sociopatas. Daí vem o número assustador de pessoas assim entre nós (1 em cada 100). O sociopata se comporta assim como resposta ao meio social em que vive, pois acha que a sociedade e o mundo lhe devem alguma coisa, afinal de contas ele é frustrado no alcance de seus objetivos e não gosta de fazer as coisas certas e pelos meios normais, já que demoraria muito pra alcançar suas metas e sonhos, e portanto "alguém" tem que pagar por isso, e assim ele mente, engana, comete extelionato e furtos, armando ciladas pra que a culpa caia em outra pessoa, afinal "os frágeis e otários estão no mundo pra isso mesmo" - segundo o pensamento dele. Ele não mede esforços e nem as consequências de seus atos pra conseguir o que quer, se for preciso matar, ele mata (mas só em último caso, quando não tem jeito e alguém está ameaçando o cumprimento de seus projetos). Mas o verdadeiro prazer do sociopata é judiar, torturar e infernizar a outra pessoa, e não matá-la, pois aí sua diversão acaba (ele é sádico). O sociopata "ama" uma pessoa como quem ama um objeto, ou seja, isso não é amor, é um sentimento de posse e de domínio sobre a outra pessoa. Por essa razão muitos sociopatas acabam sendo até superprotetores demais com as outras pessoas de quem "gostam".

    ResponderExcluir
  51. Já o Psicopata tem essa personalidade desde o seu nascimento, geralmente vem de uma boa família, tem pais carinhosos, decentes e corretos, não tem histórico de traumas sofridos na infância (ele não tem nenhum motivo pra ser perverso), e pode-se notar o seu comportamento cruel desde criança: atrocidades cometidas contra animais e contra outras crianças na escola, torturar e judiar do irmão mais novo (ou até tentar matá-lo "acidentalmente"), principalmente se este irmão for ainda um bebê, ser carinhosa e dócil com os pais só quando tem interesse em conseguir alguma coisa deles, comportamento piromaníaco (se diverte ateando fogo em certos pontos da casa), destrói brinquedos e outros objetos alheios e diz que "foi sem querer", fugir de casa sem motivo e sem considerar que seus pais ficarão preocupados com seu sumiço (espírito aventureiro), entre outros.

    Tanto o Sociopata quanto o Psicopata podem matar, mas o sociopata só mata em último caso, quando se sente ameaçado ou encurralado. Já o psicopata não tem motivos pra matar, ele cisma que tem que matar uma tal pessoa e pronto. O psicopata tem o perfil do assassino em série propriamente dito. Ele mata pelo prazer de matar, como se estivesse num jogo de videogame. Os dois tipos são gentis, simpáticos e sedutores, mas diferem um do outro em seus tipos de prazer: O prazer do sociopata é torturar, e o do psicopata é matar. Porém eles têm algumas coisas muito em comum: não se compadecem dos outros, tem desprezo por regras sociais e leis, se acham acima do bem e do mal, se sentem superiores aos outros pela sua esperteza, são frios (apenas fingem ter sentimentos, mas não os têm, nem mesmo o sentimento de medo de serem pegos).

    Existe uma área do nosso cérebro que é responsável pelo processamento das emoções e sentimentos. Nos sociopatas/psicopatas o funcionamento dessa área é muito deficiente ou não funciona, e é daí que vem a frieza deles. E quando têm alguma emoção, esta é superficial (proto-emoção), é uma "emoção primitiva e passageira", sem grande importância pra eles.
    No campo da nossa consciência, existem 3 pontos: o ID e o SUPEREGO e o EGO.

    ID - nos dá impulso e energia pra fazer as coisas, independente de estarem certas ou erradas.

    SUPEREGO - refreia os nossos impulsos, mostra o que é certo e o que é errado, é responsável pelo freio moral, arrependimento e sentimento de culpa.

    O resultado do equilíbrio entre esses dois pontos é o EGO (em pessoas normais). Nesses indivíduos perversos o superego é pouco eficiente ou inexistente, sendo impulsionados somente pelo ID, que lhes dá energia pra fazer tudo, desde mentir até roubar e matar. Por causa da falta de superego eles não têm empatia nem consideração pelos sentimentos dos outros, não sentem culpa, nem remorso ou arrependimento e não tem freio moral, pois não classificam o que é certo e o que é errado, pra eles vale tudo por um objetivo ou ideal.

    O mais triste é que a personalidade é uma coisa nata e imutável (qualquer psiquiatra vai te dizer isso), portanto os transtornos de personalidade não têm cura, apenas um certo controle. O sociopata pode até moldar seu comportamento e se controlar com tratamentos e remédios, mas seus instintos perversos e manipuladores estarão sempre dentro dele e poderão aflorar a qualquer momento, o que mostra que ele nunca vai mudar por completo, ele simplesmente vai "mascarar" o problema. Já o psicopata não se ajusta à sociedade e não se molda de jeito nenhum.

    Sam, é só Deus pra nos livrar dessas pessoas. Salve-se quem puder!!!

    Beijo enorme, minha irmãzinha.

    ResponderExcluir
  52. Olá querida !!!!

    Amiga, eu achei que deveria mencionar a diferença, porque a Psicopatia é já descamba para o lado criminal da coisa, onde o comportamento pode chegar ao extremo de matar.
    Gostei muito das suas coolocações sobre a sociopatia, pois quando fiz a pesquisa, os textos que li só mencionavam os sociopatas que tem um conjunto de fatores determinantes, entre eles o fato de uma falha cerebral que lhes impossibilita sentir certas emoções.
    Então achei muito interessante conhecer este tipo onde o sociopata é moldado pelas circunstâncias, acredito até que estes devam ser ainda mais numerosos, levando em consideração a quantas anda a sociedade e a Educação...
    Confesso que sou fascinada pelos psicopatas e assisto e leio muito sobre, segunda-feira mesmo, assisto a 3 programas do gênero, 2 são documentários sobre serial killers e é impressionante como conseguem matar e 10 minutos depois saem para comer, fazer compras e se divertir !
    Neste casos acredito que seja mesmo uma falha genética e cerebral, pois por mais perverso que alguém seja , quando a pessoa é normal, um momento ou outro refletirá sobre o que fez.
    Apesar de já ter lido antes sobre o assunto, só soube mesmo desta falha cerebral através do livro que mencionei, e aí sim, pude entender melhor o assunto.
    Nele, a autora menciona um caso onde o homem era normal, amável e boa pessoa, até que sofreu um acidente onde esta área do cérebro foi afetada, depois disso ele literalmente se trasnformou num monstro !
    Achei que este exemplo consegue dar uma boa dimensão da coisa para os leigos como eu.
    Ela também fala sobre o que você colocou aqui maravilhosamente, que é o fato de que alguns sociopatas podem passar a vida tendo um comportamento aceitável dependendo de como foi criado ou se teve ajuda profissional, mas que infelizmente, é isso mesmo, será impossível que sintam as emoções da mesma maneira que nós...
    Amiga, que aula maravilhosa nos deu !!! Agradeço de coração ter contribuído com esta participação brilhante, nos esclarecendo de maneira clara e objetiva o assunto !!
    arrasouuuuuuu !! E é isso né, querida, salve-se quem puder !!! uiiii

    Um super mega beijoooo
    Eestou encantada !! acho que vou substituir o post pelo seu coments kkkkkkk

    ResponderExcluir
  53. Junior Trindade28/4/11

    Olá Samanta,

    Infelizmente existem pessoas assim em quaisquer lugar que estejamos.

    No meu ambiente de trabalho, tem uma pessoa que se encaixa no perfil. Ele é uma típica pessoa calada, mas que trabalha muito bem. Por outro lado é rancoroso e vingativo, e em outras horas mostra-se prestativo e educado...neste caso essa pessoa teria um transtorno bipolar ou sociopatia mesmo?

    Abração

    ResponderExcluir
  54. @Junior TrindadeOlá Junior, seja muito bem vindo !!!

    Este tipo de comportamento é muito comum, por isso resolvi escrever sobre o assunto, mas para diagnosticar de maneira eficaz, só mesmo um especialista, pois existem muitas variáveis, pode ser que a pessoa apresente um comportamento deste tipo porque está numa má fase ou até porque passou por coisas na vida que a deixaram endurecida, mas pode ser que ela realmente tenha o Transtorno.
    De qualquer forma, como você já observou um comportamento estranho, o melhor mesmo é não se deixar afetar nem envolver, pois não podemos saber do que ela é capaz.

    Obrigadíssimo pela presença e participação !!
    Um enorme abraço !

    ResponderExcluir
  55. @O AMOR ESTÁ NA REDE!!!Olá minha querida amiga Érica !!!

    Pois é amiga, depois que li sobre o assunto também pude perceber como é comum este tipo de comportamento e que a maioria de nós já sofreu na mão destas pessoas, pois sempre vem charmosas e sedutoras, e quem tem o coração aberto, acaba baixando a guarda... Por isso é importante se esforçar na observação para evitar problemas futuros :)

    Obrigadíssimo pela presença, amiga, um super beijooooooo

    ResponderExcluir
  56. E que alerta!

    Sabe, Sam, eu já conheci uma pessoa assim. Um rapaz, lindo e tudo de bom. Colega de trabalho que sabia tudo e estava pronto pra tudo.

    No início, tudo certo, depois ele ia te envolvendo de uma forma até sufocar.Tudo era ele, tudo pra ele, tudo direcionado pra ele.

    Não sabia nada, vivia inventando coisas, criando atritos pra todo lado.

    Afastei-me dele como quem ia ali, mas dei todas as chances dele dizer que ele não queria mais trabalhar no mesmo setor, nem na empresa que eu gerenciava.

    Fiz até cara de triste. Fiquei quieta enquanto ele falava coisas sem pé nem cabeça, mas eu queria mesmo era sair correndo de perto dele.

    Uma outra amiga o chamava de Casas Bahia - por causa do slogan: Dedicação total a você! (no caso, ele mesmo)

    Hoje esta em outra empresa, atua do mesmo jeito, e já tive noticias deste comportamento pra lá de sufocante.

    Bjs

    ResponderExcluir
  57. Olá Valéria !

    Que prazer tê-la por aqui !!!

    Achei interessantíssimo o exemplo que você citou, pois complementa muito bem o texto com uma visão de um comportamento também inadequado e perigoso, que ainda não tinha sido mencionado aqui.
    Também já tive problemas com uma pessoa deste tipo, extremamente possessiva, grudenta e insuportável ! E acontece justamente o que você colocou, no começo tudo é lindo, a pessoa se mostra solícita e inteligente...e assim baixamos a guarda...
    Neste livro que mencionei, a autora fala sobre estas atitudes "sabe tudo", explica que estas pessoas vão guardando tudo que ouvem ou lêem, mas superficialmente, e quando precisam, fazem esta propaganda enganosa, mostrando conhecimentos diversos para nos encantar... mas não conhecem nenhum assunto de maneira mais profunda, seu interesse é mesmo impressionar.
    E realmente dá vontade de sair correndo quando vemos a verdade !
    Gostei do apelido, casou direitinho com a situação kkkk CB foi ótimo !
    No meu caso, também tive conhecimento de que a pessoa, depois de muitos anos, continua agindo exatamente igual...
    Triste...

    Obrigadíssimo pela presença, seja sempre bem vinda !!
    Um beijo !

    ResponderExcluir
  58. Samyyy
    lendo este post cheguei a conclusão de que já convivi com um sociopata.. que medo!

    Textos assim servem de alertas super importantes.
    bjos

    ResponderExcluir
  59. @Fá Castro
    Oiiii Fááá, que legal que você veio !!! Fico toda boba e feliz !!

    Pois é miga, acho que me recordo... eu também, e depois que vi as estatísticas, fiquei mais apavorada ainda, pois quer dizer que com certeza convivemos com um, seja no trabalho ou socialmente...
    Fiz o alerta para as pessoas não se deixarem levar tão fácil, como eu me deixei e depois me estrepei rsrs

    Obrigada de coração por vir, um super beijooo, saudadesss
    adooocica meu amor, aaadocicaaaa

    ResponderExcluir
  60. Carlos Villa30/4/11

    Bom dia Samanta, atrasado mas aqui estou. Bom final de semana.
    De fato temos que ficar alerta, contra esses neuro-socios parasitas, e o pior
    que ha em todas classes sociais.
    Apenas temos que identifica-los e ignorarmos de nosso convivio.
    Um abco.

    ResponderExcluir
  61. @Carlos Villa
    Olá Carlos, seja muito bem vindo !!

    Não se preocupe com atraso, a presença de vocês é sempre bem vinda e importante a qualquer hora !!
    Excelente a sua denominação para este tipo de pessoa, sem dúvidas, são parasitas, que não agregam nada, se alimentam de nossa boa vontade e ainda causam muitos estragos !
    O melhor mesmo, como mencionou, é quando os identificarmos, que saiamos de perto, evitando assim males futuros.

    Obrigadíssimo pela presença !!
    Um abraço e bom fim de semana !!

    ResponderExcluir
  62. Este post é de utilidade pública, Samanta. Todo esclarecimento e alerta nesta área é bem vindo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  63. Encontramos no dia a dia com inúmeros deles. Disfarçados em pele de cordeiro, mas prontos para tirarem proveito das situações a todo custo.
    Belo texto, Sammy!

    ResponderExcluir
  64. @Van
    Olá querida !!!

    Apesar de ser uma pesquisa bem superficial, acredito que qualquer informação é bem vinda para termos mais cuidado ao identificar este tipo de pessoa :)

    Obrigadíssimo pela presença !
    Um super beijoo e boa semana !!!

    ResponderExcluir
  65. @BLOG DO PROFEX
    OLá querido amigo Profex !!

    É isso mesmo, todos os dias nos deparamos ou convivemos com alguém deste tipo, se fazendo de bonzinho, amigo, mas no fundo, apenas querendo atingir seus objetivos a todo custo.. Por isso todo cuidado é bem vindo :)

    Obrigadíssimo pela presença !
    Um enorme abraço e boa semana !!!

    ResponderExcluir
  66. Olá minha querida Samanta,
    Seu artigo é muito interessante. Realmente é preciso muito cuidado para não se deixar envolver por esse tipo de pessoa. Muitas vezes a gente consegue perceber e se prevenir, mas o grande problema é que nem sempre percebemos as artimanhas do indivíduo. E ainda há as pessoas que nunca percebem artimanhas, essas são as presas fáceis. Como, então podemos alertar sem ferir? Taí uma tarefa quase impossível...
    Bjs
    Telma

    ResponderExcluir
  67. Junior Trindade2/5/11

    @SamantaOlá Samanta,

    Obrigado pelas informações, elas foram de grande valia.

    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  68. @Junior Trindade Eu é que agradeço sua presença e participação, Junior !
    Um abraço e boa semana !

    ResponderExcluir
  69. @Telma
    Olá querida !!!

    Sem dúvidas, é preciso muito cuidado e uma boa observação diante do comportamento alheio, pois senão acabamos mesmo envolvidos por estas pessoas que se utilizam de inteligência é charme para nos persuadir e adquirir nossa confiança...
    Não é fácil mesmo não, ainda mais para quem tem um bom coração, mesmo com conhecimentos, acabamos nos dando conta do estrago, às vezes tarde demais...

    Obrigadíssimo minha querida, pela presença e participação !!
    Um beijo e boa semana !

    ResponderExcluir
  70. Obrigada pela vista, Samanta!

    Uma ótima semana para você também!

    ResponderExcluir
  71. @Van
    Olá querida, nem precisa agradecer, adorei passar por lá e ler aquela postagem cheia de verdade e suavidade, isso embeleza o dia :)
    Beijosss

    ResponderExcluir
  72. Infelizmente, eu conheci um. Ler isso depois de tudo que passei dá até raiva. Uma pena não ter recebido informações antes, ter pessoas para não apenas conversarem comigo, mas mostrarem, na prática, como isso existe e pode estar exatamente ao nosso lado.

    O que aprendi, é que eles tem cara e voz de bonzinhos, enganam mesmo. Eles tem algo em mente que não percebemos, muito tempo depois, vamos juntando as peças como num quebra-cabeças e então ficamos perplexos.

    Bom texto, porque é um excelente alerta.
    Só que quem está apaixonado (seja homem ou mulher) não percebe o que muitas vezes é evidente e outras camuflado.

    Bjs

    ResponderExcluir
  73. Olá, Sam! Muito bom esse post. Serve de alerta, pra ficarmos atentos.
    Tenha uma excelente semana!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  74. @Sissym
    Olá linda Fadinha, pois é querida, eu também conheci, e vários, não só como relacionamentos amorosos, mas também nas amizades e me lasquei feio !! Não tinha conhecimento nenhum deste tipo de transtorno e quase fiquei maluca junto com eles !

    Quando fui procurar ler sobre isso, fiquei pasma ao constatar as estatísticas... Como você citou, eles vem assim mesmo, perfeitinhos, bonzinhos e nós, sem muita maldade, acabamos nos deixando envolver e quando percebemos os estragos, já estamos muito machucados...

    Concordo contigo, quem está envolvido emocionalmente, apaixonado, aí então é que é mesmo mais difícil cair a ficha... Mas vamos tentar ser um pouco racionais, mesmo nestas situações e tentar não deixar passar desapercebido, certos comportamentos contraditórios, para o nosso próprio bem :)

    Obrigadíssimo pela presença !
    Um super beijooo e boa semana !

    ResponderExcluir
  75. @Lala
    Olá querida !!!

    Minha intenção ao pesquisar o assunto foi exatamente esta, alertar as pessoas para ter cuidado ao perceber este tipo de comportamento, espero que ajude :)

    Obrigada pela presença,
    Um beijão e boa semana !

    ResponderExcluir
  76. Você sumiu hein!

    Mas tudo bem o que importa é que te achei novamente


    "De perto ninguém é normal" essa é uma daquelas verdades incontestáveis,todo mundo trás consigo algum distúrbio, leve ou grave, às pessoas pré dispostas a um comportamento agressivo com requinte de crueldade infelizmente são comuns em nossa sociedade desde épocas remotas e são de difícil diagnóstico você pode passar anos trabalhando com ele sem dar conta de seu distúrbio, apesar de que alguns sinais se bem observados podem denuncia-lo.

    Mas nem todos são como Hannibal Lecter, na maioria dos casos são pessoas que mentem dissimulam e manipulam outras pessoas sem se importar com seus sentimentos, pelo contrário exploram as fraquezas percebidas no individuo para alcançar um objetivo que com certeza não será digno nem nobre.

    Obrigado e nos vemos em breve ok!

    ResponderExcluir
  77. @souchderio!
    Olá meu querido amigo !!

    Eu saí da BB e acabei perdendo você de vista, que bom que me achou !!
    Já passei pelo seu espaço e adorei as postagens !

    Excelentes as suas colocações, complementaram o texto maravilhosamente com ótimas informações !
    Quando li sobre o assunto, fiquei estarrecida, não só com as estatísticas, mas também ao saber que estas pessoas estão ao nosso redor, no dia a dia, e que muitas vezes, como você mencionou, não conseguimos identificá-las... as vezes, só conseguimos quando o estrago foi feito, infelizmente.
    Achei interessante postar sobre isso, justamente porque nesta categoria não estão os serial killers, mas sim, pessoas que se comportam de maneira normal e que acabam nos envolvendo em situações que sem dúvidas não serão benéficas a não ser para eles, em sua visão deturpada das coisas...

    Obrigadíssimo pela presença !!
    Um abração !!

    ResponderExcluir
  78. Sam, minha amiga, se não lesse o texto até o final, juro que me acharia um Psicopata! :| eheheh
    Mas depois que vi algumas outras características, tenho a impressão que sou só antissocial e excêntrico. Ai, meu Deus... vou procurar um psicólogo pra decidir se tenho ou não traços sociopatas ou não! :|

    Enfim, brincadeiras à parte. Temos muitos lobos em peles de carneiros, é sempre bom ficar de olho e previnir os menos avisados.

    Beijão, Sam!
    www.folhetimonline.com.br

    ResponderExcluir
  79. @Ankhmaya
    Ola´querido !!!

    Olha amigo, até que enfim achei alguém que teve a mesma impressão que eu kkkk sabe que sempre que leio sobre estes assuntos, eu me acho em muitas coisas ? Se eu não tivesse feito terapia e sido considerada normal.. ia achar que sou maluca hehehe
    Os lobos em pele de cordeiro são os mais perigosos, porque conseguem nossa confiança, amizade e até amor, para depois deixar um rastro de estragos quando alcançam seus objetivos...

    Obrigadíssimo pela presença !!
    Um beijãozão

    ResponderExcluir
  80. Cleide de Paula9/5/11

    Oi Samanta,
    Parabéns pelo ótimo post!
    Mais uma vez, você traz assunto bastante importante, pois a sociopatia é mais comum do que muitos pensam - pelo menos eu acho que 1 para 100 é um número elevado.
    Gostaria de expor um outro lado, fruto de minha experiência de anos (nem vou falar quantos rsrsrs) no ensino. Os professores percebem com facilidade alguns comportamentos e alertam a família, encaminhando o aluno a especialistas, que poderão oferecer auxílio mais efetivo à criança ou jovem e também a seus familiares. Infelizmente, quase todos os pais preferem achar que a escola está "pegando no pé" do coitadinho, que apenas é hiperativo (na fala dos pais, é claro, pois para se chamar uma criança de hiperativa é necessário um diagnóstico). Pois bem, ao fazer vista grossa acabamos perdendo a oportunidade de interferir positivamente nessa questão. Então, deixo aqui o meu alerta aos pais, para não ignorarem o que os educadores sugerem. Pensem que a "perseguição" representa um zelo. Que levem seus filhos ao especialista indicado e, se for constatado que não há problemas, melhor. Caso haja, a melhor forma de agir é admitir e encarar.
    Grande abraço, amiga.

    ResponderExcluir
  81. @Cleide de Paula
    Olá querida Cleide !!

    Que bom tê-la por aqui !!!
    Justamente por ter lido estas estatísticas é que resolvi escrever, pois com este número, sem dúvidas convivemos com alguém assim, seja em casa , trabalho ou na sociedade, por isso todo cuidado é pouco.
    Amiga, achei importantíssima a sua colocação, pois os professores convivem com diariamente com seus alunos, tendo uma percepção bem grande sobre algum problema que possa estar acontecendo !!
    É mesmo muito importante que os pais não ignorem estes alertas !
    Eu sou a favor de acompanhamento psicológico desde pequeno também, porque assim, garanto que muitos problemas que se manifestam na idade adulta, seriam minimizados.

    Obrigadíssimo pela presença !!
    Um beijo e boa semana !!

    ResponderExcluir
  82. Carla Reichert9/5/11

    @Cleide de PaulaCleide, vc está certa, é que o assunto Hiperativo e Deficit de Atenção (TDAH) generalizou muito. Hoje em dia ouvimos falar muito sobre isso, talvez por culpa dos meios de comunicação, ou dizem até que existe uma conspiração de laboratórios e médicos para que se configure o uso de medicamentos tarja preta para estes diagnósticos. O fato é que os profissionais da educação constatam que o comportamento de alguns alunos está prejudicando em algum momento. Mas creio que esses fatores muitas vezes possam ser culturais.
    Ou seja , é uma salada. É preciso ter professores bem preparados, que identifiquem dificuldades no aluno, que o encaminhem para a orientadora ( psicopedagoga) e certamente ocorrerão entrevistas com os pais e até mesmo contato com a escola do aluno.
    É um processo difícil para os pais, pois na verdade queremos sempre o melhor, o bem para nossos filhos e não estava nos planos de muitos pais que , na verdade nem planos, mas eles não pensaram realmente nessas possibilidades. Infelizmente não nascemos em um mundo perfeito. Problemas existem e não somente com o filho do vizinho. Então é preciso ser realista e não super protetor. É preciso encarar a realidades dos fatos , inclusive se são apontados por várias pessoas que convivem com a criança. Devemos sim levar em conta quem nos relata acontecimentos que estão lá para ajudar.

    Agradecemos pelo alerta!!!!

    ResponderExcluir
  83. @Carla Reichert
    Olá Carla !!!

    Maravilhoso seu complemento ao comentário da Cleide e também à postagem !!
    Muito importantes e relevantes as suas colocações, sem dúvidas é preciso uma atenção ao que dizem os educadores, mesmo sendo difícil, como você mencionou, levantar a possibilidade de que os alunos tenham mesmo um problema, mas desta forma, os pais estarão ajudando a criar um adulto saudável.

    Obrigadíssimo pela presença !!
    Um beijo e boa semana !

    ResponderExcluir
  84. Carla Reichert9/5/11

    @SamantaOla Samanta, obrigada, desculpe até pelos erros no texto, acho que me empolguei tanto na hora de escrever, depois que percebi que até comi palavras. Sua postagem no blog está rendendo frutos e os comentários são diversos, é ótimo pois assim as pessoas podem esclarecer muitas dúvidas, abraços!!!

    ResponderExcluir
  85. @Carla Reichert
    Oi Carla, não se preocupe com isso, pra te ser sincera nem reparei nos erros, pois você foi bem clara e complementou muito bem uma ótima visão sobre o assunto que a Cleide nos trouxe !!

    Fico feliz se o artigo ajudar alguém, pois já passei por isso e se tivesse pelo menos alguns conhecimentos básicos , como estes, talvez os estragos tivessem sido menores :)

    Um beijoo

    ResponderExcluir
  86. Ola Samantha, desculpa, só agora vi sua resposta aqui.
    Infelizmente é assim mesmo. Os sinais que essas pessoas mostram aparecem cedo, isso é verdade, mas nada para que digamos que é um sociopata.
    Eles são muito inteligentes, isso sim. Dramáticos e tudo vira um grande teatro.

    Um forte abraço !!!!!!!

    ResponderExcluir
  87. Ando pesquisando o tema por causa dos meus escritos, já tem algum tempo que leio a respeito e converso com profissionais a respeito das características da sociopatia. Mas é preciso lembrar que a sociopatia tem dois lados e não apenas um. Ela também é produtiva e pelo que andei lendo, a maior parte dos artistas são sociopatas, mas no caso deles, a sensibilidade aflorada os impedem de serem vilões da vida real.
    Acho fascinante esse tema, já escrevi posts a respeito, mas ainda não cheguei a conclusão acerca do tema.
    Um dos meus personagens (ricardo) é um sociopata. Ele é dócil e áspero ao mesmo tempo. Calado. Conciso. Atencioso quando preciso.
    Mas não dá pra perceber qualquer qualidade nele a ponto de classificá-lo.
    E no caso do livro proposto por você, achei que o tema em questão fosse mais condizente com a psicopatia. Mas é apenas a minha opinião.
    O tema anda a baila desde a novela "a favorita" que abordou o tema na personagem da Patricia Pillar. Foi a primeira vez que foi posto em cena um sociopata porque até então era a psicopatia que era abordada, mas o assunto está na moda no Brasil dos dias atuais.
    bacio

    ResponderExcluir
  88. @Menina no Sotão
    Olá Menina !!

    Seja muito bem vinda !!!
    Adorei suas colocações, pois complementaram maravilhosamente a postagem com uma visão e esclarecimentos que não foram mencionados e são muito importantes !!
    É sempre bom uma nova opinião que nos traz ainda mais informações !

    Obrigadíssimo pela presença e brilhante participação !!
    beijossssssss e boa Quarta !!!

    ResponderExcluir
  89. Aqueles "artistas" dos programas policiais da TV são bons exemplos disso, mas não precisamos ir tão longe para achar gente assim. Às vezes me pergunto se nós mesmos também, às vezes, não temos algo de antissocial, quando cometemos algum pequeno delito, aproveitando que ninguém está vendo, como uma infração de trânsito, do tipo avançar o sinal vermelho sem necessidade e correndo risco, ou fazemos um retorno em local proibido, ou passamos da velocidade máxima permitida, onde não há fotossensores, entre outros exemplos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ynot !!!

      Tenho a mesmo opinião que você, me faço constantemente este questionamento e acho que é por isso que me interesso pelo assunto, acho que todos nós temos um pouco disso em nosso comportamento, uns mais outros menos. Vi uma vez um estudo onde as pessoas eram colocadas em uma posição de machucar o outro e mesmo tendo escolha, muitas vezes ultrapassam o limite do aceitável... Era um estudo para provar que todos temos maldade.
      Infelizmente alguns tem estas características mais exacerbadas, e o melhor é manter distância :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação :)
      Grande abraço e bom fim de semana :D

      Excluir
  90. Olá Samanta!

    Adorei o assunto do blog....o problema é: e quando o sociopata é da sua família e não te deixa em paz, te difama, tenta suicídio só pra chamar sua atenção e tentar fazer vc se sentir culpado? Como fazemos nesse caso? Eu juro que tento ignorar mas essa pessoa sempre faz algo para que lembremos dela. Como podemos agir? Temos que fingir ser doente, dissimulada? Não sei como agir...me dê um conselho, por favor.

    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ly como vai?

      Fico feliz que a postagem tenha lhe agradado :)
      Entendo sua aflição pois passei por isso em 2 ocasiões em minha vida, a primeira vez foi com um namorado e a segunda vez foi com uma suposta "amiga"... Nos dois casos, me arrependo muito de ter me deixado influenciar e ter entrado "no jogo" destas pessoas. Somente quando eu os deixei totalmente de lado, sem atender telefone, atravessar a rua quando via, não responder e-mails etc, desprezar completamente, é que consegui paz. Parece que se cansaram de fazer as coisas e perceber que não tinha mais resultados e não me incomodaram mais.
      Como seu caso é ainda mais complexo pois a pessoa é da sua família e realmente fica difícil não encontrar a pessoa e ignorá-la por completo, acho que seria muito útil que procurasse um profissional como um psicólogo ou um psicoterapeuta para que ele possa lhe auxiliar e lhe guiar neste momento, lhe mostrando qual é o melhor caminho e a melhor foma de agir com um familiar sociopata.
      Apesar de ser apenas uma pessoa comum que não tem conhecimentos profundos nesta área, sou apenas uma curiosa, recomendo que procure esta ajuda profissional o quanto antes para que esta pessoa não lhe faça ainda mais mal e prejudique sua vida e a vida dos que lhe cercam :)
      Seja forte, desejo-lhe muita força e luz para conseguir resolver este problema, se precisar conversar mais, sinta-se à vontade para entrar em contato ;)

      Grande abraço e tudo de bom pra você :)

      Excluir
  91. Anônimo25/9/12

    De fato, a melhor forma de lidar com um psicopata é o " contato zero" e a atitude paradoxal . Ou seja, evitar o psicopata ou não valorizar nem se deixar atingir-se emocionalmente por ele . Se ele espera um tipo de reação da sua parte, adote uma postura diferente do que ele espera . Surpreenda-o com a indiferença Faço isso diariamente com meu ex marido . Um dia, creio eu , ele vai parar de perseguir-me !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem? :)

      Apesar destas pessoas nos incitarem uma vontade de reagir, revidar, etc, o melhor mesmo, é como você mencionou, tentar evitar o contato para dar fim a este tipo de relação que sempre nos causa algum mal. É difícil e trabalhoso, mas sem dúvidas é o melhor caminho, visto que muitas destas pessoas não pensam e nem sentem como nós... Já tive 2 casos assim na minha vida e só consegui ter um pouco de paz depois que adorei uma conduta como a sua. Parabéns pela força e coragem de manter o auto controle, desejo-lhe muitas alegrias e paz em seu caminho e que consiga seguir em frente sem ter mais que passar por isso :)

      Grande abraço e boa semana :)

      Excluir
    2. Anônimo6/10/12

      Obrigada pelas palavras de conforto !! Que vc seja muito feliz!!

      Excluir
  92. Anônimo29/12/12

    Penso que o meu ex e, infelizmente, pai do meu filho é um sociopata. Manipulador de primeira, pessoa altamente cativante. Enquanto ele me manipulava, tinha tudo com ele... até o dia em que, após ter sido abandonada grávida, de um filho desejado (minha gravidez não foi um "acidente"), comecei a me relacionar com outra pessoa e ele fez de tudo para que nos reconciliássemos... implorou, alegou arrependimento... quando voltamos, me fez passar novamente por todas as torturas psicológicas que já havia passado e, a esta altura, estavam ficando para trás. E o pior de tudo foi que manipulou nosso filho e o colocou contra mim. Só um detalhe, trata-se de uma criança com sérios problemas de saúde. Quando passei a conviver dia-a-dia com ele, comecei a perceber que havia algo errado. Busquei tratamento psicológico e psiquiátrico, pois era dependente dele, apesar de sofrer tanto, não conseguia largá-lo. Quando finalmente consegui, ele mostrou os "dentes"... hj ele fala que vai me arrasar e usa nosso filho com esta finalidade. Movi um processo de alienação parental contra ele e espero provar que trata-se de uma pessoa doente, pois o que fazer quando o pai do teu filho é um sociopata? Se temos de nos afastar desse tipo de pessoa, o que fazer quando trata-se de um pai, que serve de exemplo para o filho, deveria protegê-lo e ensiná-lo? Se puder me ajudar com alguma sugestão... essa é a dúvida que tenho carregado todos os dias... preciso, ao menos, pedir algo para o juiz... tenho muito receio de que o pai consiga pegá-lo, como de praxe, a cada 15 dias, etc, etc... vai ter chance de manipular e arrasar com a vida do menino...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, como vai? Agradeço muito ter compartilhado conosco seu relato e vivência, pois a situação em que você vive é extremamente delicada e nos descreve como é ter alguém assim em nossas vidas e quando envolve uma criança, fica tudo mais complicado e exige cuidados redobrados.
      Já tive uma relação assim, na qual fiquei por 4 anos, justamente pela co-dependência, como mencionou. Felizmente, quando caí na real, pude me afastar por completo e como não havia filhos, o desligamento pode ser total.
      Já no seu caso, além do afastamento do pai ser prejudicial à criança, o pai tem direitos.
      Creio que você esteja agindo da forma correta ao tentar deixar claro na justiça que esta pessoa pode ser prejudicial à criança e seu desenvolvimento.
      Já soube de casos que quando provado a incapacidade emocional de um dos pais, a justiça apoia o afastamento total. Mas existem também os casos onde o pai terá acesso à criança. Se eu estivesse nesta situação e não fosse possível impedir o contato do pai com a criança, faria um acompanhamento psicológico com a criança para que as atitudes do pai, nestes dias de visita, não prejudiquem o emocional da criança, amenizando assim os efeitos do comportamento do pai na vida do seu filho.
      Mas esta é apenas uma opinião pessoal minha, espero que Deus te ilumine e que a justiça lhe apoie na melhor decisão para seu filho e que possam ter uma vida saudável e de paz :)

      Desculpe a demora na resposta, mas se quiser conversar mais sinta-se à vontade para utilizar também meu e-mail samantamodesto@hotmail.com :)
      Que 2013 venha para você e seu amado filho com muita paz, amor e saúde :)

      Excluir
  93. Anônimo7/3/13

    Nossa, li esse post sobre o pai sociopata, e estou na mesma situação,no namoro e noivado era uma coisa, após o casamento o inferno! Ele me anulava a todo momento, era esquisito, manipulador, sempre o coitado, nunca saia, nunca queria sair, não recebíamos amigos em casa, nós não tínhamos vida social, engravidei, após 8 meses que a criança nasceu eu quis me separar e mandei ele embora, ele chorou disse pra todo mundo o que eu fiz e ficou como coitado, tenho medo da criação que ele possa dar para nosso filho, pois seu comportamento não é ideal (descobri muita coisa), o quebra-cabeça foi montado, muita coisa se encaixou, hoje sei que ele é um sociopata nato, estamos nos separando na justiça e com toda certeza falarei sobre as coisas que descobri, não quero que meu filho seja criado por um ser desses!Só fico com receio do que ele possa fazer, já que esse tipo de pessoa a gente pode esperar TUDO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem? :)

      O que me motivou a escrever um pouco sobre o assunto é que fui percebendo que sociopatas à nossa volta são mais numerosos do que pensávamos, estão na família, no trabalho, etc. Como você disse, são manipuladores, apelam para nossa generosidade e se aproveitam da bondade daqueles que querem ajudar e também dos que tem esperança de que a pessoa mude. Como no seu caso, que se fez de vítima e criou uma situação constrangedora para conseguir o que desejava...
      Já lidei com pessoas assim, demorei anos até perceber quem eram, mas felizmente um dia, eu vi a verdade. Antes tarde do que nunca, não é mesmo, que bom que você também se deu conta disso e que agora irá lutar para que seu filho tenha uma boa criação e também estará atenta para as atitudes dele com seu filho.
      Também tenho muito receio de lidar com estas pessoas, pois como você disse, são imprevisíveis, não sabemos até que ponto podem chegar para conseguir o que querem.
      Te desejo muita luz e força para seguir em frente, tenho certeza de que agora, sabendo com quem está lidando, as decisões serão mais conscientes e acertadas :)
      Tudo de bom pra você e seu filho :)

      Obrigado por vir participar e compartilhar conosco sua experiência, sem dúvidas será útil para os que aqui vierem :)
      Grande abraço!

      Excluir
  94. Samanta

    Procurei uma psicologa para conversar, ela me pediu que foce a um psiquiatra.
    O mesmo me diagnosticou como Anti-Social.

    Não aceitei o diagnóstico e procurei outro psiquiatra e ele não quis dar diagnóstico.
    Mas me receitou diversos medicamentos como Cetros, Cymbalta e outros e pediu para fazer acompanhamento psicológico.

    A questão é que, ao pesquisar sobre a doença, percebi que ela é uma descrição fiel do meu comportamento. E não importa quanta terapia, conselhos, orações, medicamentos. Minha cabeça continua na mesma linha.

    Já fiz tantas coisas erradas que qualquer um se arrependeria. Magoei todas as pessoas que passaram por minha vida porque as mantive enquanto eram úteis e depois descartei. Já havia me notado diferente do resto, e as regras não funcionam nem os princípios, o suposto arrependimento é só uma questão de ser pega.

    Antes que algo saia do controle, decidi não me relacionar. Sei que vou estragar, sei que não consigo ser o que as pessoas querem, não vou ter as reações que elas esperam e nem sinto por elas o que elas sentem por mim. Não converso com tios, pais, primos, irmão, absolutamente ninguém. Trabalho porque é necessário e lá desenvolvo minhas funções extremamente bem e parece que todos estão satisfeitos, mas não passa de uma máscara, eu preciso do dinheiro então faço o que eles esperam.

    Faz mais de ano que estou nessa de ficar no quarto. E do quarto para o trabalho e vice e versa. O dinheiro eu gasto comendo porque não tenho vontade de fazer nada com ele. Não consigo pensar pra frente. Me imaginar no futuro. Fazer planos, não tenho metas. Não sei o que estou esperando. Não sei o que estou fazendo. Não sei porque estou escrevendo nem porque estou chorando. Lágrimas não são sinal de sentimentos? Estou confusa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Linda, como vai, seja muito bem vinda :)

      Creio que talvez você possa achar um meio termo nas relações para não ter que se afastar totalmente das pessoas pois isso pode lhe causar uma depressão. Por mais que você tenha uma personalidade diferente e dificuldades para relações em geral, creio que o fato de você saber que errou e que magoou pessoas, já me parece uma coisa muito boa, sinal de que você sabe das suas limitações e do seu jeito de ser e se importa com os resultados destas condutas e está até protegendo as pessoas de passarem por isso ao seu lado.
      Pelo que percebi este isolamento lhe deixou cabisbaixa e sem motivação para ter metas e alegrias, quem sabe um profissional mais voltado para resolver questões internas como um psicoterapeuta de repente lhe ajude a encontrar um equilíbrio e assim não seria necessário o isolamento total , o que pode lhe deixar mais à vontade para lidar com as pessoas, mesmo que decida não se envolver com elas profundamente :)
      Mas isso é apenas uma opinião pessoal, não sou médica , é que eu já passei por isso, sempre fui distante emocionalmente das pessoas e vejo que sinto as coisas de uma maneira "torta", diferente do que consideramos normal. Durante um tempo fiz um isolamento total, pois achava que as pessoas apenas me enchiam o saco rsrs e que não tinham nada para oferecer e muito menos eu a elas, depois de fazer psicoterapia, encontrei um meio termo, ainda sinto que não tenho a profundidade que as outras pessoas tem, mas consegui me relacionar com algumas poucas de uma maneira mais saudável e isso me tirou da depressão que o isolamento causou, então de repente, pode lhe auxiliar também :)
      Desejo-lhe sorte e luz neste caminho da vida :) Grande beijo :)

      Excluir
  95. Anônimo19/3/13

    MONTE UMA BARRICADA MENTAL ANTI-SOCIOPATAS.

    ResponderExcluir
  96. Você se contentaria com pequenas melhorias nas relações?
    Como pode aceitar tão facilmente que, por algum motivo sou limitada, incapaz e apenas tenho que me acostumar com isso???

    Eu me afastei porquê pelas experiências anteriores sei que vai dar errado. Sei que vou decepcionar.
    Mas não aceito isso, não me contento com isso.

    Veja os comentários das pessoas que conviveram com gente do meu tipo...
    Estão traumatizadas, horrorizadas, todas com péssimas lembranças... e o único conselho que elas conseguem dar é: Fique longe de uma pessoa assim.
    E o que me corrói... é que... Eu não sei ser diferente, e não consigo aprender a ser diferente.
    Não porque eu me impus essa barreira, mas porque é como eu me sinto.
    Posso me comportar do jeito que eu quiser, inclusive é assim que faço para trabalhar.
    Atuo com perfeição.
    Mas no meu íntimo não consigo mentir para mim.
    A minha atuação convence os de fora, mas não a mim mesma.
    Eu sei como eu sou, eu sei o que eu penso, eu me entendo, mas não entendo porque...

    Eu choro sozinha, não de tristeza... mas por estar as escuras.
    Por saber que sou diferente, que faço mal as pessoas... as vezes sem intenção...
    Não tenho a sensibilidade que todos tem...
    Nunca medi palavras, ou deixei de fazer algo, ou usei sutileza para não magoar alguém... porque
    Não importa, Não faz a menor diferença o que os outros pensam, se estão bem, mal, tristes, felizes, mortos ou vivos, se são do meu sangue, se ontem me chamavam de amor, todos são descartáveis, todos são iguais, todos podem me ser úteis de alguma forma, e depois jogados fora.

    Eu já entendi o meu pensamento, o que eu não entendo é, porque eu, porque comigo, o que posso fazer além de me isolar. hummm e tem outra coisa, se você acha que eu me isolo só para proteger as pessoas, não é bem assim... rsrs me isolo porque as pessoas são extremamente chatas, e insuportáveis, e também porque alguns dos que eu joguei fora insensivelmente não compreenderam (o que era de se esperar) e tentaram me prejudicar, e alguns conseguiram... Então não foi produtivo para mim a forma com que se deu... me isolar é uma medida pensando também na minha segurança, e muito pouco no bem estar dos outros...

    Eu penso tanto, tanto, tanto, tanto, as vezes mergulho em várias explicações para o que está acontecendo... Encontro vários culpados para tudo... mas nada faz sentido.
    Que está de fora tem uma visão monstruosa de pessoas como eu.... Mas estão vendo facetas.. pedaços..
    Mas acho que o monstro de verdade, só eu consigo ver.
    É desesperante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Linda, boa noite,

      Percebi que minhas colocações anteriores não soaram muito bem para você. Não estou dizendo para se contentar com isso ou aquilo ou lhe sugerindo que se acostume com esta ou aquela situação.
      Também tenho minhas limitações, se o que lhe disse te pareceu ofensivo ou conformista, me desculpe.
      Simplesmente compartilhei contigo algo que aconteceu comigo, não no intuito de comparação e sim de sugestão e que de alguma forma, quem sabe, lhe seria útil, como procurar um profissional qualificado com quem você se sinta mais à vontade e também o que eu quis dizer é que, quando temos limitações, temos que aprender a viver e lidar com elas, se pudermos mudá-las e melhorar, que bom, se isso não for possível, como você afirma, creio que é interessante aprendermos a lidar com isso da melhor forma possível, se não encontrarmos uma maneira de adaptação ou mudança, algo ruim pode acontecer.
      Gostaria muito de lhe auxiliar de alguma forma, mesmo que fosse apenas trocando idéias e opiniões sobre o assunto, se você desejar, será sempre bem vinda. Infelizmente não tenho conhecimentos profundos nesta área para lhe dizer algo realmente efetivo ou lhe dar uma orientação eficaz. Apenas estou aqui como uma pessoa disposta a ouví-la sem julgamentos severos e preconceitos.

      Abraços e boa semana

      Excluir
  97. TODOS NOS SOMOS SOCIOPATAS DE ALGUMA FORMA, NATUREZA HUMANA.

    ResponderExcluir

Obrigado pela presença! É a sua participação que abrilhanta este espaço! Sinta-se em casa :)

emo-but-icon

Autora do Blog

Sobre a autora e o Blog Facebook Instagram Google Plus Twitter Image Map

Novas

Comentários

No Vrsam

  • …

    Postagens
  • …

    Comentários

Feed-se

Icon Icon

Serviços

Recomendação de leitura

Destaques do Mês

Google+

Facebook :)

Instagram

Amigos

item