Antipatia Gratuita - Nem te conheço, mas não vou com a sua cara...

"Todo conceito que o homem não modifica com sua evolução torna-se um preconceito, e os preconceitos acorrentam as almas à pedra da inércia mental e espiritual."(Wilsiane Santos)

Menina dando língua


Acredito que, a maioria de nós já passou ou irá passar por uma situação de aversão imediata com relação a certas pessoas.
Mal somos apresentados e, logo vem aquele pensamento: Meu "santo" não bateu com o dele(a)!

Esta antipatia gratuita, pode ser uma resposta íntima proveniente de nossa própria complexidade interior ou fruto de questões mal resolvidas.
Os motivos para que isso aconteça são muitos, geralmente os gatilhos são: inveja, insegurança, competitividade, possessividade, entre outros.
.
Às vezes, nos sentimos desconfortáveis diante de quem é muito parecido conosco, principalmente no que diz respeito aos defeitos. O oposto também acontece frequentemente, não vemos com bons olhos aqueles que são demasiado diferentes. 
Em alguns casos, inconscientemente rejeitamos os recém chegados em nosso meio acreditando que, talvez sejam uma ameaça e poderão tomar nosso lugar ou brilhar mais do que nós. 
Podemos até desenvolver este sentimento por alguém que nos confronta, nega algo ou tem qualidades que desejamos possuir.
Estudos também mostram que, não reagimos bem diante de uma pessoa muito virtuosa, possivelmente porque isso nos faz pensar, lá no fundo, em como somos imperfeitos.

No fundo, toda antipatia tem um motivo mesmo que não saibamos explicá-lo e, justamente por isso, esta é uma ótima oportunidade para refletirmos sobre estas razões e praticarmos o auto conhecimento a fim de dar mais um passo rumo ao melhoramento pessoal.
.
Nestas situações seria interessante refletir : 

- Possuo este defeito e por isso esta pessoa me irrita? 
- Eu gostaria de ser assim ? Estou com inveja? 
- Estou inseguro com a presença desta pessoa? Sinto-me ameaçado?
- Porque estou me sentindo assim? Tenho motivos para isso?
.
Estas reflexões sem dúvidas, são válidas para que, além de mudarmos em algum aspecto ou sermos mais tolerantes, possamos ter interações mais ricas e menos preconceituosas.
Quantas vezes nos precipitamos julgando alguém de imediato e, depois com o tempo nosso sentimento mudou? O que aconteceu? 
Talvez tenhamos percebido que as nossas inseguranças eram infundadas ou que tivemos uma impressão errada. 
Já em outros casos acontece o inverso, com a convivência vamos constatando que o outro nos incomoda cada vez mais. Mas, a questão que coloco hoje é quando esta aversão acontece sem que a outra pessoa tenha nos dado motivos plausíveis para isso.


De qualquer forma, é importante deixar a impulsividade de lado nesta questão, vamos tentar ser menos radicais e taxativos. Somos livres para não desejar  alguém em nossos círculos, não adianta forçar a barra em certos casos mas, às vezes, esta pode ser uma boa oportunidade para nos fazer mudar de idéia sobre aquele que nos causou uma primeira má impressão.
.
Quando não oferecemos esta segunda chance estamos sendo preconceituosos por julgar sem embasamento e, comodistas por estarmos sendo teimosos e relutantes diante de uma possibilidade de mudança pessoal.
Da próxima vez que nos sentirmos desta forma, seria bom fazer um esforço extra e procurar saber quais os motivos desta aversão e, também permitir que o outro se mostre. Se isso der certo, que bom, teremos mais uma relação interessante, se não, pelo menos ficará claro o que nos despertou este sentimento e não seremos injustos com ninguém.
..
Este exercício nos permitirá detectar, compreender e aprender com as diferenças ou semelhanças e quem sabe diminuir o mal estar inicial resultando no começo de boas interações.
.
Lembrando que esta é uma opinião pessoal sobre o assunto :)
Beijos!
.
"Se você não é capaz de dar uma segunda chance a para alguém, dificilmente terá a oportunidade de receber uma..."
(Marcelo Gonçalves)
.
Recomendo a leitura complementar : De onde vem a antipatia ? no Dona Giraffa
autora Autora

Mineira morando em Sp, geminiana, casada. Apaixonada por atividades físicas, já pratiquei natação, Taekwondo, Muay Thai, Kick Boxing, atualmente treino musculação e sou aprendiz de corredora :) Blogueira por amor. Este espaço foi criado com a intenção de interação e diversão, seja muito bem vindo(a)!

Recomendados

reflexão 7891569998718349748

138 comentáriosBlogger

  1. Sam,
    Dissertou com propriedade sobre a aversão gratuita. Acho que é isso mesmo, ninguém antipatiza com outra pessoa pq "minha áurea é cor de rosa e a dela é lilás." Antipatizamos por inveja, insegurança, ciúmes, ou o que a psicanálise chama de "projeção evacuativa por identificação, ou seja, aquilo que não aceitamos em nós, identificamos na outra pessoa e a discriminamos por isso.
    Muito bom esse tema.
    Beijokas doces e bom domingo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida, como vai ? Que bom que veio participar :D

      Depois de pesquisar sobre o assunto, achei super interessante os motivos que nos levam a ter esta aversão mesmo quando a pessoa ainda nem teve tempo de fazer nada para nos desagradar, de qualquer forma, sempre existe um motivo, assim como você disse, não esta de aura de tal cor ou santo que não bate :)
      Gostei muito da informação que nos trouxe sobre a psicanálise, realmente é isso mesmo, acabamos rechaçando quem dá sinais de ter alguma característica que condenamos em nós mesmo e aí, acabamos perdendo oportunidades de interações que poderiam ser construtivas :)

      Fico feliz que tenha gostado, obrigadíssimo pela presença e participação, grande beijooooooooo e bom domingão :D

      Excluir
  2. Sam, boa noite.

    Pois bem, eu já tive essa sensação várias vezes e não por maldade, porque somos assim mesmo, temos uma repulsa pessoal que parte do nosso eu.
    Engraçado que com o tempo, torno a pessoa neutra na minha vida, ou felizmente gosto dela de vez, não planejo arranjar inimigos, apenas gosto que pessoas da mesma índole estejam mais próximas, que distantes.
    Acho que dar a segunda chance é necessário, por muitas situações acabei dando, algumas pessoas vieram a me decepcionar, mas a maioria em questão soube usar de forma agradável a oportunidade, dando a mim bons olhos em relação a ela.
    É assim que aprendemos a lidar com os outros, independentes de suas características, sabemos que muitos também não irão com a nossa cara, mas não é por causa disso vamos ficar de bico amarrado para o mundo, podemos conhecer gente incrível quando nos damos uma chance de conhecê-las.

    Um enorme beijo Sam, tenha uma linda noite e um maravilhoso domingo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu adorei a aparência do blog, ficou lindo.

      Se cuide beijinhos...

      Excluir
    2. Oi Cla querida, tudo bem Flor ?

      Pois é amiga, eu também já tive e acredito que ainda vou ter esta sensação, em alguns casos eu fui bem radical e acabei não dando uma segunda chance para a pessoa, fui arrogante achando que "minha intuição" estava certa... Hoje em dia procuro ser mais aberta, isso realmente nos deixa expostos, como você disse, em alguns casos, acabamos nos decepcionando... mas felizmente na grande maioria, abrimos nossa mente e círculos para relações interessantes e construtivas :)
      Ótima sua colocação final, é assim que vamos criando nossos círculos e aprendendo a ser mais tolerantes e até melhorando como pessoa :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      Grande beijoooooooooooo e que seu Domingão seja ótimo :D

      Excluir
    3. Opaaa, que bom que gostou do novo visú, o antigo estava aqui a 1 ano já, não aguentava mais ele rsrs É bom dar uma mudada de vez em quando né :) beijosssssssssss

      Excluir
  3. Ei Sam ,

    Bom dia minha amiga,

    Que texto gostoso de ler e super verdadeiro,
    Eu mesma já agi diversas vezes sobre o que aparentemente eu via e sentia e no final me dei mal, e as vezes que eu pensei que tinha tudo haver me dei mal também. É algo que não sabemos explicar e por vezes nossas ações não correspondem ao que o nosso interior diz..O tal do meu santo não bate com o de fulano é o caos para grandes decisões erradas assim penso. O julgamento precoce e a não oportunidade de nos aproximarmos e tentarmos conhecer a fundo alguém. Claro que as vezes o coração não falha , a nossa tal "intuição" , mas as vezes precisamos sim de nos dar esta segunda chance e nos reconhecer também, para podermos reconhecer o outro.Somos tão falhos, tão cheios de defeitos e as vezes recusamos aceitar do outro.Precisamos sim, exercitar nossa ética, visão , sentimentos, e principalmente a boa convivência, tentarmos nos harmonizar com as pessoas e se não valer a pena, bom o "vá com Deus" é o melhor remédio e a consciência a maior platéia que nos parabeniza por havermos tentado...sem agirmos no impulso e no achismo , como eu disse em um texto que escrevi ontem "A coragem é a razão em ação, o impulso é a emoção sem a razão..."...

    Beijinhos minha linda amiga sorriso e um belo dia pra ti...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida amiga, como vai ? :D

      Que bom que gostou do tema, acredito que esta situação seja algo corriqueiro em nosso dia a dia, por isso achei interessante escrever sobre :)
      Assim como você também já agi por impulso e acabei sendo traída pelas minhas conclusões iniciais, em alguns casos as pessoas me surpreenderam de uma forma legal em outras me dei mal ;p
      Acho que se tivermos consciência do motivo fica bem mais fácil tomar decisões acertadas, já quando somos levados pela emoção sem raciocinar o porque de tudo isso, ficamos mais expostos a errar no julgamento.
      Como você disse, temos a escolha de deixar ou não certas pessoas em nossas vidas, algumas relações não são boas nem com 30 segundas chances rsrs
      Já sofri com pré julgamento alheio, por isso procuro ser menos impulsiva para não cometer com os outros os erros que cometeram comigo :D
      Sua frase final descreve lindamente o contexto da questão, adorei :D

      Amiga, agradeço muito sua presença e participação !
      Um super beijoooooooooooo e que seu domingo seja ótimo :D

      Excluir
  4. Comigo já aconteceu muito. Hoje procuro me policiar, principalmente no ambiente de trabalho, a gente tem a tendência de rejeitar o novo. Em alguns casos refleti e vi que era uma coisa minha mesmo, um pouco de insegurança e inveja, como vc falou.
    Ah, e essa questão dos defeitos, incrível, nunca tinha pensado nisso, mas concordo que não gosto dos meus defeitos, nem qdo os vejo nos outros.

    Adorei, Sam.
    Um grande beijo e um bom domingo pra vc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá Paty !! :D

      Pois é amiga, também ando tentando mudar pois sou muito impulsiva e radical neste tipo de coisa, mas depois de sofrer julgamentos errados por parte das outras pessoas, resolvi reavaliar isso para não cometer o mesmo erro do qual fui vítima :)
      Também logo me fecho quando vejo no outro os defeitos que possuo, mas estou me esforçando para ser mais tolerante e menos turrona rsrs

      Que bom que gostou, flor, obrigadíssimo pela presença e participação !
      Grande beijoooooooooooooo e um lindo domingo pra você e sua família :D

      Excluir
  5. Insegurança, você disse tudo. Nossas mágoas do passado turvam nossa visão de mundo e comprometem nossas relações futuras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ynot !! :)

      Perfeita sua colocação, creio que é bem assim mesmo, nossas vivências, principalmente as mais difíceis e mal resolvidas acabam influenciando nosso discernimento e prejudicando nossas relações...

      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      Um enorme abraço e que sua semana seja ótima :D

      Excluir
  6. Oi Sam, lindo texto reflexivo, pois é mesmo assim, as pessoas temem a si mesmas, sempre a si mesmas eu acho?!
    Amo ler postagens inteligentes que mostram cominhos, lindo isso!
    Parabéns!
    Abraços e um lindo domingo pra você!
    Ivone

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ivone querida, que bom que veio participar e gostou da postagem :)

      Pois é amiga, tememos nossas próprias sombras e acabamos projetando isso nas outras pessoas, o que prejudica nosso discernimento e relações...

      Agradeço muitos sua presença e participação !
      Um super beijoooooooooooo e que seu domingo seja ótimo :D

      Excluir
  7. Querida Samanta!!
    Que saudades eu estava de tu menina!! rsrs
    Que assunto bem abordado, completo, reflexivo e muito bem colocado. Isso me fez lembrar de uma situação quando todas as manhãs,quando ia ao trabalho de ônibus, no momento que uma moça descia do ônibus eu sentia uma raiva da criatura. Detalhe, nunca havia falado com ela. Lembrei então de aplicar as mesmas dicas que vc citou acima e... bingoo!! Quando eu pensei assim: eu sou assim também, pareceu que uma luz havia se acendido e que as coisas ficaram bem claras para mim. Na época eu usava um cabelo curtíssimo e odiava quando acordava pela manhã com ele em pé em algum ponto da cabeça. Pois bem, a moça, de cabelos curtíssimos, pegava no sono dentro do ônibus e ao sair, o cabelo dela havia sido marcado com o assento no qual ela sentava. Detalhe: NUNCA MAIS essa moça foi motivo de irritação gratuita para comigo.
    Por isso eu sei que as dicas deste texto podem servir para nos libertar desse tipo de antipatias gratuitas.

    Ufaaa, matei a saudade de ti Samanta!!
    Grande beijo de luz em teu coração amiga!!
    Seja feliz hoje e sempree!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá Edi !!!!! Que legal vê-la por aqui !!! estava com saudades também, como você está ? :D

      Eu simplesmente amei o exemplo que nos trouxe, uma situação corriqueira e simples na qual a pessoa não fez absolutamente nada, mas mesmo assim lhe causava aversão ! Olha que interessante isso ! Maravilhosa sua forma de lidar com a situação e se questionar ! Acredito que quando fazemos isso e descobrimos qual é a razão da antipatia, podemos ver mais claramente que em muitos casos, é algo irrelevante que não merece atenção e pode prejudicar nossas interações :)
      Uma coisa que aprendi quando fiz terapia foi exatamente isso, depois da raiz do problema detectada, vemos que a coisa é bem mais simples do que imaginávamos e podemos seguir mais leves nosso caminho :D
      Se pensarmos um pouquinho podemos ver que talvez estejamos sendo radicais demais, eu mesma já fiz muito isso, mas estou procurando melhorar, pois já tive no papel inverso e sei como é prejudicial :D

      Fiquei muito feliz que tenha vindo participar ! Obrigadíssimo pela presença e carinho !
      Muchos beijooooooooooooooos e que sua semana seja ótima :D

      Excluir
  8. Sabe SAM geralmente sou muito impulsivo,acredito muito nas pessoas e no meu eu também,mesmo com altos e baixos durante esta vida, com certeza tive muitos amigos(as) mas quando o SAnto não bate, não adianta dificilmente esta pessoa obterá minha confiança,diferente de vc que independente do que acontecer no futuro, será sempre lembrada como uma grande amiga online...abrçs...fuiiiiii

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querido amigo !!!!

      Assim como você também sou bastante impulsiva e dou muito crédito à minha intuição, mas depois de passar pela situação contrária e ser julgada erradamente, resolvi analisar melhor minhas próprias conclusões e ver se eu não estava sendo muito radical :) Em alguns casos realmente não adianta forçar a barra, mas em outros podemos ver que erramos na primeira impressão.
      O bom é quando é empatia gratuita né amigo, como em nosso caso, desde o começo nos demos bem, e com o tempo esta sensação boa foi só ficando mais forte :D Obrigado pelo carinho, a recíproca é verdadeira !

      Agradeço muito sua presença, valeu mesmo por vir prestigiar a postagem :)
      Um enorme abraço e que o domingo seja ótimo para você e sua família :D

      Excluir
  9. Oi, Sam! Gostei muito das perguntas que colocou para servirem de guia para entender os motivos da antipatia gratuita. Isso aconteceu algumas vezes, na adolescência, até eu começar a perceber que aqueles de quem eu gostava de repente eram capazes de "puxar meu tapete". Então comecei a pensar: "se me enganei em relação aos que eu gosto, posso me enganar também em relação àqueles que eu não gosto". A partir daí passei a administrar melhor esse sentimento de antipatia gratuita e hoje me dou a oportunidade de conhecer melhor essas pessoas, suas vivências, suas características e olhe, conheci muita gente boa assim.
    Eu mesma causo uma impressão de ser metida em algumas pessoas (já me falaram), que se impressionam quando percebem que sou super amiga e simples. Já imaginou se essas pessoas não me dessem a chance de me mostrar?
    Ótimas reflexões, um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bia querida !!! :)

      Que bom que gostou e achou válidos os questionamentos que compartilhei, acho que se analisarmos bem esta aversão imediata , talvez consigamos saber os motivos que a causaram e assim podemos tomar nossas decisões de forma mais acertada e racional :D
      Como disse, estamos expostos a nos decepcionarmos ou surpreendermos, mas felizmente temos escolha a respeito de quem vamos manter em nossas vidas, então, porque não tentar, não é mesmo ? :)
      Assim como você, ao vivo eu causo uma impressão bem diferente daqui da net, antes de ter intimidade com a pessoa fico praticamente muda e tenho nariz empinado, o que geralmente faz com que tenham uma impressão bem errada sobre mim, mas é que sou bicho do mato pessoalmente rsrs se não me dessem uma segunda chance... como disse, ia ficar difícil rsrs

      Obrigadíssimo pela presença e participação !!
      mega beijoooooooooooooo e boa semana :D

      Excluir
  10. Que bem colocado o tema por você. A antipatia gratuita reforça muito os preconceitos que todos nós temos (infelizmente).
    Acrescento uma outra causa já estudada pela psicologia, pode ser também transferência. É assim: a pessoa em questão lembra alguma outra de quem não gostamos ou que já nos fez mal. Aí, pimba. passa a ser antipática ou desagradável para nós. O parecer não é necessariamente visual pode ser gestos, expressões, etc.
    beijo carinhoso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Atena !!! Que prazer recebê-la :D

      Gostei muito do plus que nos trouxe sobre certos tipo de aversão, nos mostra bem como às vezes os motivos para isso são bem simples e contornáveis, se tivermos consciência do que aconteceu :) Já aconteceu comigo e só depois de um tempão é que me dei conta que não gostava da pessoa porque a voz me recordava de alguém que me fez mal... depois que cai em mim, a relação ficou bem mais fácil e eu me abri para a pessoa :) Um motivo bobo, que nem percebemos pode prejudicar nosso discernimento e nossas interações, não é mesmo :)

      Obrigadíssimo pela presença e por enriquecer a postagem com seus conhecimentos ;)
      Mega beijoooooooooooooo e boa semana :D

      Excluir
  11. Olha que coisa doida: nem te conheço, mas adoro voce!!!! rsss

    Samanta, uma vez na vida eu cometi este erro. Costumo sempre usa-lo como exemplo. Eu fui contaminada pela mente doentia de uma amiga que desprezava outra pessoa. Acho que aquilo seria um bullying. Um dia, num curso, eu vi esta pessoa ignorada, resolvi sentar ao lado dela por curiosidade e descobri uma pessoa maravilhosa que se tornou uma grande amiga. Nunca mais tomei as palavras de ninguem como se fossem absolutas verdades. Procuro nao ouvir e se ouvir, nao ouço.

    Beijosssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helloooooooooooo fadinha linda !!! Puxa, então somos duas ! nem te conheço mas adoro você, aliás tinha esquecido que não nos conhecemos pessoalmente, nem parece né :p que bom :D

      Gostei muito do exemplo que nos trouxe de sua própria vivência nesta questão, felizmente você se abriu e deu uma segunda chance à pessoa que lhe surpreendeu de uma maneira boa, isso nos mostra que uma aversão sem motivo aparente pode ser algo simples de resolver se tivermos consciência do que aconteceu e assim não seremos injustos e nem prejudicaremos nossas interações :D
      Às vezes agimos assim mesmo, tomamos "as dores" de alguém e não nos permitimos conhecer mais a outra pessoa e nem permitimos que ela se mostre para nós :)

      Fadita de ouro, obrigadíssimo pela presença !
      mega beijos estalados e boa semana :D

      Excluir
  12. Olá, Samanta!

    Adorei o texto!
    Ajudou-me entender a atitude de certas pessoas.
    Tenha uma linda semana!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jossara !! ;)

      Fico feliz que tenha gostado da postagem e que o texto tenha lhe trazido esclarecimentos úteis, quando entendemos certos comportamentos tanto nossos quanto das outras pessoas, as interações ficam bem mais fáceis e produtivas :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação ;)
      Grande beijo e boa semana :D

      Excluir
  13. realmente isso acontecer e muito
    muitas vez comigo
    e assim se cria
    uma barreira enorme.
    linda semana. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá !! :D

      Acredito que com todos nós isso aconteça frequentemente, o importante é avaliarmos bem a situação, assim não seremos injustos e teremos relações mais transparentes e sem melindres ;)

      Obrigada pela presença e participação !
      Grande beijooo e boa semana :D

      Excluir
  14. Oi Sam!
    Gostei da opinião e da sugestão do exercício. Estou vivendo uma situação desta, e não entendo o porquê. Vou me questionar com relação a figura kkkk
    bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida, tudo bem ?

      Que bom que gostou !! Acredito que todos nós passamos ou passaremos por isso, alguns amigos citaram motivos interessantes como quando a pessoa tem alguma característica de alguém que nos fez mal, etc, enfim, quando descobrimos os motivos, podemos agir mais conscientemente e até mesmo, mudar isso :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      Super beijooooo e boa semana :D

      Excluir
  15. Olá Samanta!

    Olha minha querida...
    Eu sou uma pessoa muita solta eu faço amizades
    do nada, às vezes até me prejudico por isto!
    Sou daquelas pessoas que quando está andando na rua
    vai acenando e sorrindo para todo mundo!

    Eu me lembro uma vez que quando eu fui a academia e vi
    uma senhora fazendo esteira e ela estava com o
    olho fixo em mim...ai pensei, ela quer fazer amizade...
    Então esboçei um sorriso e um aceno, tomei um fora,
    ela me fez cara feia e virou o rosto...rsrsrs

    Depois ela veio conversar comigo,
    eu conversei naturalmente, esqueci o acontecido!
    Percebi que ela era uma pessoa depressiva...
    Fazer o que né?
    Uma cara amarrada as vezes afasta as pessoas,
    mas eu não tiro conclusão imediata de ninguém!

    Este é o meu estilo, é o meu jeito 24hs por dia sorrindo!
    rsrsrsrs

    É claro que este meu jeito ás vezes não é bem aceito!
    Mas ninguém pode agradar a todo mundo!"Risos"

    Eu também sei ver qual a hora de deixar de sorrir
    e abraçar a dor de outro alguém, nesta horas
    não cabe um sorriso é claro!

    O seu texto está muito bem formulado e
    perfeito amiga!
    Nós nunca devemos achar isto ou aquilo de alguém,
    sem antes conhecer de fato esta pessoa!
    E as suas perguntas formuladas,
    para que se faça uma reflexão estão
    ótimas!
    É como se nós fizéssemos uma auto análise,
    para descobrir o porque de um sentimento de repulsa
    contra outro alguém!
    Meus parabéns pela ótima reflexão!

    Uma ótima semana para você

    Beijos e abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá Dany querida, como vai ? Que bom que veio participar !

      Gostei muito da sua visão sobre o assunto e foi muito legal ter compartilhado conosco suas experiências !
      Este episódio na academia mostra bem várias pontos da questão, quando ficamos fechados para novos contatos ou até mesmo quando somos mal interpretados pelas pessoas que sequer nos conhecem...
      Como você disse, as pessoas mais fechadas ou sisudas nos causa má impressão, mas creio valer a pena estarmos abertos para conhecer o outro melhor, às vezes a pessoa está num mal dia ou então tem um temperamento menos amigável :)
      Quando eu era mais nova era bem tímida e fechada isso acabava passando uma imagem de antipatia... Já depois que passei a ser mais sociável, alguns acham que sou falsa por ser simpática... pode isso ? rsrs As pessoas sempre são desconfiadas e tem alguma ressalva, o melhor seria ficarmos de coração aberto, isso nos deixa mais vulneráveis e expostos, mas nos proporciona belas oportunidades de fazermos amizades, não é mesmo :D
      Fico feliz que tenha gostado da postagem e das questões que compartilhei, às vezes quando sabemos o porque da aversão, ela perde o sentido ;)

      Obrigadíssimo pela presença, participação e carinho :D
      Mega beijooooooooooooo e boa semana :D

      Excluir
  16. Engraçado que é exatamente assim que acontece comigo, não sei pq, e na maioria das vezes nem tenho motivos pra isso mas tem pessoas que a gente ama na hora e outras a só de olhar vc sente que não foi com a cara dela.
    Claro que não me dou por vencida só pq não fui com a cara de tal pessoa, procuro conhece-la melhor pra ver se realmente tem algo de errado pra que eu me sinta dessa forma... Olha algumas raras vezes me enganei e adorei isso rs, adorei que aquela pessoa que a princípio me causou algum tipo de desconfiança me mostrasse que não havia motivos pra isso, mas devo admitir que mtas e mtas vezes eu percebi que a pessoa com quem me sentia assim realmente não era pra ser minha amiga e tenho isso como um aviso mesmo, é como se eu percebesse que aquela pessoa não vai ser minha amiga verdadeira e que por isso é melhor manter distancia.
    Seja como for to sempre aberta e disponível a novas amizades, amo me relacionar com as pessoas, adoro fazer novos amigos.
    Obrigada pela oportunidade e uma ótima semana pra todos.
    Bjim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá jack, como vai ? :)

      Acredito que com todos nós aconteça isso frequentemente, assim como você, minha intuição é boa, raramente me engano, mas já aconteceu de eu me enganar, e no pior sentido, achar que a pessoa era gente fina e no final me futriquei rsrs
      Isso acabou me deixando meio radical e desconfiada, mas estou procurando ser mais aberta e dar oportunidade para as pessoas, pois já sofri com isso, sendo julgada erradamente e não foi legal, quero dar uma segunda chance assim como a tive ;)
      Que bom que você se amntém aberta e disposta a fazer novas amizades, isso é muito importante para não agirmos injustamente ou perdermos oportunidades de fazer boas amizades e conviver com gente legal :D

      Obrigadíssimo pela presença !
      Grande beijoooooooooooo e boa semana :D

      Excluir
  17. Engraçado que é exatamente assim que acontece comigo, não sei pq, e na maioria das vezes nem tenho motivos pra isso mas tem pessoas que a gente ama na hora e outras a só de olhar vc sente que não foi com a cara dela.
    Claro que não me dou por vencida só pq não fui com a cara de tal pessoa, procuro conhece-la melhor pra ver se realmente tem algo de errado pra que eu me sinta dessa forma... Olha algumas raras vezes me enganei e adorei isso rs, adorei que aquela pessoa que a princípio me causou algum tipo de desconfiança me mostrasse que não havia motivos pra isso, mas devo admitir que mtas e mtas vezes eu percebi que a pessoa com quem me sentia assim realmente não era pra ser minha amiga e tenho isso como um aviso mesmo, é como se eu percebesse que aquela pessoa não vai ser minha amiga verdadeira e que por isso é melhor manter distancia.
    Seja como for to sempre aberta e disponível a novas amizades, amo me relacionar com as pessoas, adoro fazer novos amigos.
    Obrigada pela oportunidade e uma ótima semana pra todos.
    Bjim

    ResponderExcluir
  18. Grande coisa isso, também nem te conheço nem vou com a sua kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    claro brincadeira, quem não se encanta com esse sorriso da Sam ?
    Agora que isso acontece com todo mundo isso lá acontece, tanto o lado de sentir que o santo não bate como o contrário também, uma certa atração extra por alguém.
    Existe uma teoria de que é a primeira impressão a que fica, mas o que minha experiência de vida foi me mostrando, é que geralmente quem sofre mais esse tipo de má primeira impressão, são as pessoas tímidas, justamente as que precisavam daquela aproximação mais leve e carinhosa é que nos causam essa primeira impressão, talvez por permanecerem mais na delas, mais reservadas e arredias nós em um primeiro momento acabamos achando que estão ... hum digamos "nos esnobando" e daí essa má primeira impressão, mas acabei tendo grandes amizades com essas pessoas que no fundo são maravilhosas na sua maioria, aliás até casei com uma delas kkkkkkk.
    O outro tipo é justamente o cantrário, aquele que chega invadindo todos os espaços e já se achando a última coca cola do deserto kkkkkkkkkkk bom, estou falando claro da minha impressão pessoal e cada um deve ter um tipo ou tipos que lhes causem essa primeira má impressão.
    Bjos e uma ótima semana pra vc amiga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkk ai que susto Sérgiooooooo !!!! Ainda bem que é brincadeira, eu já ia lá no seu perfil saber porque você não vai com a minha cara hehehe Mas sabe que isso acontece muito, tem muita gente que não topa comigo, quando a pessoa me conhece bem, até entendo, mas quando não conhece, é sacanagem né :)
      Como você bem disse, as pessoas mais reservadas e tímidas sofrem mesmo com isso, pois muitos acabam achando que são antipáticas...
      Eu já fui bem radical com isso, mas como me enganei algumas vezes, estou tentando ser mais aberta e dar uma oportunidade a mais para as pessoas, depois decido se quero que continuem na minha vida ou não :)
      Cada um tem aversões resultado das próprias vivências, como colocou, acho que vale a pena analisarmos melhor para não sermos injustos :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      Grande abraço e boa semana pra você e sua família :D

      Excluir
  19. Oi Sam

    É isto mesmo, o que poucos admitem é que esta antipatia gratuita tem muito mais a ver com as próprias questões do que com as do outro, alguém que incomoda por deixar explícito as limitações de uma pessoa receberá dela resistência e repulsa. Quando isto acontecer poderá ser uma boa alavanca para o autoconhecimento, se pessoa aproveitar a chance para avaliar e analisar a origem do sentimento que o outro despertou.

    Sempre muito lúcidos e claros seus textos, Sammy!

    Beijos e ótima semana para você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Van querida, tudo bem contigo ? :)

      Pois é amiga, concordo contigo, na maioria das vezes a aversão é algo que resulta mais de nossas vivências do que do comportamento do outro propriamente dito. Achei interessante alguns amigos que ao analisarem a aversão perceberam que era algo até sem sentido como o cabelo, etc, então se analisarmos bem os motivos, pode até ser que vejamos que não existe razão para isso e assim estaremos abertos para uma nova interação que pode ser muito boa para ambos ;)

      Fico muito feliz que tenha gostado !
      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      Muchos beijosssssssssssssss e boa semana :D

      Excluir
  20. Oi Sam, como sou espirita acredito que a antipatia gratuita muitas vezes vêm de outras vidas. Você nunca conheceu alguém e imediatamente não foi com a sua cara? Podem ser sensações revividas, sensações que já foram experimentadas antes.Mas devemos reconhecer que nem tudo é resultado direto de vidas passadas, nem de orgulho ferido pela não aceitação das diferenças. Aqui no mundo virtual, sem conhecer pessoalmente gostei de pessoas que passaram uma energia muito boa.
    São sentimentos ou emoções que resultam num determinado tipo de energia.
    Eu sou timida,e sei que muitas vezes passo por outra coisa, custo a confiar nas pessoas, sigo a minha intuição mas na maioria espero sentir a energia que a pessoa me passa, seja ela boa ou ruim.
    Uma vida é pouco para fazer-mos tudo o que desejamos.
    Não é puxa saquismo mas sinto uma energia muito boa em ti, deves ser uma pessoa justa e honesta, além de muito bonita.
    Abraços
    Madalena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Madalena !!! Que bom recebê-la por aqui !! :)

      Gosto muito da doutrina espírita, a alguns anos frequentava assiduamente os centros e palestras, infelizmente depois que mudei de Estado, acabei ficando meio relapsa, mas espero um dia poder me disciplinar para continuar participando e gostei muito de que você tenha trago para nós esta outra visão da questão. Com certeza acredito que em alguns casos a aversão pode ser sim algo de outras vidas, mas como você sabiamente disse, é sempre bom analisarmos bem para distinguirmos os motivos corretos e assim não sermos injustos ou nos equivocarmos :)
      Como você também tem muitas pessoas no meio virtual com quem simpatizo de primeira, são pessoas transparentes que nos passam confiança e algo bom :)
      Quando eu era mais nova, também era bem tímida e fechada, e isso passa mesmo uma impressão errada, muitos acham a pessoa tímida antipática, por isso é bom sempre darmos uma chance da pessoa se mostrar mais :)
      Fico muito feliz em saber que mesmo pela telinha, lhe passo coisas boas, a recíproca é verdadeira :) procuro sempre passar para vocês quem sou com o máximo de transparência possível para que as interações sejam verdadeiras :)

      Obrigadíssimo pela presença, participação e carinho, seja sempre bem vinda :)
      Beijossssssssssssssss e uma ótima semana pra você :D

      Excluir
  21. Olá, Sam!

    Antes de comentar o seu artigo, preciso falar sobre o seu novo template: ficou fantástico! Você tem ótimo gosto e também uma ótima mão para tratar os aspectos visuais do seu blog. Com esta atualização, o Vida Real da Sam ficou ainda mais agradável para se visitar!

    Quanto ao artigo, é mais um daqueles merecidos puxões de orelha que você nos dá. Acho que todos nós já passamos por esta situação de não gostarmos de alguém antes mesmo de conhecer a pessoa. As explicações que você dá no artigo são uma boa pista para entendermos porque isso acontece e também para evitarmos que isso volte a ocorrer.

    Gostei muito das perguntas que você sugere que façamos a nós mesmos quando nos deparamos com essa situação: além de evitar a antipatia gratuita, ela também pode nos ajudar a nos conhecermos melhor. No final, somos justamente nós que ganhamos com isso!

    Parabéns pela escolha do tema e por abordá-lo tão bem! Gosto muito de ler os comentários e ver que você sempre acerta em cheio, pois muitos já passaram pelas situações que você descreve.

    Muito obrigado por compartilhar conosco suas experiências!!!

    Um abraço e, mais uma vez, parabéns pelo ótimo trabalho que você faz aqui!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adelson !! :)

      Estava ansiosa pela sua opinião, que ótimo saber que gostou do novo visual, o antigo estava no ar a 1 ano, já não aguentava mais olhar pra ele e queria desta vez algo mais claro :)

      Acredito que todos nós passamos ou iremos passar por situações como esta de aversão imediata, alguns amigos mencionaram motivos simples como cabelo, gestos etc, isso mostra que nem sempre os motivos são sérios ou corretos, por isso acho importante darmos uma analisada para não sermos injustos :)
      As perguntas vão nos dar o caminho para tentar saber se realmente esta aversão tem razão de ser, geralmente quando descobrimos o motivo, vemos que ele é banal ou algo fruto de nossas próprias vivências, e não culpa do outro, assim fica mais fácil interagir ;)

      Fico feliz que tenha gostado do tema e agradeço muito sua presença e participação !!
      Sua opinião é sempre bem vinda e muito importante pra mim :)
      Grande abraçooo e boa semana :D

      Excluir
  22. Boa tarde minha querida Samanta!
    Gostei muito do texto de hoje, assim como chegar ao blog!
    Nossa, ele já está diferente de sábado, quando o vi! Estava lindo naquele dia, mas hoje parece que ele suavizou mais ainda! Como você consegue essa façanha amiga? Parabéns!!!

    Seus escritos também me fazem refletir sobre o motivo de tantas vezes, sem qualquer situação anterior que motivasse, não gostamos de uma pessoa, só de olhá-la não é mesmo? Quando isso acontece, o problema está em nós mesmos! Caramba, muito interessante isso!

    Veja só, ao chegarmos a um consultório médico e sentar na sala de espera, imediatamente olhamos o ambiente e o semblante das pessoas. E logo procuramos nelas, alguém com o qual tentaremos uma simpatia à primeira vista..rsrs Eu sou assim, fico procurando uma cumplicidade no olhar que poderá trazer bons retornos ou decepções não é mesmo?
    São tantas experiências que podemos narrar, pois o tema escolhido por você hoje dá para render horas e horas de embates e trocas de experiências querida... muito bom mesmo!!!

    Sempre é bom estar aqui, ninguém consegue mais ficar sem os seus valiosos conselhos excelentes para reflexão!
    Um beijo grande e uma semana maravilhosa, afinal hoje ainda é só segunda né? rsrs Beijinhos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida amiga, como vai ? :D

      Ainda estou dando umas ajeitadinhas no blog até ficar 100%, sabe como é mulher né, adora uma frescurite kkkk Fico feliz que tenha gostado ! Eu gosto muito de personalizar o layout pra ficar a minha cara e ser exclusivo, dá um trabalhão, mas vale a pena, se precisar de algo, e eu puder ajudar, me fala :)

      Também sou como você, quando chego em um lugar fico sempre procurando alguém que pareça amigável e aberto a interagir, e quando observamos em volta, como você disse, sempre achamos as duas coisas, aqueles com quem simpatizamos e aqueles que nos causam aversão, e em alguns casos nem sabemos porque.
      Se procurarmos saber os motivos, podemos constatar que nem sempre são importantes ou racionais, e assim não perdemos oportunidades de fazer novas amizades e nem seremos injustos com ninguém julgando precocemente :D

      Amiga, agradeço muito sua presença, participação e carinho, é sempre uma alegria recebê-la por aqui !
      Muchos beijossssssssssssss e que sua semana seja ótima :D

      Excluir
  23. Sam, parabéns por ter deixado bem claro que "aversão gratuita" de fato, não existe! Existem nos$so sentimentos, nossa capacidade de se ver no outro. Engraçado é que às vezes a gente se olha, se vê no outro e não gosta do que vê - isso deveria nos dizer alguma coisa, né? ;-) E vc tbm tem razão sobre a importância da segunda chance (todos nós, um dia, vamos precisar dela, com certeza...).Parabéns pelo texto, pela coragem de abordar este tema tão delicado e pelo novo visual do blog! ;-)
    Bjo, querida - boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Shirley ! Que bom que veio participar :D

      Pois é exatamente como você disse, não existe aversão assim do nada, o que acontece é que geralmente esta impressão é baseada em nossas vivências ou como mencionou, algo de nós mesmos que acaba nos incomodando no outro :)
      Assim como gostaríamos que não nos julgassem mal de imediato, acho justo que também façamos isso pelas pessoas, quando refletimos sobre os motivos da aversão, talvez vejamos que não são tão importantes assim e podemos nos dar e dar ao outro uma oportunidade para boas interações :)

      Obrigadíssimo pela presença, carinho e participação, fico feliz que tenha gostado do novo visú, o outro estava no ar a 1 ano já, enjoei rsrs
      Grande beijo e uma linda semana pra você ! :D

      Excluir
  24. Realmente tudo o que você disse faz sentido. O que não faz sentido é quando a gente bota em cima do outro a culpa que é nossa, ou pior ainda, os defeitos que estão em nós mesmos.
    Sempre fui por aquele ditado: A primeira impressão é a que fica. Mas nem sempre é assim, precisamos conhecer as pessoas antes de julgá-las ou qualquer outra coisa assim.

    Como sempre, vou concordar com seu texto amiga querida =))

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olááá Vanda querida !!! :D

      Pois é amiga, as relações saem prejudicadas se culpamos o outro pelo que sentimos e se não damos uma chance da pessoa se mostrar, quando analisamos os motivos da aversão, às vezes percebemos que são banais e nem valem a pena ser considerados :) Em alguns casos a primeira impressão é bem errada e se ela fica, somos nós que decidimos :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação, flor !!
      Um beijãooooooooo e que sua semana seja ótima !! :D

      Excluir
  25. diz o ditado que a primeira impressão é a que fica,vencer a antipatia que algumas pessoas despertam em nós é um dos maiores desafios que temos como cristãos. O primeiro grande ensinamento bíblico é amar a Deus e o segundo, amar o próximo (Mc 12:30,31). Por este motivo resistimos em admitir um fato: todos nós já convivemos com pessoas que tivemos dificuldades de amar.As vezes um papo mais prolongado desfaz as más impressões.

    bju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Re, como vai ? Que bom que veio participar ;)

      Excelente sua colocação, conviver com quem gostamos é fácil, nossa oportunidade de crescimento e de sermos tolerantes e generosos está justamente em aprender a lidar com aqueles que nos causam mal estar ou aversão. Esta é a grande prova de um bom cristão e de um ser humano que procura sempre melhorar, evoluir e ser bom :)
      Como sabiamente disse, uma segunda chance e um bom papo ajuda bastante a desfazer esta má impressão que às vezes nem é culpa da outra pessoa e sim de questões internas nossas mal resolvidas. :)

      Obrigada pela presença e participação !
      Grande beijooo e boa semana :)

      Excluir
  26. Olá Querida Sam!!!

    Acho que todo mundo já passou por isso! E é uma sensação tão forte, não é?! Tem pessoas que, só de chegar perto, já dá aquele "choque". Gostei dos seus argumentos: inveja, insegurança, medo... sim, acredito também que tudo isso seja o ponto do iceberg. Sensato é se manter numa distância saudável quando o clima for realmente tenso. Eu tenho outras opiniões também mais voltadas para o lado espiritual da coisa. E acredito que, em todo caso, sempre é bom dar-se em algum momento a oportunidade de conhecer a pessoa. Ás vezes é uma primeira impressão equivocada. Ou ninguém nunca passou pela situação de odiar à primeira vista e depois amar loucamente, rs?
    Adorei o tema porque é algo que todos nós passamos e abre uma brecha para grandes reflexões.
    Beijos minha linda e cuide-se!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lidiane querida ! :D Que bom que chegou para conversarmos um pouquinho :)

      É bem assim mesmo amiga, existem pessoas que praticamente nos dão choque, como disse, uma sensação de mal estar, desconforto... Claro que muitas vezes temos motivos reais para isso, mas em alguns casos, são apenas projeções que fazemos, achei legal um caso que a Edi mencionou, ela tinha aversão de uma moça, e quando analisou bem, viu que era porque as duas tinham o mesmo tipo de cabelo e a moça não cuidava como deveria e o cabelo ficava "amassado" justamente como a Edi detestava que o dela ficasse ! Olha que motivo banal, mas que se ela não refletisse, iria continuar gerando aversão por nada :)
      Ás vezes quando descobrimos o motivo, vemos que nem é tão importante assim :)
      Por isso acho super válido dar uma segunda chance para a pessoa se mostrar mais, até nós mesmas passamos por isso, sempre tem quem não goste da gente sem motivo :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      Grande beijoooo e boa semana :D

      Excluir
  27. Esse é um assunto que sempre gera reflexões! tive uma bela leitura, valeu, bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vulcano !!

      Fico muito feliz que tenha apreciado a postagem, realmente é um assunto interessante e corriqueiro em nossas vidas, por isso vale a pena a reflexão ;)

      Agradeço muito sua presença e participação !
      Grande abraço e boa semana :D

      Excluir
  28. Olá Samanta,
    O fato de acolher ou repulsar uma pessoa, primeiramente diz respeito a nós mesmos. Se simplesmente meu santo não bater com o da Samanta, isso não me dá o direito de sair por aí falando a tordo e direito. Nossas atitudes em relação ao outro, diz muito o momento em que estamos vivendo, geralmente procuramos transferir para o outro aquilo de negativo que não queremos perceber em nós.

    Infelizmente a sociedade valoriza somente o que é bonito por aparências e padrões. No momento em que surge alguém diferente em suas idéias, atitudes e padrões que estamos habituados, transformamos em vilão.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nestor ! :)

      Perfeita sua colocação concordo contigo, esta aversão geralmente é ligada a alguma coisa em nosso íntimo, muito mais do que culpa da outra pessoa, e quando isso acontece, mesmo que persista, não nos dá o direito de fazer colocações ao nosso bem prazer. Realmente acredito que como você sabiamente disse, esta situação dependa do nosso momento e de projeções que fazemos, por isso é bom analisarmos bem, às vezes quando percebemos o motivo, vemos que nem é tão importante ou correto assim :)
      E sua frase final mostra bem como isso ainda é a algo frequente na sociedade e em nossas vidas, infelizmente :(

      Obrigadíssimo plea presença e por complementar a postagem !
      Um enorme abraço e boa semana !! :D

      Excluir
  29. Respostas
    1. Olá querido amigo, adorei o trecho do seu texto que nos trouxe, realmente mostra bem como esta situação é importante e como a escolha está em nossas mãos seja para analisar a aversão e dar uma segunda chance, tanto como também fazer um mergulho interior e tentar entender certas coisas.
      se nos fechamos para o novo ou temos preconceito com relação a algo, sinal que é hora de reavaliar nossos conceitos e tentar um melhoramento pessoal :)

      Obrigadíssimo pela presença e pela contribuição que complementou a postagem !
      Um enorme abraço e que sua semana seja ótima :D

      Excluir
  30. Oi Samanta. boa noite.
    Mais um artigo que vem muito a propósito nos tempos que correm. Não sou nenhuma "Santa" e tenho defeitos como todo o mundo. Porém, neste caso específico, aconteceu-me, precisamente, o contrário: já lidei com pessoas que, apenas olhando outra pessoa sem que ela abrisse a boca, vinham segredar-me ao ouvido: "Não gosto nada daquela..." E eu perguntava porquê mas não sabiam responder-me. E eu contrapunha dizendo que não ia desgostar duma pessoa desde que ela não me fizesse ou dissesse algo de mal, a mim ou aos meus.
    Eu é que tive de "desligar" não sei se para sempre, de familiares (lá está uma questão que levantou num seu artigo dedicado à família) que só visitavam a minha casa e a minha família para "encrencar" como se diz no vosso país. E até hoje não estou arrependida. Quando visitavam a nossa casa era apenas para criticar tudo e todos mas veio um momento em que tivemos de pôr um ponto final. Entrávamos quase em pânico quando nos ligavam a dizer que nos vinham visitar. Enfim! Mas também concordo que há pessoas para as quais olhamos e que, por qualquer motivo que desconhecemos, não simpatizamos. Mas quando não temos de lidar com elas no quotidiano isso não cria mal-estar e se me cruzo com elas na rua o que costumo fazer é mudar de passeio.
    Seu blog está de "cara lavadinha" e muito bonito. Já li todos os seus artigos os quais adorei. Posso lhe fazer uma pergunta um pouquinho indiscreta? A Samanta é escritora? É que escreve tão bem e sobre qualquer assunto que parece que a sua vida foi sempre escrever! Fico, deveras, admirada positivamente.
    Cá fico esperando o próximo.
    Bom resto de semana e um beijo grande.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá MaryLane querida, como vai ? espero que tudo bem :)

      Gostei muito do exemplo que nos trouxe, ele mostra bem como esta nossa aversão pode tomar rumos muito prejudiciais, pois algumas pessoas além de não questionarem os motivos disso, ainda tentam persuadir as outras desejando que também não gostem daquela pessoa... Você está certíssima em adotar esta postura de só tomar sua decisão quando tem um motivo sólido e verdadeiro.
      Assim como você, também me afastei de certos colegas e familiares, justamente pelo que mencionei na postagem da família, estes estavam presentes só quando era conveniente, mas para ajudar ou apoiar, nunca. Não vejo porque manter em nossas vidas quem só traz críticas e dissabores sem a intenção de ajudar, apenas pelo prazer de "encrencar" mesmo... O melhor é seguirmos nosso caminho, pelo menos eu penso assim :)
      E alguns casos, mesmo quando a gente tenta a aversão não muda, então acho que o melhor é fazer como você disse, deixar pra lá e não focar tanto nisso :)
      Fico feliz que tenha gostado da nova cara do blog, eu queria mudar para algo mais claro, e já estava com o visual antigo a muito tempo, estava enjoada dele rsrsrs
      Puxa, eu não sou escritora não, na verdade nem faculdade eu tenho, só fiz mesmo o segundo grau e depois disso, nunca mais escrevi até criar o blog, é aqui que vou aprendendo a me expressar e a escrever melhor :)
      É muito bom saber que gosta dos textos e que consigo passar a mensagem para vocês apesar das minhas limitações :)
      Agradeço de coração seu elogio, são incentivos assim que me deixam ainda mais motivada a dar o meu melhor para recebê-los sempre bem, como vocês merecem :)

      Obrigadíssimo pela presença, participação e carinho !
      Um super beijoooo e que sua semana seja ótima :)

      Excluir
  31. Oi Sam,
    O blog ficou ainda mais lindo com essa mudança,nossa tenho tanta vontade de aprender a mexer em outras coisas pra melhorar o blog,rsrs.
    Mais um texto riquíssimo,engraçado como de fato olhamos pra algumas pessoas e de cara não gostamos muito.
    Eu por exemplo,quando vejo que não rolou uma afinidade de cara fico um pouco com um pé atrás,mas nem por isso deixo de conhecer a pessoa,em certos casos a impressão inicial passa e em outros só faz aumentar mesmo.
    Ter preconceitos é realmente ruim ao iniciar um relacionamento,então tento tirar alguns pensamentos da cabeça até ter uma opinião sobre a pessoa.
    uma semana ótima pra vc,abração,=)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Suu, tudo bem ?

      Puxa que bom que gostou do novo visú ! Seu blog é lindo ! Tudo que faço aqui é seguindo o passo a passo de tutoriais que acho na internet, se precisar de algo ou quiser ajuda, me fale, vai ser um prazer se eu puder te auxiliar :)
      A aversão é muito frequente e realmente ficamos com um pé atrás, meios desconfiados quando isso acontece, mas você faz o certo e mesmo sentindo isso se permite conhecer mais a outra pessoa, desta forma pode obter mais informações para quem sabe, mudar de opinião e melhorar a interação :D
      Não é fácil, mas devemos seguir seu exemplo, tentar nos livrar dos preconceitos e permitir que o outro se mostre :)

      Amiga, obrigada pela presença e participação !
      Super beijo e boa semana ! :)

      Excluir
  32. Olá Samanta !

    Adorei a forma como abordou o assunto.
    Eu sou do tipo que quando não vou com a cara da pessoa eu não me engano não.
    Já vejo logo que é tralha e evito até de ficar perto.
    Abraço e sucesso sempre...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maurício, seja muito bem vindo !!

      Fico feliz que tenha gostado da postagem :) Também adorei seu texto sobre os tipos de blogueiros , muito criativo !
      Que bom que sua intuição é boa assim e acerta sempre, eu já tive problemas em errar de julgamento tanto para o bem quanto para o mal, achava que a pessoa era boa e ela era o cão, outras vezes achei que era má pessoa e era alguém legal hehehe então preciso sempre analisar bem quando me sinto assim para não ser injusta :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      Grande abraço e boa semana :D

      Excluir
  33. Olá querida Sam, tem mais uma perguntinha para incluir na sua lista:"Será que o outro não emitiu uma linguagem corporal que incomodou?" Mas essa faz parte das suas duas últimas perguntas, é apenas complemento.
    Estou lendo um livro que ensina que todos nós temos o "sexto sentido" latente, aquele que sente um algo mais não muito claro. No entanto as correrias da vida podem esconder esse sentido para algumas pessoas.
    O importante é recuperarmos o nosso e investigarmos os motivos das antipatias.
    Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Telma querida, como vai ? Fico feliz que agora está tudo correndo bem ao comentar :D

      Gostei da pergunta que acrescentou, sem dúvidas acredito que a linguagem corporal afeta muito nossa impressão, precisamos só ter cuidado de avaliá-la bem para não sentir aversão por uma linguagem que nos lembre de algo passado ou que não seja assim tão importante para não sermos injustos. Eu sou uma que observa muito a linguagem corporal, acho fascinante e me pego mesmo às vezes, não gostando de alguém por causa disso sem nem conhecer a pessoa, por isso estou tentando ser mais aberta :)
      Deve ser interessante este livro hein ! Adoro temas assim, vou procurar para ler também hehehe invejosa eu né kkk
      Valeu pela dica :D
      Como sabiamente disse , o importante é estarmos atentos e analisarmos bem as aversões :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      Grande beijooo e boa semana :D

      Excluir
  34. Boa tarde, Sam. Amei o texto e confesso que se dá exatamente assim.
    Somos na maioria das vezes pessoas julgadoras e as perguntas no texto fazem com que paremos para pensar muito bem sobre o que sentimos de verdade e buscarmos uma mudança interior que facilite o nosso convívio conosco e com o nosso próximo.
    Eu acredito que a empatia não se dá para todos, acho natural até uma não identificação que pode ter origem num olhar mal dado, numa palavra mal proferida e assim por diante.
    Creio que todos têm pessoas com as quais não sintonizam e se alguém não quiser estreitar laços, que seja.
    Quando a pessoa cede, dá uma oportunidade para o conhecimento do próximo pode encontrar ali um tesouro, ou vez em quando não!
    Penso que há de ter a liberdade da escolha.
    As pessoas são tão diferentes e quem eu amo de paixão pode não ter conquistado o seu coração e eu ficar surpresa pelo fato e vice-versa!
    Que as diferenças pessoais só não nos levem à banalização da vida, de resto, somos nós quem fazemos as nossas escolhas.
    Há quem diga que a antipatia pode ser até espiritual, não sei. E se for?
    De qualquer modo procurar viver bem é a melhor solução, quando não dá de jeito algum, que nos afastemos então.
    Quanto às pessoas que acreditávamos ter uma empatia eterna e depois virmos o oposto, digo que é TREMENDAMENTE TRISTE!
    Acreditar em alguém, confiar, se entregar e depois se decepcionar, é dor de punhal!
    Beijos na alma, e parabéns!
    Amo a sua presença no meu espaço com comentários sempre inteligentes e sensíveis, você se doa, e isso me agrada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Patrícia querida, fico muito feliz que tenha gostado do texto :)

      Como você sabiamente disse, é da nossa natureza ir logo rotulando as pessoas, mas quando vamos mais a fundo e analisamos este sentimento de aversão pode ser que vejamos que ele nem é tão importante assim ou então que foi equivocado :)
      Muitos boas as suas colocações, realmente todos temos escolha, em alguns casos, mesmo quando nos abrimos para a pessoa, percebemos que não vai rolar mesmo... Já em outras situações a interação fica cada vez mais rica e na maioria das vezes não dá para adivinhar como vai ser, somente se nos dermos esta oportunidade e também a dermos aos outros e pagar pra ver :)
      Se for legal, que bom, se não, seguimos nosso caminho, desta forma saberemos que não fomos injustos e nem precipitados ao decidir quem fica em nossa vida :)
      Já me surpreendi como você, das duas formas, em alguns casos achando que tudo era lindo e depois me lasquei, em outros, tinha ressalvas com a pessoa e no fim, acabamos criando uma amizade :D
      É mesmo triste quando erramos no julgamento e nos decepcionamos... Mas faz parte né, o jeito é curar a ferida e avançar assim que o coração aguentar :)

      O prazer é meu em participar do seu espaço, seus textos são viscerais e belíssimos, tocam na alma !
      Obrigadíssimo pelo carinho, presença e participação, enriquecendo a postagem com sua opinião :)
      Grande beijooooooooooooo e boa semana !

      Excluir
  35. Samanta, já tive essa antipatia inicial ao conhecer alguém! Porém muitas vezes foram sensações erroneas! A vida as vezes pode ser misteriosa. O que temos que saber é que as pessoas são diferentes e essa diferenças são atraentes!
    Beijos querida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria, que bom que veio participar :D

      Acredito que todos nós passamos por isso, e assim como você, já me enganei algumas vezes, por isso estou tentando ser mais aberta e dar ao outro a chance de se mostrar mais, assim posso decidir mais acertadamente sobre minhas relações :)
      E concordo contigo, todos somos diferentes e isso pode ser muito enriquecedor se não formos preconceituosos :D

      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      Super beijo e boa semana :D

      Excluir
  36. Pois é Samanta,
    Sempre tem uma que a gente não vai com a cara e incomoda. Mas como vc disse, precisamos nos adaptar a diferentes tipos de pessoas cada uma seu modo para não passarmos de antipáticos.
    Tem os invejosos e aqueles que são o sabe-tudo,é complicado mas temos que fazer a nossa parte. Terrível essa situação!
    Ótimo post querida.
    bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querido amigo, que prazer recebê-lo :D

      Realmente amigo, algumas aversões persistem mesmo após analisarmos bem a darmos uma segunda chance, aí o jeito é tentar conviver ou então deixar pra lá, não adianta forçar a barra nestes casos. Mas é sempre bom refletir sobre o motivo da aversão para não sermos injustos ou equivocados em nossas decisões :D

      Que bom que gostou ! Obrigado pela presença e participação !
      Grande beijooooooooooooo e bom restinho de semana :D

      Excluir
  37. Pois é Samanta,
    Sempre tem uma que a gente não vai com a cara e incomoda. Mas como vc disse, precisamos nos adaptar a diferentes tipos de pessoas cada uma seu modo para não passarmos de antipáticos.
    Tem os invejosos e aqueles que são o sabe-tudo,é complicado mas temos que fazer a nossa parte. Terrível essa situação!
    Ótimo post querida.
    bjs.

    ResponderExcluir
  38. Muito bom meu amor, acho todos já nos sentimos assim algum dia, nos dois lados da história.
    Tenho certeza que com as reflexões nesse texto farão as pessoas mudar a atitude quando perceberem que esta acontecendo.
    Beijos e parabéns !!!
    Te Amo !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii amor !!! Adoro quando você vem participar :D

      Que bom que gostou, realmente esta á uma situação corriqueira em nossas vidas, o importante é sempre analisar a aversão quando é aparentemente gratuita para não sermos injustos, algo que aprendi no Davi, é que quando descobrimos a raiz da questão, nem sempre é tão importante ou grandiosa quanto achamos :)

      Obrigado pela presença, sua opinião é muito importante pra mim :D
      Te amo ! Beijos da sua Elfa Pã *.*

      Excluir
  39. Boa tarde Samanta!!!
    Menina já aconteceu isso comigo algumas vezes, até que um dia ouvi um psiquiatra falar sobre o assunto e dentre suas palavras ele falou muita das coisas que você postou aqui. Então desse dia em diante agora sempre para e reflito quando esse sentimento aparece.
    Tenha um final de semana feliz e abençoado.
    Bjokas...da Bia!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Beatriz querida !! :D

      Pois é amiga, acho que todos nós já passamos por isso ou ainda vamos passar, é aquela coisa imediata ! Eu por exemplo era do tipo que se sentia isso, nunca mais chegava perto da pessoa, até que um dia, fiquei sabendo que sentiram por mim a tal aversão... Aí comecei a pensar, puxa se eu quero uma chance de mostrar quem sou, também vou fazer isso pelas pessoas, então resolvi pesquisar sobre o assunto e vi que quando questionamos a aversão, podemos ver que ela às vezes é até banal, aí as interações ficam mais fáceis :)
      Que bom que você também reflete antes de tomar suas decisões, assim corremos menos risco de sermos injustos :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      mega beijooooooooo e um lindo fim de semana pra você :D

      Excluir
  40. Particularmente eu não messo as pessoas pela aparência, porém é normal algumas atitudes de certas pessoas deixarem a gente um tanto desconfortável, nesta hora qualquer ser humano por mais virtuosos e que seja, sentirá certo grau de inveja ou admiração, o interessante que admiração pode ser tornar também aversão por motivo de inveja, acho do meu ponto de vista que todo ser humano deve ser mais grandioso e se ater em demostrar empatia para o seu próximo. Tenho um pensamento e uma visão mais ampla com respeito o que você nos escreve, temos uma vida tão curta baseada em 70 anos com certo grau de dignidade, depois do setenta ficamos muito velhos e decrépitos, desta forma e ponto de vista, não deveríamos ficar gastando tempo com mediocridades, tipo talvez esta, a eu não gostei daquela pessoa, acho que todos nós temos muito a aprender uns com os outros e devemos em vez de nos nivela-nos por sentimentos baixos, devemos fazer o que você falou Sammy: "ser menos taxativos", e se descobrirmos que a pessoa não tem as qualidades que esperamos que tenha, vamos tentar conviver e tirar o melhor dela, costumo a dizer que: "toda pessoa tem um lado bom que podemos extrair", sabemos que ninguém é perfeito e nesta respeito, extrair a pouca perfeição de cada um é o que nos levará a perfeição, não sou religioso, porém acho que o filho de Deus nos deu um pouco de seu amor, não julgou e perdoou até seus inimigos, trazendo muitos dele para seu lado, desta forma podemos seguir o seu modo de ser e fazer da mesma forma, deixar o preconceito de lado como disse mesmo a Sammy e demostrar empatia, altruísmo e amor genuíno aos nossos irmão, até porque se existe mesmo um CRIADOR lá no céu ele deve nos ver como seus filhos.


    Ótimo texto como sempre, fique com DEUS minha amiga e um grande abraço no seu coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querido amigo, que bom que veio participar !!!

      Fico feliz em saber que não tem estes preconceitos quando conhece alguém :)
      Como você bem citou, muitas coisas podem nos causar aversão, até mesmo a admiração, por isso é sempre bom analisarmos os motivos, às vezes percebemos que o sentimento é algo de nós mesmos, alguma questão mal resolvida etc, nem é culpa da pessoa :)
      Gostei muito da sua visão que compartilhou conosco sobre a brevidade da vida e de que devemos parar de perder tempo com bobagens, aproveitar mais, sermos mais abertos e tolerantes com o próximo. Sem dúvidas se tivermos esta consciência, teremos uma vida mais plena :)
      Como você sabiamente disse, todos temos algo de bom, e também temos nossas limitações, se soubermos respeitar as diferenças e sermos mais compreensivos com as pessoas, as relações serão muito mais ricas e construtivas :)

      Fico feliz que tenha gostado da postagem e obrigado por complementar com sua opinião :)
      Agradeço também a presença e participação :)

      Um enorme abraço e bom fim de semana :D

      Excluir
  41. Oi Samanta. É só eu demorar um pouquinho e o visual do blog muda totalmente? rsrs Adorei o texto e você tem razão, principalmente na reflexões que devemos fazer quando criamo antipatia gratuita. Mas, convenhamos, quem nunca passou por isso, né? Confesso que em algumas vezes tive razão, já em outras a pessoa virou um grande amigo ou amiga. Beijão e bom restinho de semana! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querido amigo !!!!

      Pois é Sérgio, mulher sabe como é né, adora mudar o visual hehehe o anterior estava aqui a 1 ano já, não aguentava mais olhar pra ele rsrs
      Fico feliz que tenha gostado da postagem, realmente esta é uma situação muito corriqueira em nossas vidas e assim como você também já me enganei com minhas impressões, por isso acho válido analisarmos melhor, assim não seremos injustos :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      Grande abraço e bom fim de semana :D

      Excluir
  42. Sua visita aqui e suas palavras são incentivo pra mim amiga, fica agradecida de coração.

    Beijinhos, ótimo final de semana amiga querida. (resposta do meu post)
    Adorei o novo lay Sam, o slide ficou show!! Você tem um gosto refinado.

    Beijokas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vanda querida, amei sua postagem, e não podia deixar de te parabenizar por sua conduta impecável e atenciosa na blogosfera ;) Obrigada por tudo viu ! :)

      Que bom que gostou do novo visú, o antigo estava aqui a 1 ano, enjoa né ? rsrsrs Valeu Lindona ! Beijosssss

      Excluir
  43. Você se colocou super bem e é bem assim, antes a gente tem que conhecer para depois julgar. beijos e linda semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Barbie querida ! :) Pois é amiga, o melhor é analisarmos antes de tomar alguma decisão, assim não seremos injustos nem preconceituosos :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      Grande beijo e bom fim de semana :D

      Excluir
  44. Sempre com bons conselhos Samanta. E creio que a maioria já passou por isso, eu inclusive já me arrependi de julgar alguns antes da hora. bjss.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rodrigo ! É sempre um prazer recebê-lo :)

      Que bom que gostou, também acho que todos nós já passamos por isso e assim como você, também já errei nos julgamentos, por isso atualmente procuro agir diferente e analisar melhor quando me sinto desta forma :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      Grande abraço e bom fim de semana !! :D

      Excluir
  45. Olá Samanta, ótimo artigo. Acredito que ser antipático é o princípio de ser arrogante e ignorante, acho que existem pessoas que têm potenciais incríveis e não expõem de forma tão clara publicamente, o que nos faz se enganar muitas das vezes que julgamos antecipadamente uma pessoa.

    Isso é um pouco natural, mas é bom saber controlar esses gostos e essas formas de julgar, precisamos enxergar as pessoas por o que elas realmente são e não pelo que elas parecem ser. Parabéns pelo artigo, gostei bastante do seu novo layout (ou "roupinha", rsrs).

    Até mais =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Iago, é um prazer recebê-lo aqui !! :D

      Fico feliz que tenha gostado da postagem, concordo contigo, às vezes a maneira da pessoa se colocar acaba nos passando uma má impressão, eu mesma passo muito por isso, ao vivo sou mais "quieta" e alguns acham que sou antipática... mas é do meu temperamento mesmo :) Já no virtual sou faladeira e alguns acham que sou falsa por ser simpática, enfim, enganos acontecem com todos nós, por isso é legal analisar a situação melhor antes de sermos injustos :)
      Como você sabiamente disse, melhor não julgar o livro pela capa :)

      Que legal que gostou do novo visual ! Obrigado :) O antigo estava aqui a 1 ano já, enjoei rsrs e queria algo mais claro :)

      Agradeço muito sua presença e participação !
      Grande abraço e bom fim de semana :D

      Excluir
  46. Bom domingo, Sam. Tinha de vir para agradecer o seu comentário em "SAGA".
    Amei. Ele foi simplesmente rico e lindo. Creio que nos parecemos em comentários, pensamentos e não precisa se desculpar por ter comentando do modo como queria, extenso.
    Amo comentários assim, são sempre bem-vindos!
    Fique sempre a vontade no meu espaço!
    Tenha uma semana feliz e abençoada!
    Beijos na alma!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Patrícia querida, tudo bem ? Acho esta forma de tratar seus leitores maravilhosa ! Que gentileza a sua vir até aqui agradecer e deixar suas palavras carinhosas, lidar com pessoas assim realmente me faz ficar cada vez mais encantada com a blogosfera :D
      Seus textos tocam na alma, sempre me identifico com o que escreve e você sabe se expressar com uma beleza ímpar, que nos conquista e envolve :) Acabei empolgando por lá e escrevi errado, mas acontece né, quando a gente comenta com o coração, de vez em quando deixamos de lado as formalidades :)
      Amei passar por lá, fico ansiosa para o tempo me permitir visitar os amigos e é sempre um prazer passar pelo seu espaço ! :)

      Agradeço de coração seu carinho e receptividade ! A recíproca é verdadeira ;) Muitos beijosss e que seu Domingo e semana sejam ótimos :)

      Excluir
  47. Oi Sam queridona,
    Obrigada pela retribuição da visita, que pena que não consegiu seguir, por que será???

    Bom, como tenho pensado nessa coisa de antipatia que as vezes é gratuita seja da nossa parte ou dos outros né? Confesso que sou uma pessoa tranquila mas acontece de não ir com a cara de alguém, só q quando isso acontece eu ja sei que são minhas anteninhas de vinil me avisando que é cilada rs.

    Tbm gostei muito do seu espaço e vamos ver se não perdemos contato mais e assim vamos trocando algumas idéias e dicas, estou precisando mesmo rs,
    manda seu e-mail pra mim se poder, o meu é: driandradec@hotmail.com

    beijos e uma ótima semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dri querida !!!

      Amiga, passei o fim de semana sem conseguir seguir nenhum blog, aí tentei o básico do básico que é limpar o histórico e cookies e deu certo rsrsrs Não sei o que houve, mas já fui lá no seu espaço e deu tudo certo :)

      Minha intuição também é boa, minhas anteninhas de vinil rsrs funcionam bem, mas já me equivoquei em alguns casos e também já se equivocaram sobre mim, por isso passei a ser mais analítica quando isso acontece para não ser injusta :)

      te enviei um e-mail, assim podemos papear mais :) Obrigada pela presença :)
      Grande beijoooooooooooo e boa semana :D

      Excluir
  48. bom, dou sempre uma passada aqui, porque seu blog e de enorme qualidade e nao so quantidade. Leio desde os artigos até cada um dos comentarios deles e pessoal ai emcima ja disse tudo.

    Geralmente quando não vou muito com a cara de alguém tem alguma coisa ai, mas já me enganei algumas vezes tambem.

    Vou dar um exemplo para vocês.

    Eu era noiva, quando meu ex noivo me contou (me contou quando ainda namoravamos)que ele ficava na epoca que me conheceu e que ainda nao namoravamos com uma menina.

    Eu nao gostei muito,ne, mas fazer o que nao tinhamos compromisso mesmo, so ficavamos quando isso aconteceu.

    Houve passado mais ou menos um ano a festa deste meu ex noivo, que na ocasiao ja estavamos com a data do casamento. Amenina me odiava e eu tambem nao ia com a cara dela nem um pouco se jogando p cima do meu ex noivo. Estava bebada, bebada, jogava o cigarro, puxava os cabelos, dancava se jogando p cima de nos dois que estavamos dancando mais ao lado... Nao houve quem nao viu... as brigas entre ele e eu comecaram... neste mesmo ano, em agosto fui a uma festa com ele. E adivinha quem estava la? ELA!

    Iamos embora, quando ela chegou e disse p meu ex q o aniversariante, quase irmao de consideracao queria falar com ele. e o menino realmente queria. ela conversou cmg, pediu desculpas, disse que nao ia msm com a minha cara nao. mas que ela tinha ficado mesmo com meu ex ,mas q gostava msm era do aniversiante que nao queia mais nada com ela que isso era mais p provocar o menino e tal...

    aceitei, mas fiquei muito com o pe atras.

    depois de alguns anos eu fui tirando o pe atras q tinha com ela. Hoje sou madrinha do casamento dela. Ela acabou depois de tres anos de casada perdendo o filho dela e nos somos muito amigas.

    Quando meu ex e eu terminamos ela foi tentando nos ajudar, mas ja nao adantava mais, a relacao tava deslacerada ja.

    Neste caso eu me enganei perfeitamente.

    A visao dela bebada, com os copos de cerveja e vinho, com o cigarrro, com o microshort, enfim... tive uma visao daquela menina, que hj tomou juizo. vc sabe, ne, samatha, sou Umbandista e ela virou evangelica, mas mesmo assim somos amigas :D


    Adoro seu blog! Contei um pedacinho da minha historia reforcar que muitas vezes nos enganamos mesmo. ou pegamos a pessoa em uma fase ruim e a julgamos

    Flor, um lindo dia para vc :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Priscila querida, como vai ? Espero que tudo bem :D

      Fico muito feliz em saber que gosta do espaço, seja sempre muito bem vinda, adoro conversar contigo :)
      Minha intuição também é boa, mas já me enganei, assim como você em certos casos :)

      Gostei muito do exemplo que nos trouxe da sua experiência, estas situações, ainda mais quando envolve o homem que amamos, sempre tem além da desconfiança, aquela pontinha de ciúmes, já passei por isso também.
      Eu tive um amigo de infância, e depois de adultos, nós namoramos alguns anos, mas depois que terminamos, continuamos muito amigos, aí ele arrumou uma namorada que me odiava, pois não entendia como podíamos ser amigos sem que rolasse "um clima", mas ela foi generosa e me deu oportunidade de me aproximar... no fim, ficamos muito amigas, eu ajudava os dois, e até saíamos juntos :)
      Hoje eles não estão mais juntos, mas minha amizade com eles continua :)
      Estas casos, tanto o seu quanto o meu mostram que às vezes podemos reverter a aversão e até mesmo perceber que os motivos não são muito importantes ou verdadeiros :) Assim, analisando melhor, corremos menos riscos de sermos injustos !
      Achei super legal que mesmo com as diferenças, continuam amigas e próximas !! parabéns as duas !! :D

      Obrigada pela presença e por complementar a postagem com sua experiência nesta questão :D Seu exemplo acrescentou muito e nos faz ver a importância de sermos cuidadosos nisso :)
      Um beijãooooooooooooooooo e que sua semana seja ótima !!

      Excluir
  49. o meu pai, agora que vi,acho falo demais rsrs tenho que aprender a escrever pouco rsrsr

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Priscila, aqui no blog a política é outra, quanto mais escrever para conversarmos, melhor !!! Adoro trocar experiências e papear com vocês !!! escreva quanto quiser :D Muchos beijosssssssssssssss

      Excluir
  50. Olá!Boa noite!
    Tudo bem, Sammy?
    ...gostei do novo visual, e dos questionamentos compartilhados! Tmabém, penso que sempre vai existir motivos, reais ou idealizados, para a antipatia gratuita!Eu creio que a primeira impressão, é apenas uma. Mas não vai ser ela que vai ditar quem é e quem não é você.
    Quando se conhece alguém, o nosso olhar para a pessoa é em parte uma transferência nossa. E só o tempo vai mostrar tanto a nós quanto ao outro, uma imagem mais clara e sem tantos pedaços nossos(aqueles NOSSOS motivos) que se juntam ao outro...
    ah...é verdade! Vivemos numa "correria desenfreada", e muitas vezes, tanto eu como vc, mal conseguimos visitar um ao outro...entendo e espero que você também!
    Obrigado pelo carinho das suas palavras!Fiquei muito feliz, por vir de uma amiga, que considero bem "centrada" e inteligente!Agradeço de coração!
    Boa quarta feira!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querido amigo, tudo bem sim e contigo ? :)

      Aproveito para lhe dar novamente os parabéns pelo níver do blog ! desejo-lhe tudo de bom neste meio e fora dele e que continue conosco por muuuuito tempo :D

      Fico feliz que tenha gostado do novo visú, o outro estava no ar a 1 ano já e enjoei rsrs mulher sabe como que é né hehehe

      Adorei suas colocações, também acredito que a primeira impressão é apenas uma das impressões, mas que isso não vai e nem devemos deixar que dite quem somos ou quem é a outra pessoa :)
      E você tem toda razão, este contato inicial ainda é muito impregnado de "nós" por isso não devemos levar a aversão a ferro e fogo (eu era assim, bem radical...) porque isso pode nos levar a sermos injustos em nossas decisões :)

      Pois é amigo, difícil conseguirmos conciliar esta atividade que amamos com nossos afazeres, não é mesmo ? Quisera eu poder visitar os amigos todos os dias... Mas sempre que dá, apareço com muito gosto, adoro :) e seja sempre bem vindo a qualquer hora por aqui também, viu :)

      Obrigadíssimo pelo carinho, presença e participação !
      Grande abraço e boa semana :D

      Excluir
  51. Pois é, este é o tipo de situação que acontece com todo mundo, e quantas vezes percebemos que o outro é que não foi com a nossa cara de graça também? Muito importante o que você falou sobre a segunda chance porque já é um pensamento aceito por todos o de que "a primeira impressão é a que fica". Bjs e adorei sua visita lá no blog! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Hannah, seja muito bem vinda !!!

      Conheci teu blog pelo da Lidiane que estava de visú novo e como gostei, fui lá conhecer seu espaço e adorei ! Parabéns ! Seu trabalho e conteúdo são ótimos, foi um prazer participar :)

      É como você disse, a aversão tem seus dois lados e existem aqueles momentos em que o alvo somos nós, por isso é importante esta segunda chance e uma análise melhor, assim não seremos injustos e nem injustiçados com uma primeira impressão ruim :)

      Obrigada pela presença e participação, sinta-se em casa :)
      Beijosss e boa semana :D

      Excluir
  52. Amiga querida, tem post comemorativo no blog, ficarei mega-ultra feliz se você participar, te aguardo com carinho =))

    www.planetadablogueira.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Amiga queridaaa, opaaaaaaaaa, claro que vou !! Festa é comigo mesmo hehehe e ainda mais quando é de alguém que gosto :D Obrigada pelo convite ! beijosssssssssss

      Excluir
  53. O Planeta é nosso sim Sam!!! Fico muito feliz com suas palavras, digo o mesmo, são pessoas como você que fazem a gente sempre querer continuar blogando!!
    Tim tim!!! Só faltou a champanhe amiga rsrsrs.
    Beijokas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lindona !!! É um prazer comemorar contigo esta data tão especial !!! E olha que sem champanhe eu já escrevi errado lá, imagina se tivesse bebido mesmo huiahuia Tim ! Tim ! amiga, tudo de maravilhoso pra você :D beijosssssssss

      Excluir
  54. Oi!
    Tão complicado né Samanta? Olho para vc e nem sei sua história, e te excluo, discriminando, preconceito!
    O pior ainda acontece quando, além disso, prejudica-se o outro de alguma forma ou trata-o mala...acho tão estranho isso!
    Essa coisa mal resolvida do 'eu'... o pior que a pessoa nem percebe!
    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida, tudo bem ?

      Pois é amiga, complicado mesmo ! Confesso que já fui muito radical, confiando totalmente na minha intuição ou na primeira impressão, mas com o tempo vi que em alguns casos me enganei feio ! por isso estou tentando ser mais aberta e deixar as pessoas se mostrarem mais, assim como gostaria de ser tratada :)
      E é bem como você disse, em alguns casos, passa desapercebido, por isso é legal dar uma analisada na situação ;)

      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      Mega beijoooo e bom restinho de semana :D

      Excluir
  55. Olá Sam!!
    Nossa seu blog está mega lindo, sempre superando minhas expectativas... rsrs
    Esse é um assunto muito interessante, quantas vezes julgamos sem conhecer, já passei muitas vezes por isso, muitas pessoas nem queriam falar comigo porque tinham montado uma pessoa completamente diferente é depois com o tempo percebeu que estavam enganados. Eu não julgo, porém já aconteceu de sentir que não gostava da pessoa por algum motivo é ignorei esses pensamentos somente pra depois notar que a pessoa me tratou mal quando tentei aproximar, desde então eu espero que venham conversar comigo, mantenho os olhos bem abertos, porque realmente sinto quando não gosto de alguém, prefiro me afastar de pessoas assim. Sei lá acho que com o tempo fiquei rancorosa e penso muito antes de manter alguma relação, sabe às vezes as pessoas são falsas é na sua frente são uma pessoa e por trás é só paulada, por isso não confie cem por cento, de uma chance pra se conhecerem melhor é depois defina se vai ou não com a cara do fulano. E realmente tem pessoas que não gostam dos outros por medo de perderem seus brilhos. Por inveja isso acontece é muito, no entanto eu acho que se somos especiais ninguém vai conseguir fazer da gente menor, podemos sim confortar e enturmar alguém novo na turma, quando se é considerado nada muda só adiciona uma nova aventura. Começo de coisas boas.
    Adorei o assunto, como sempre arrasando em suas opiniões, é difícil a cada posto não se identificar. Mega parabéns.
    Nossa você passa por cada uma, ainda bem que superou seu passado são todas as intrigas que fizeram com você, é tão bom quando conseguimos superar os problemas e seguir em frente, é fico tão contente quando leio suas respostas é vejo que está pronta pra ajudar. É mesmo não podemos nós envenenar por causa dos outros é só que às vezes a vida nós pega de surpresa é demora até que todas as cicatrizes fechem. O bom que os acontecimentos ruins nós fortalecem de uma forma boa. Vou sim superar. É muito obrigada por ler é me apoiar em tudo, agradeço a Deus por você existir.
    Bom o problema com as imagens no blog que acabei deletando também sem querer “depois que percebi isso”...rsrs Vou demorar pra concertar, sabe é preguiça, cansaço, o que preciso mesmo é dar um tempo até que esteja com minha cabeça no lugar.
    Obrigada mesmo por tudo.
    Beijokas é tenha um final de semana perfeito.
    Ah é sua mãe é tipo muito hilária vi a foto dela, nossa muito moderna... rsrs
    O Blog está lindo, não me canso de olhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiiiii amiga querida, tudo bem contigo ??

      Que bom que gostou do novo visú, aquele antigo já estava aqui a 1 ano, enjoei hehehe e estava a fim de algo mais "claro", aí escolhi este :) E você mudou a foto de perfil heinnn, preciso atualizar nos meus Top comentaristas :D

      Seu exemplo mostra bem como às vezes nos deixamos levar por uma aversão que nem sempre é fundamentada e perdemos assim, oportunidades de conhecer alguém legal.
      Eu confio bastante na minha intuição, e era bem radical quanto a isso, mas hoje em dia estou mais maleável e deixo a pessoa se mostrar mais, mas como você bem disse, sempre analisando e observando para não ser pega de surpresa no mal sentido também né, afinal o seguro morreu de velho hehehe
      Infelizmente temos mesmo que ser desconfiados, e mais racionais nas nossas relações, estamos cercados de pessoas falsas e algumas até maldosas como conversamos na outra postagem, então o jeito é encontrarmos um equilíbrio, dar uma oportunidade mas sem sermos "bobonas" para não sofrer futuramente.
      Assim como você acredito que grande parte das aversões que as pessoas sentem é por sentirem inveja ou então acharem que tal pessoa é uma ameaça. Isso é algo que tem que ser trabalhado na própria pessoa, pois tem relação com a segurança e auto estima. Se estivermos cientes do nosso valor, com certeza não ficaremos tão na defensiva :D
      Sabe amiga, sou uma pessoa comum, cheia de defeitos, não sei porque algumas pessoas invocam com a minha cara kkk mas faz parte né, dói muito, mas com o tempo vamos aprendendo a lidar com isso e nos tornamos mais fortes e mais espertos. Isso é triste porque nos custa nossa ingenuidade... acabamos ficando rancorosos e desconfiados... mas, enquanto a diversidade de caráter humano estiver em evolução, é a única forma de nos protegermos...
      Espero que você não tenha muitos problemas com isso, mas se tiver, tenha uma certeza no seu coração, isso passa ;) E não deixe que isso envenene você ou mude sua essência que é bonita e sincera :) A gente sofre nos tropeços, mas, como você disse, isso nos fortalece e faz crescer :) e aprendemos a selecionar melhor quem mantemos em nossas vidas e ao nosso redor ;)

      Puxa, eu fiquei apreensiva quando vi sua msg querendo deletar o blog, não faça isso não ! problemas surgem mesmo, e realmente é um sacoooooo ! quando fiz isso aqui, até chorei de ódio ! eram mais de 100 postagens com várias imagens cada uma e eu nem lembrava mais quais eram as imagens... aí tive que repor uma por uma... nossa, que chatura isso ! Mas no fim foi bom porque organizei e padronizei os formatos, aí ficaram mais bonitinhas que antes rsrs
      Mas olha... eu fiquei semanas fazendo isso todo dia até acabar... affffffff
      Vai fazendo devagarinho, quando tiver um tempinho, e quando você se der conta... pronto ! acabou :D

      hehehe viu minha mamys ? Ela é super moderna, luta Jiu Jitsu, faz academia, é presidente de uma associação de proteção aos animais, quero chegar na idade dela assim, cheia de energia :D afinal a vida é curta né, temos que aproveitar :D

      Amiga, fico muito feliz que tenha vindo, achei que não viria por causa dos problemas e por estar muito atarefada, mas agradeço muito ter vindo mesmo assim para conversarmos, e precisando de alguma coisa, me chame heinnnnnn :D
      Muitos beijosss e que seu fim de semana seja ótimo !!

      Excluir
  56. Concordo com você, ás vezes por puro medo, insegurança ou até mesmo complexo de inferioridade deixamos de conhecer pessoas incríveis que poderiamos aprender muito com elas e também ensinar...

    Beijinhos!

    Moda Ponto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rafaella, seja muito bem vinda !! :D

      É exatamente como você disse, a aversão em muitos casos surge por medo, insegurança e complexo de inferioridade, isso mostra que nem sempre a culpa é da outra pessoa, por isso é importante analisarmos bem os motivos para não perdemos bos oportunidades de conhecermos pessoas que podem agregar à nossa vida :D

      Obrigada pela presença e participação !!
      Grande beijooo e bom fim de semana :D

      Excluir
  57. Acho que todo mundo já teve uma reação do tipo. Muitas pessoas já chegaram em mim depois de me conhecer dizendo algo como "antes de ti conhecer não ia com sua cara" ou "não gostava de vc de jeito nenhum, mas agora vi que você é gente boa". Acredito que isso seja uma reação normal de todo o ser humano.

    Otimo trabalho. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pedro Victor :)

      O exemplo que nos trouxe de sua própria vivência mostra bem como às vezes esta aversão é equivocada, por isso é sempre interessante darmos uma segunda oportunidade à pessoa e analisar bem quais os motivos que nos levaram a nos sentirmos assim. Desta forma, corremos menos riscos de sermos injustos :)

      Obrigado pela presença e participação !
      Grande abraço e bom fim de semana :D

      Excluir
  58. Olá Samanta,

    Você focou o tema com muita propriedade.
    Já fui pré-julgada por parecer antipática e depois tal situação foi confessada pela pessoa que se desculpou, dizendo que eu era completamente diferente do que ela havia pensado.
    Creio que quando a antena da antipatia é ligada convém refletirmos mesmo antes de qualquer postura de desagrado. Ninguém deve ser julgado à primeira sensação. É preciso conviver e procurar detectar se os sinais procedem ou não, caso contrário poderemos estar perdendo a oportunidade de construir ótimos relacionamentos.

    Ótimo final de semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vera querida !!! Tudo bem ? :)

      Fico muito feliz em saber que apreciou a postagem, acredito que este tipo de situação aconteça com todos nós vez ou outra :)
      O exemplo que nos trouxe mostra bem como podemos nos equivocar "de primeira" e por isso é importante analisarmos os motivos que geraram a aversão, para não sermos injustos e nem perdemos oportunidades de conhecer pessoas legais :)
      Como você sabiamente disse, é preciso conviver um pouco para ter uma opinião mais acertada sobre o outro para que isso não atrapalhe nossas relações :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      Super beijoooo e bom fim de semana :D

      Excluir
  59. Antipatia realmente é um caso sério, pois sempre vejo casos do tipo, e posso afirmar, acaba de qualquer forma sempre causando um pequeno mal estar... Eu particularmente já enxergo esse tipo de comportamento como uma tremenda falta de educação... Por quê? Todos nós, antes de tudo, devemos ter conosco a todo o momento, a “educação PRIMÁRIA”, ou seja, a educação de berço... Aquela que aprendemos antes da escola (dentro de nosso lar) atrás de nossos Pais...

    Por mais que uma pessoa a primeiro momento, “não vá com a cara da outra”, isso não quer dizer que ela tem que demonstrar isso (expor isso) para as demais pessoas presente... Não custa nada ela guardar isso para ela mesmo, a fim de dizer um bom dia ou boa tarde apenas...

    ...não precisa fazer mais que isso, já que tal presença não lhe agrada...

    ...sejamos discretos e no mínimo educados...

    Abraços,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcello, tudo bem ? :)

      Gostei muito do seu ponto de vista, esta questão que nos colocou realmente é super importante. É preciso que sejamos sutis nestes casos e coloquemos a educação e o respeito em primeiro lugar, aliás como deveria ser em qualquer tipo de interação. É mesmo muito desagradável quando alguém externa esta antipatia, e até mesmo, como você mencionou, fica dizendo o que sente para todo mundo, sem dúvidas é um comportamento leviano...
      Todos nós passamos por isso e em alguns casos, a aversão não melhora, então o mais acertado a fazer é seguir sua dica, prezar pela boa educação, um cumprimento e pronto :)

      Obrigadíssimo pela presença e por complementar a postagem :)
      seja sempre muito bem vindo ! Grande abraço e boa semana :D

      Excluir
  60. Perfeita e precisa reflexão desta coisa que nos acomete dos dois lados.Quando não nos permitimos ser conhecidos ou conhecer o outro, incorremos neste sentimento, que bem disse,muitas vezes infundado.
    É comum as pessoas criarem as barreiras seja por defesa e ou medo e assim há a vulnerabilidade para instalação da antipatia.
    Cumpre vigiar e ter uma relação mais leve e prazerosa.
    Gostei Sam.
    Abraço mineiro de paz e luz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Toninho, estou adorando conversar mais contigo, que legal da sua parte participar em vários artigos ! preciso lhe confessar, eu adoro conversar, então cada visita de vocês é uma alegria :)

      Concordo totalmente contigo, é isso mesmo, quando nãos nos permitimos conhecer os outros ou nos mostrarmos, acabamos ficando mais propensos a errar nosso julgamento e assim prejudicar o começo do que poderiam ser boas relações :)
      Realmente o medo e a necessidade de se proteger pode também turvar nosso discernimento nesta questão, por isso é importante analisarmos bem os motivos reais destas aversões :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação !
      Grande abraço e bom fim de semana :)

      Excluir
  61. Nossa! Que reflexão profunda! Concerteza já passei por isso, e tive que mudar alguns de meus interesses para não prejudicar-me e nem prejudicar a outra pessoa, e para falar a verdade Samanta, não é fácil simplesmente aceitar ou fingir que nada está acontecendo nessa situação (principalmente quando essa pessoa faz alguma ''coisa'' para você de ruim), mas mesmo assim (como seu artigo deixa bem claro) devemos lutar para deixar esses sentimentos de lado pois do outro lado também bate um coração, parabéns pelo artigo e um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Arthur, como vai? :)

      Realmente quando a pessoa nos dá um motivo, fica muito difícil contornar a situação, mas creio que aí a antipatia não é mais "gratuita" e temos algo para embasar nossa impressão e sentimentos. Já quando a antipatia é gratuita, muitas vezes analisando a situação percebemos que não há motivos para esta aversão, aí sem dúvidas fica mais fácil conviver com a pessoa e estabelecer vínculos.
      Já quando fazem algo que nos prejudica ou magoa, é complicadíssimo ter que continuar tendo contato com esta pessoa, e em alguns casos como no trabalho, ter que agir como você mencionou, aceitando ou fingindo que está tudo bem, isso é extremamente desgastante e estressante :( Pena que nem sempre temos escolha e o jeito é conviver com isso :)
      Mas quando a aversão não tem motivos plausíveis para surgir, podendo ser algo de nosso próprio interior, aí fica mais simples de nos relacionarmos e quem sabe até podemos fazer uma boa amizade com esta pessoa que nos causa uma primeira má impressão ;)
      O bom é sempre analisar a aversão quando ela não tem muita razão de ser para não perdermos boas oportunidades de interação :)

      Obrigadíssimo pela presença e participação, seja sempre muito bem vindo :)
      Grande abraço e boa semana! :)

      Excluir
  62. Respostas
    1. Olá Gabriel, que bom que gostou :) Obrigado pela presença, grande abraço :)

      Excluir
  63. Olá Samanta, gostei do tema ANTIPATIA. Parabéns pela iniciativa de falar sobre o tema. Eu, também, organizei uma discussão sobre o tema há alguns anos e agora publiquei no meu blog. Traz as opiniões de algumas religiões que até agora consegui reunir, por isso, gostaria de convidá-la a conhecer: http://algomaior.com.br

    Dá uma olhada e me retorne.

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Renato, tudo bem?

      Fico feliz que tenha gostado da escolha do tema :) Passei rapidamente pelo site indicado e vi que a sua abordagem é muito rica e interessante! Como estou no trabalho, não pude ler os textos de cada religião por completo, mas assim que acaber meu horário, vou conferir. É sempre bom sabermos mais sobre um assunto, ainda mais com esta riqueza e profundidade do conjunto que nos ofereceu, elaborado com várias visões e opiniões diferentes :)
      Ótima recomendação!

      Obrigado pela presença e participação!
      Grande abraço :)

      Excluir
  64. Nao sei o q acontece comigo , mas sinto isso por quase todo mundo que conheco . n sei se e psicologico ,. mas sofro muito . a pessoa nao me fez mal algum ,. mas nao a suporto !! ja desisti dois periodo na facu por culpa de uma pessoa que sinto um enorme desconforto so de ouvir sua ,. me sinto mal porque sei q tudo isso e por conta da minha condicao sexual , q escondo a sete ,. pareci q a pessoa ta se achando porque eu queria ser iqual a ela e nao posso ,ou vai me desmascarar sei la... eu n consigo entender , mas sofro muito. Sei q sao boas pessoas . tenho que proucurar um psiquiatra. todos me acham u ooooo!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem? Desculpe a demora na resposta :)

      Já tive momentos em minha vida que me senti mais ou menos da mesma forma que relatou, eu tinha uma aversão a quase todo mundo e comecei a me afastar de todos, no final me vi completamente sozinha e ranzinza, foi então que decidi procurar ajuda profissional e me ajudou bastante :) Com a terapia aprendi a não dar muita importância ao comportamento alheio que me irritava e as coisas melhoraram :) Fiquei mais tolerante :) Você reconhece este seus sentimentos, isso já é um grande passo, desejo que sinta-se melhor e se precisar, não tenha receio de procurar ajuda profissional, eu procurei e super recomendo, tem coisas que não conseguimos lidar sozinhos :)

      Obrigado pela presença e participação! Um enorme abraço e boa semana :)

      Excluir
  65. Quando meu santo não bate é um sinal de alerta de que tal pessoa é verdadeiramente mau caráter... Tenho um instinto aguçado, quando eu falo, podem escrever porque vai acontecer... Nada é por acaso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carinha di Anjo, tudo bem? :smile:

      Que bom que sua intuição é bem certeira, isso com certeza deve lhe ajudar bastante em suas relações e a não ser alvo de pessoas mal intencionadas e nocivas :smile:
      Minha intuição é meio bagunçada, já me enganei feio com algumas pessoas, por isso procuro ser mais observadora e, se possível dar uma segunda chance para não me enganar novamente :)

      Muitíssimo obrigado pela presença e participação!
      Grande abraço e uma ótima quarta para você e sua família :)

      Excluir
  66. Gostei das ideias , muito legal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vânia! Que bom que gostou! Seja sempre muito bem vinda :)

      Obrigada pela presença e participação! Grande abraço e bom fim de semana :)

      Excluir
  67. no meu carater e defeito eu nunca gostei de meus colegas de trabalho nunca. pra mim eu não vou com cara de nenhum. e sempre eu não voi com a cara de ninquem.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ed, tudo bem?

      Quando eu era mais nova, tinha uma característica parecida com a sua, meu "santo" não batia com o de quase ninguém, com o tempo fui aprendendo a dar uma segunda chance para conhecer melhor as pessoas e acabei percebendo que algumas eram pessoas legais. Mas quando não vou mesmo com a cara e mesmo tentando, não rola, deixo para lá, às vezes não adianta forçar a barra e nem nossos limites, não é mesmo :)

      Muito obrigado pela presença e participação! Grande abraço e bom fim de semana :)

      Excluir
  68. Ola, bem eu queria saber se e possivel odiar uma pessoa apenas de ouvir o nome,tipo vc nunca viu a pessoa mas ja odeia ela e quando conhece so piora. Como isso e possivel?

    ResponderExcluir
  69. Bom eu queria saber como e possivel odiar uma pessoa apenas em ouvir o nome mesmo sem chegar a ver a pessoa e quando ver a pessoa apenas piorar a situacao.Bom eu to perguntando isso por que toda vez que "meu santo nao bate com o de outra pessoa" eu acabo tendo razao sobre tudo o que eu pensei dessa outra pessoa

    ResponderExcluir
  70. Bom eu queria saber como e possivel odiar uma pessoa apenas em ouvir o nome mesmo sem chegar a ver a pessoa e quando ver a pessoa apenas piorar a situacao.Bom eu to perguntando isso por que toda vez que "meu santo nao bate com o de outra pessoa" eu acabo tendo razao sobre tudo o que eu pensei dessa outra pessoa

    ResponderExcluir
  71. EU PEGUEI ABUSO DE UMA COLEGA DE TRABALHO, POR EU TER DADO MUITA LIBERDADE PRA ELA CONTANDOS OS MEU PROBLEMAS ELA JÁ QUERIA CONTROLAR A MINHA VIDA, E SE METENDO EM TUDO, ELA JÁ ME PEDIU DESCULPA EU ACEITEI MAS NÃO CONSEGUIR SER MAIS A MESMA COM ELA TEM DIAS QUE EU NÃO GOSTO NEM DE OUVIR A VOZ DELA.

    ResponderExcluir

Obrigado pela presença! É a sua participação que abrilhanta este espaço! Sinta-se em casa :)

emo-but-icon

Autora do Blog

Sobre a autora e o Blog Facebook Instagram Google Plus Twitter Image Map

Novas

Comentários

SERVIÇOS

Ebook Gratuito - Blog Sucesso a Jato

Ebook Gratuito - Blog Sucesso a Jato
11 dicas p/ você começar a ter Sucesso Online

No Vrsam

  • …

    Postagens
  • …

    Comentários

Feed-se

Icon Icon

Google+

Facebook :)

Facebook

Instagram

Amigos

Recomendação de leitura

Destaques do Mês

item